PSDB é o partido mais cortejado na sucessão estadual

Diógenes Dantas,
João Gilberto/AL
Presidente da legenda, Ezequiel Ferreira, tem dito que tem mantido conversas constantes para definir o projeto majoritário do PSDB.

O PSDB do Rio Grande do Norte chega às vésperas da eleição estadual com cacife de fazer inveja.

São oito deputados estaduais, 33 prefeitos e vice-prefeitos, 107 vereadores e presença em 150 dos 167 municípios do Estado.

A legenda é a segunda maior do RN, perdendo apenas em musculatura eleitoral para o tradicional MDB.

Pelo menos 3 candidatos ao governo sonham com o apoio do tucanos: Robinson Faria, candidato à reeleição, Carlos Eduardo e Fábio Dantas.

Circulou a informação que uma parcela do partido estaria vetando apoio a Carlos Eduardo, mas não procede. Por enquanto.

O deputado Tomba Farias, recém acomodado no ninho tucano, me dizia que o partido está aberto para conversar com todos os postulantes de centro-direita.

O presidente da legenda, Ezequiel Ferreira, tem dito a mesma coisa. Que tem mantido conversas constantes para definir o projeto majoritário do PSDB.

A primeira missão de Ezequiel foi cumprida. Segundo ele, o compromisso inicial era promover o crescimento da legenda em quantidade e qualidade de quadros políticos.

Agora, complementa, a hora é de muita conversa com as principais lideranças do Estado, na capital e no interior.

Até as convenções partidárias, entre final de julho e começo de agosto, o partido deverá articular sua presença nas chapas majoritária e proporcional.

Fez bem Geraldo Melo ingressar na legenda. O PSDB apresenta o nome do ex-senador para chapa majoritária com grande chance de emplacar.

Geraldo mira o Senado, mas não descarta seu nome para o governo. A conferir.


Ver comentário na íntegra:

Tags: Ezequiel Ferreira PSDB
A+ A-