Planalto quer maioria mais expressiva ainda na votação da 2a. denúncia

Alexandre Cavalcanti,

O Palácio do Planalto não tem manifestado nenhuma preocupação com a tramitação da segunda denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o presidente Temer, por organização criminosa e obstrução de justiça. A única meta é conquistar uma maioria ainda maior do que a da primeira denúncia.

A questão do fatiamento da denúncia na Câmara, como quer a Oposição, - separando Temer dos ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco -, já foi superada e o natural é que peça encaminhada pela PGR permaneça única, como chegou ao Legislativo.

A leitura da denúncia na Câmara, passo inicial de sua tramitação no Poder Legislativo, ocorreu por volta do meio dia. Depois o presidente foi notificado e agora a palavra está com a Comissão de Constituição e Justiça. Qualquer que seja o resultado, a conclusão do processo fica por conta do Plenário da Câmara, o que deve acontecer nos primeiros 10 dias de outubro.

Tags: Denúncia Temer Votação
A+ A-