A internet ainda é a prostituta das mídias

Diógenes Dantas,

internet_370Apesar de o mundo estar cada vez mais conectado, a internet ainda está longe de conquistar a confiança das pessoas.

Uma pesquisa recente do Ibope revela que o público confia mais nos jornais impressos. O nível de confiança nos jornais bateu a casa dos 58%.

Não são apenas as folhas impressas que gozam da confiança do distinto público. Segundo o instituto, 54% confiam muito ou sempre na TV, e outros 52% dizem confiar no conteúdo do rádio.

A internet é a prostituta das mídias, como a prova testemunhal é tratada no mundo do direito: 71% das pessoas disseram confiar pouco ou nada em notícias veiculadas nas redes sociais; 69% dizem não confiar nos blogs, e 67% não confiam nos sites de notícias.

A meu ver, a pouca credibilidade da rede se deve ao caráter revolucionário e também democrático da própria internet, que abre um mundo de possibilidades às pessoas do ponto de vista da comunicação. Hoje, basta ter um computador, tablet ou smartphone para que a pessoa deixe a passividade encontrada em mídias tradicionais e gere notícias de todo o tipo e de várias fontes. Separar o joio do trigo não é coisa para qualquer um. O resultado é um cipoal de informações sem a correta apuração dos fatos.

Na pesquisa encomendada pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República para identificar hábitos de consumo de informação, o percentual das pessoas que acessa a internet todos os dias chegou a 37%, subindo 11 pontos em relação ao levantamento anterior. Mesmo assim, 51% dos entrevistados disseram não ter acesso à rede.

A pesquisa ouviu 18,3 mil entre os dias 5 e 22 de novembro.

Os números do Ibope dão a ideia do grande desafio que se apresenta para os sites e profissionais de imprensa que se dedicam ao noticiário on line, como é o caso do portal nominuto.com.

A credibilidade deve ser buscada dia a dia, com seriedade e responsabilidade. Eu não tenho dúvida que, a exemplo do que ocorreu com as mídias TV e rádio, os veículos on line vão prosperar e conquistar a confiança da população. 

A receita é simples: boa técnica jornalística, ouvindo os dois lados da notícia, bons textos, criatividade, interação com os internautas e atitude.

Esta é a receita que passo aos meus colaboradores no nominuto.com. E já completamos 8 anos de atividade. Que venham muitos e muitos anos de luta e de vitórias. Com o merecido respeito de nossos milhares de internautas.


Manchetes do domingo

Diógenes Dantas,

Locais:

novo_21_12_14Tribuna do Norte: Micros buscam crescimento no mercado sustentável

Novo Jornal: Folha salarial aumentou 52% de 2010 a 2014

Jornal de Fato: Saúde pública está na UTI em Mossoró

Gazeta do Oeste: Orçamento para 2015 será apreciado pela AL


Nacionais:

O Globo: Lava-Jato já conta com 12 acordos de delação

Folha de São Paulo: Bancos desafiam Justiça e seguram fundos da Lava Jato

O Estado de São Paulo: Sem dinheiro, Petrobrás corta investimentos em poços

Correio Braziliense: Agnelo quebra o silêncio e ataca o governo eleito

A Tarde: IPTU 2015 aumenta 6,3% e carnê chega em janeiro

O Povo: Petrobras: O ano em que tudo deu errado

Diário de Pernambuco: 29 mil vagas para concursos em 2015

Jornal da Paraíba: Crime reduz tempo de vida dos jovens na PB

Zero Hora: Brasil enfrenta competidor de peso em Cuba


Revistas:

Veja: O amigo americano

Época: O Natal da conciliação

Istoé: A pressão do Natal

Carta Capital: 2014: Retrospectiva aleatória de fatos bizarros


Lava Jato: Dilma reavalia nomeação de Henrique para ministério depois da lista do Estadão

Diógenes Dantas,

ha_lava_jato_370A nomeação de Henrique Eduardo Alves (PMDB) para o ministério de Dilma Rousseff "subiu no telhado".

O jornal O Estado de São Paulo, que publicou ontem (19) a lista de 28 políticos que devem ser processados por causa da Operação Lava Jato, informa neste sábado (20) que a presidente decidiu reavaliar os nomes que vão compor sua equipe no segundo mandato.

Henrique Eduardo Alves, presidente da Câmara, deve ser a primeira vítima da "lupa" de Dilma, diz o Estadão.

Na avaliação de Dilma, ignorar os depoimentos das delações premiadas seria o mesmo que arrastar o escândalo da Petrobras para dentro do Palácio do Planalto, diz o jornal paulista.

O Planalto acredita que os nomes divulgados pelo Estadão compõem a lista em análise pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que será divulgada em fevereiro.

Henrique foi implicado na delação premiada de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, ao lado de gente de peso do cenário nacional como Renan Calheiros (PMDB-AL), Antônio Palocci (PT-SP) e Roseana Sarney (PMDB).

O destino de Henrique será decidido segunda-feira (22) em reunião de Dilma com o vice-presidente Michel Temer. O deputado potiguar é cotado para os ministérios da Previdência, Turismo e Secretaria dos portos.

Leia mais em O Estado de São Paulo.


Manchetes do sábado

Diógenes Dantas,

Locais:

estadao_20_12_14Tribuna do Norte: Rosalba sanciona a lei e servidores vão recorrer ao TJ

Novo Jornal: Mudança no Ipern terá ação judicial

Jornal de Fato: Justiça determina retorno das cirurgias

Gazeta do Oeste: Morte de bebê causa mistério em hospital

O Mossoroense: Bebê encontrado morto em balde num banheiro de maternidade


Nacionais:

O Globo: Ex-gerente entrega ao MP e-mails de alerta a Graça

Folha de São Paulo: Governo aumenta juro de longo prazo para as empresas

O Estado de São Paulo: Lista da Petrobrás faz Dilma reavaliar Ministério

Correio Braziliense: Decisão do TJ suspende réveillon na Esplanada

O Povo: Governo e Prefeitura: Servidores terão reajuste de 6,45%

A Tarde: Pelegrino é surpresa na equipe de Rui

Diário de Pernambuco: Brasil na crista da onda

Jornal da Paraíba: MP quer barrar retorno de 600 PMs afastados

Zero Hora: Com verba, metrô pode ser ampliado


Resenha especial do Jornal 96 ao som de Pablo

Diógenes Dantas,
Nominuto
Resenha especial do Jornal 96 no encerramento das atividades do programa em 2014.

Última resenha especial do Jornal 96 ao som de Pablo, Beatles, Willie Nelson, Zeca Baleiro, entre outras estrelas da música pop.

Eu contei com as presenças de Luciano Kleiber, Jean-Paul Prates, Marcos Alexandre, Edmo Sinedino, Gerlane Lima, Lugo Dias, Tiago Medeiros, Glácia Marilac e Ohara Oliveira.

Confira o áudio completo do programa. Feliz Natal e bom ano de 2015 para todos.


Manchetes da sexta-feira

Diógenes Dantas,

Locais:

Omossoroense_19_12_14Tribuna do Norte: AL muda previdência e Rosalba confirma salários para dia 30

Novo Jornal: Robinson quer cobrar R$ 8 bilhões em dívidas

Jornal de Fato: HWR pode suspender atendimento pelo SUS

Gazeta do Oeste: Governador anuncia auditoria em folha

O Mossoroense: Papai Noel preso aplicando golpe no comércio de Mossoró


Nacionais:

O Globo: Na diplomação, Dilma diz que vai renovar Petrobras

Folha de São Paulo: Alckmin mira 'gastão' com taxa extra na conta de água

O Estado de São Paulo: Lista de delator da Petrobrás tem Palocci e outros 27 políticos

Correio Braziliense: Sem réveillon, Brasília deve ter bailão petista

O Povo: IPVA ficará mais barato

A Tarde: IPVA de 2015 terá redução média de 3,5% na Bahia

Diário de Peranmbuco: Ou investe ou apaga de novo

Jornal da Paraíba: Cagepa quer tarifa de água 9,96% mais cara

Zero Hora: Salário maior para deputado, governador, vice e secretários


Robinson afasta calote nos fornecedores, e promete esforço para reduzir dívida ativa

Diógenes Dantas,
Frankie Marcone/Nominuto
O governador eleito Robinson Faria afastou a possibilidade de dar calote aos fornecedores do Estado.

O governador eleito Robinson Faria (PSD) me disse hoje (18) que pretende anunciar seu secretariado na próxima segunda-feira (22) ou terça-feira (23).

Ele comentou alguns nomes que estão sendo especulados na imprensa, mas não quis antecipar o anúncio da lista.

Robinson Faria confirmou que o PT ficará com as pastas da Educação, Secretaria da Mulher, Fundação José Augusto e Seara.

Na entrevista que me concedeu, no dia da diplomação dos eleitos pelo Tribunal Regional Eleitoral, Robinson Faria comentou a difícil situação financeira do Estado. 

O governador eleito afastou a possibilidade de dar calote nos fornecedores do Estado. "Vamos fazer uma auditoria para comprovar os gastos e a verdadeira prestação dos serviços, e entrega dos produtos", comentou.

Robinson falou sobre a importância de um esforço tributário para reduzir a dívida ativa, estimada por ele em R$ 7 bilhões.

Ouça a seguir minha entrevista com o governador eleito, Robinson Faria:



Manchetes da quinta-feira

Diógenes Dantas,

Locais:

Tribuna do Norte: Ex-comandante vendia Habite-se para imóveis

Novo Jornal: Aprovado reajuste para governador, vice e secretários

Jornal de Fato: Cirurgias oncológicas estão paralisadas

Gazeta do Oeste: Ambulantes vão para Shopping Popular


Nacionais:

O Globo: EUA e Cuba reatam relação; 'isolamento não funcionou'

Folha de São Paulo: EUA e Cuba libertam presos e reatam relações após 53 anos

O Estado de São Paulo: EUA e Cuba decidem reatar relações diplomáticas depois de 53 anos

Correio Braziliense: Salve-se quem puder

O Povo: EUA e Cuba reatam relações

A Tarde: EUA retomam relações com Cuba

Diário de Pernambuco: Estado terá que fornecer remédio à base de maconha

Jornal da Paraíba: MPE pede cassação de Ricardo e Lígia Feliciano

Zero Hora: Para a história


Quem não respeita vaga para idoso ou portador de deficiência nem cidadão é

Diógenes Dantas,
FD/Nominuto
Os amarelinhos da STTU têm atribuição para fiscalizar os estacionamentos de uso coletivo. Só no Midway foram aplicadas 500 multas em dois dias.

As autoridades do trânsito em Natal estão multando motoristas que desrespeitam as vagas destinadas a idosos e portadores de deficiência nos estacionamentos dos shoppings e supermercados.

Só no Midway foram aplicadas 500 multas em dois dias. Bem feito. Achei ótimo!

Quem desrespeita a vaga dos idosos e portadores de deficiência não merece ser chamado de cidadão. Bom sujeito não é.

As redes sociais já registraram um político famoso estacionando em vaga de idoso. O cara tinha pouco mais de 40 anos.

Eu já vi estudante de direito estacionando na vaga de portador de deficiência. O fato ocorreu na UNP. A mocinha parou o carro, reforçou a maquiagem e saiu toda faceira para a sala de aula, com a cara mais santa do mundo.

Os amarelinhos da STTU têm atribuição para fiscalizar os estacionamentos de uso coletivo. Que continuem assim! 

E você, que está lendo esse texto, respeite os idosos e portadores de deficiência.


Ouça o Podcast:

Manchetes da quarta-feira

Diógenes Dantas,

Locais:

oglobo_17_12_14Tribuna do Norte: Docentes da UFRN obtêm vitória milionária no TST

Novo Jornal: AL vota hoje 1º orçamento de Robinson Faria

Jornal de Fato: RN aparece em 3º no ranking do turismo

Gazeta do Oeste: Setor petrolífero contabiliza 489 demissões só este ano


Nacionais:

O Globo: CVM cobrou explicação de Graça sobre denúncia

Folha de São Paulo: Gasto de estatais com publicidade cresce 65%

O Estado de São Paulo: Moeda russa desaba e faz dólar disparar no Brasil

Correio Braziliense: Rollemberg vai precisar de R$ 1bi extra para salários

O Povo: TCM investiga rombo de R$ 40 milhões em municípios

A Tarde: Rui anuncia secretários e diz que segurança vai melhorar

Diário de Pernambuco: Caixinha de Natal dos deputados

Jornal da Paraíba: AL aprova reajuste de 44% para defensores

Zero Hora: Crise russa alimenta disparada do dólar


Transição de governo no Maranhão virou caso de sabotagem

Diógenes Dantas,
FD/Maranhão
Clã dos Sarney governa o Maranhão há mais de cindo décadas. Estado amarga um dos piores índices de pobreza do país.

A transição de governo segue aos trancos e barrancos em vários estados da federação.

No Distrito Federal, o caos está instalado nesse último mês. No Rio Grande do Norte, a incerteza das contas públicas já tira o sono do governador eleito Robinson Faria. E nos demais estados as dificuldades também são enormes.

Mas a situação da transição de governo no Maranhão, sem dúvida, é a mais complicada do país.

Na capitania dos Sarney, o governador que entra, Flávio Dino (PCdoB) não tem informação sobre o estado de coisas na terra do bumba-meu-boi. Como ele próprio diz: vai tomar posse no escuro.

flavio_dino_370Roseana, filha do velho José Sarney, largou o povo do Maranhão à mercê da sorte. Alegando questões "estritamente" pessoais, ela renunciou na semana passada para não dar posse a Dino, um juiz federal que se elegeu para colocar um fim ao reinado de mais de 50 anos da família Sarney.

Vai ser difícil. Flávio Dino não sabe o tamanho das dívidas que vai herdar, desconhece o número de contratos, o repasse para prefeituras, não sabe como anda a folha dos servidores, não tem ideia dos terceirizados, não tem informações sobre precatórios e, o principal, não faz ideia da receita.

Roseana deixou um grande abacaxi para Dino descascar, com direito ao presídio de Pedrinhas e tudo mais.

Flávio Dino vai penar, mas quem vai mais sofrer é o povo do Maranhão, sujeito à sabotagem dos Sarney.

Roseana renunciou e entregou o cargo ao presidente da Assembleia Legislativa, Arnaldo Melo (PMDB).

O interino vai governar o Estado do Maranhão por alguns dias, não vai completar sequer um mês na função, mas pode ganhar um presente dos deuses.

Vocês acreditam que ele vai ter direito a uma aposentadoria integral de ex-governador, como determina uma lei estadual?

Pois é. Na terra de Sarney tudo pode para os ricos. Enquanto isso, o Estado do Maranhão amarga níveis indecentes de pobreza.

Pobre povo do Maranhão!


Ouça o Podcast:

Manchetes da terça-feira

Diógenes Dantas,

Locais:

folha_16_12_14Tribuna do Norte: Colapso no abastecimento já atinge 10 cidades do RN

Novo Jornal: TCE pede a verdade sovre finanças do RN

Jornal de Fato: 70% dos imóveis não têm escritura

Gazeta do Oeste: Itep registra sete mortes violentas no fim de semana


Nacionais:

O Globo: Ações da Petrobras desabam e são suspensas na Bolsa

Folha de São Paulo: Ações da Petrobras têm o menor valor em mais de 10 anos

O Estado de São Paulo: Ação da Petrobrás cai 9,9% e atinge menor valor em 10 anos

Correio Braziliense: Corrupção faz ações da Petrobras derreterem

O Povo: 2.496 agentes reforçam segurança na alta estação

A Tarde: Paulo Câmera lidera ranking de deputado estadual mais ausente

Diário de Pernambuco: A primeira missão dos novos secretários

Jornal da Paraíba: Trabalho infantil tem queda de 78% na PB

Zero Hora: Tensão e mortes em Sidney


Orçamento da União de 2015 só será votado a partir de fevereiro

Diógenes Dantas,
FD/Brasília
Deputados e senadores deverão votar Lei de Diretrizes Orçamentárias nesta terça-feira (16). OGE fica para fevereiro de 2015.

O Orçamento Geral da União de 2015 só será votado a partir de fevereiro do próximo ano. Isso está errado. O Congresso Nacional deveria votar a peça orçamentária até 22 deste mês, mas a Copa do Mundo e as eleições atrasaram o trâmite da matéria.

Primeiro, deputado e senadores precisavam aprovar a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Isso não ocorreu. Somente amanhã (16) a LDO será votada. 

A LDO deveria servir de base para a formulação da peça orçamentária, mas como não foi aprovada este ano, o Orçamento acabou sendo feito com base na LDO do ano passado.

Para arcar com os compromissos fixos até fevereiro, data provável da votação no ano que vem, o governo federal poderá gastar por mês o equivalente a um doze avos do Orçamento de 2014. Isso já ocorreu em anos anteriores.

Na última semana de trabalho legislativo antes do recesso de fim de ano, deputado e senadores devem votar ainda o relatório da CPMI da Petrobras e o novo Código de Processo Civil (CPC).


Manchetes da segunda-feira

Diógenes Dantas,

Nacionais:

veja_15_12_14O Globo: Petrobras assinou até contrato em branco

Folha de São Paulo: Países pobres também terão de reduzir CO2, decide cúpula

O Estado de São Paulo: Delator diz ter feito 'permuta de propina' com tesoureiro do PT

Correio Braziliense: Distritais resistem a derrubar blindagem

O Povo: Turista alemão é baleado na Praia do Futuro

A Tarde: Campos e quadras têm situação precária na capital

Jornal do Commercio: É festa no comércio

Zero Hora: Doleiro mirava 17 obras no RS


Revistas:

Veja: Exclusivo: O disque-propina

Época: Uma aula de crime

Istoé: Férias: Por que os brasileiros estão preferindo viajar ao exterior

Carta Capital: Lava Jato: A primeira leva


Henrique sonha com as obras milionárias da Integração, mas Dilma só oferece a Previdência

Diógenes Dantas,
FD/Brasília
Henrique quer o Ministério da Integração Nacional. A pasta, porém, "não está liberada para o PMDB", informou um integrante do governo.

O novo ministério da presidente Dilma Rousseff está de rosca. O PMDB faz exigências que a petista tenta evitar. Uma delas é o espaço destinado ao presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves. 

Na sexta-feira (12), O Globo noticiou que Henrique disse à cúpula do PMDB que não aceita o Ministério da Previdência, que havia sido proposto por Dilma.

O parlamentar norte-rio-grandense quer o Ministério da Integração Nacional. A pasta, porém, "não está liberada para o PMDB", informou um integrante do governo.

Hoje (14), a Folha, em sua coluna painel, informa que a cúpula do PMDB espera ser convocada para uma conversa com Dilma sobre a reforma ministerial amanhã (15). 

O partido recebeu sinais do Planalto de que os nomes de Henrique Alves e Eunício Oliveira (CE) ainda não receberam aval para integrar a Esplanada.

A Folha ainda diz que peemedebistas que acompanham a movimentação advertem: se Moreira Franco continuar a se movimentar para ser "promovido" de pasta, corre o risco de ficar sem a Aviação Civil. Da cota particular de Michel Temer, Moreira não tem apoio da bancada da Câmara.

As articulações seguem em Brasília neste domingo.


Ouça o Podcast:

Manchetes do domingo

Diógenes Dantas,

Locais:

novo_14_12_14Tribuna do Norte: Presos constroem túneis em Alcaçuz desde 2001

Novo Jornal: Baixo salário dificulta novo secretariado


Nacionais:

O Globo: Propinas para plataformas chegaram a até 10%

Folha de São Paulo: Corrupção na Petrobras afasta investidor dos EUA

O Estado de São Paulo: Nova denúncia na Petrobrás eleva pressão sobre Graça

Correio Braziliense: Rollemberg teme apagão financeiro

O Povo: Por que sua conta de luz está mais cara

A Tarde: Degradação do Paraguaçu ameaça abastecimento

Zero Hora: O submundo das lutas

Jornal da Paraíba: Bancada federal gasta R$ 4,4 milhões do 'cotão'


Revistas:

Veja: Exclusivo: O disque-propina

Época: Uma aula de crime

Istoé: Férias: Por que os brasileiros estão preferindo viajar ao exterior

Carta Capital: Lava Jato: A primeira leva


Lista dos políticos na Lava Jato só quando o carnaval chegar

Diógenes Dantas,
FD/Nominuto
Lista dos políticos citados na Operação Lava Jato, que investiga corrupção na Petrobras, só deve ser divulgada perto do carnaval.

A lista dos políticos com ou sem mandato só deverá ser divulgada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no próximo ano.

A informação é do jornalista Ilimar Franco, na coluna Panorama Político, do jornal carioca O Globo. Diz o repórter em seu texto:

"Os nomes dos parlamentares implicados pela Operação Lava Jato serão enviados ao STF no ano que vem. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, só recebeu anteontem o relatório sobre o doleiro Alberto Youssef. Sua equipe diz que ele fará um "trabalho cuidadoso". Os que perderam mandato ficam com a Justiça comum".


Manchetes do sábado

Diógenes Dantas,

Locais:

JP_13_12_14Tribuna do Norte: Queda do FPE de janeiro será de R$ 22,3 milhões

Novo Jornal: Fraude no TJ volta a ser investigada

Jornal de Fato: PT assume Prefeitura pela primeira vez

Gazeta do Oeste: Viva Santa Luzia!

O Mossoroense: Mossoró com alegria


Nacionais:

O Globo: Nova testemunha envolve presidente da Petrobras

Folha de São Paulo: Ex-gerente da Petrobras diz que avisou Graça sobre desvio

O Estado de São Paulo: Nova denúncia na Petrobrás eleva pressão sobre Graça

Correio Braziliense: Nova denúncia atinge comando da Petrobras

O Povo: Governo autoriza demolição do Centro de Convenções

Diário de Pernambuco: Diretoria da Petrobras em xeque

Jornal da Paraíba: MP cobra indenização da Igreja por pedofilia


E os políticos?

Diógenes Dantas,
STF
Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, já tem pronta a lista dos políticos com foro privilegiado no caso Petrobras sobre os quais pedirá abertura de investigação no STF.

O Correio Braziliense faz uma provocação hoje (12) na manchete principal: 

"MP denuncia 36 por corrupção na Petrobras. E os políticos?" - pergunta o jornal.

E os políticos, hein? A Folha de São Paulo, em sua coluna Painel, traz uma informação que deve ter deixado muita gente de cabelo em pé, mesmo aqueles que gastaram horrores com implantes:

"Pessoas próximas ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, dizem que ele já tem pronta a lista dos políticos com foro privilegiado sobre os quais pedirá abertura de investigação no STF (Supremo Tribunal Federal). A dúvida que resiste, de acordo com esses interlocutores, é sobre incluir ou não na relação governadores e parlamentares não reeleitos, que perderão a prerrogativa a partir de janeiro. O eventual desmembramento do caso, no ano que vem, poderia atrasar a apuração".

Pode ser o caso do deputado federal Henrique Eduardo Alves (PMDB), presidente da Câmara dos Deputados, que perdeu a última eleição e, consequentemente, não terá foro privilegiado em 2015, caso não seja nomeado ministro no segundo governo de Dilma.

Henrique foi citado pelo ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, que abriu as comportas das delações premiadas neste escandaloso e bilionário caso de corrupção.

De 50 a 70 políticos podem ser processados por causa dos desvios na Petrobras, segundo os rumores na investigação da Operação Lava Jato. A conferir.

….

O governador eleito Robinson Faria (PSD) deverá convocar os deputados estaduais no mês de janeiro.

A convocação extraordinária da Assembleia Legislativa objetiva encontrar uma solução para o buraco na folha dos servidores estaduais. O rombo é de mais de R$ 150 milhões.

O governo vai insistir na fusão dos fundos previdenciários, juntando o "podre" ao superavitário. Quem confirmou a convocação dos deputados foi o vice-governador eleito, deputado Fábio Dantas (PCdoB).


Manchetes da sexta-feira

Diógenes Dantas,

Locais:

estadao_12_12_14Tribuna do Norte: No RN, 79,3% das vítimas de mortes violentas são jovens

Novo Jornal: Sem dinheiro e nem critério para salários

Jornal de Fato: Silveira diz que cabe à Câmara votar Código

Gazeta do Oeste: Homicídios em 2014 ampliam estatística

O Mossoroense: RN é onde mais jovens morrem de forma violenta no Brasil


Nacionais:

O Globo: Procuradoria denuncia 36 e cobrará R$ 1 bi de acusados

Folha de São Paulo: Procuradoria denuncia 36 pessoas no caso Petrobras

O Estado de São Paulo: MP denuncia 36 por corrupção e pede devolução de R$ 1 bi

Correio Braziliense: MP denuncia 36 por corrupção na Petrobras. E os políticos?

O Povo: Operação Lava Jato: Ministério Público Federal quer devolução de R$ 971 milhões

Diário de Pernambuco: As revelações da lava-jato

A Tarde: Procuradoria denuncia 36 por corrupção na Petrobras

Jornal da Paraíba: Paraíba tem 3ª pior nota em Língua Portuguesa

1-20 de 2382