ABC soma quinto ponto perdido em casa e cai para a oitava posição

Edmo Sinedino,

ciro1_09Com mais um tropeço em casa, o ABC caiu para oitava posição do Brasileiro da Série B, após a conclusão da terceira rodada.

O Náutico lidera com 100% de aproveitamento, única equipe, seguido de Bahia, Sampaio Corrêa e Botafogo.

Na próxima rodada, fora de casa, o alvinegro potiguar enfrenta o Santa Cruz, que perdeu de goleada para o América/MG.

Dureza! E o time tem a obrigação de vencer para, pelo menos, recuperar os dois pontos perdidos em casa na rodada.

Com a derrota para o Oeste, na estreia, já são cinco os pontos desperdiçados pelo clube potiguar no seu estádio Frasqueirão.

Confira os resultados da 3ª rodada

Macaé 4   x 2  Oeste

Náutico 2   x   0   Criciúma

Vitória 4    x   1   Bragantino

Mogi Mirim   1   x 1   Sampaio Corrêa

América-MG   4   x   1 Santa Cruz

Paraná 1   x   1   Boa Esporte

Paysandu   2 x   1   Ceará

Atlético-GO   0   x   0   Botafogo

ABC   1   x   1   Luverdense

CRB   0   x   3   Bahia



Atuações: Fabinho destaque do jogo, e, acreditem, foi substituído

Edmo Sinedino,

fabinho1_091Noite de mais prejuízo para o ABC. Analiso, com nota, as atuações dos jogadores do ABC no empate de 1 a 1 diante da Luverdense, no Frasqueirão, neste sábado (23).

Saulo – Falhou feio no gol. Um frangaço, como se diz. Depois se recuperou, mas de qualquer forma foi um dos responsáveis diretos pelo tropeço do time. Nota 3.

Reginaldo – Altos e baixos, como sempre. Precisa ter uma regularidade. E na partida de hoje mais que nunca, já que o time precisava das alas para furar o bloqueio de duas linhas de quatro. Nota 5.

Suéliton – Não cometeu falhas gritantes, alguns vacilos e indecisões normais. Bem na marcação, bem na saída de jogo, inclusive aparece mais na ligação de setores que o volante Fábio Bahia. Nota 6.

Leandro Amaro – Desde a contusão no tornozelo (e eu entendo bem isso) não tem sido o mesmo zagueiro seguro lá atrás e perigoso como jogada aérea. Sua atuação, no entanto, não chegou a comprometer. Nota 5.

Lima – Um bom primeiro tempo, diria até final de primeiro tempo. Precisa ser mais acionado, mais empurrado para a frente. Nota 6.

Fábio Bahia – Um jogador sem função. Nem mesmo na marcação é destaque do time do ABC. Todo treinador o mantém, mesmo sem muita utilidade, como titular da equipe. Nota 2.

Dedé – Bem no jogo, com ele em campo, Ronaldo e Erivélton, e também Lima tiveram oportunidade de aparecer mais. Saiu, incompreensivelmente, no segundo tempo. Nota 7.

Erivelton – Um jogador de personalidade. Sim, porque sabe que é sempre a primeira opção de mexida. Mesmo assim trabalhou bem quando o ABC se acertou e estava bem na partida quando foi substituído. Nota 7.

Ronaldo Mendes – Foi um dos bons jogadores do ABC no início da reação. Criou boas jogadas, só não pode ficar preso a um canto de campo. Isso é um crime. Cansou no final. Nota 7.

Kayke – Marcou um gol. Mais nada fez. Fez sim, perdeu um gol mais que feito, e teve outras possibilidades que não transformou em chance. Mal no jogo. Nota 5.

Fabinho Alves (foto) – Melhor do ABC. Sozinho conseguiu furar o bloqueio da Luverdense, deu de presente o gol do Kayke, além de outras boas jogadas. Outro que foi substituído de maneira equivocada. Nota 8.

Rafael Miranda – Tão sem utilidade quanto Fábio Bahia. Sem nota.

Bruno Luiz – Entra feito maluco, corre muito, engana alguns e daqui a pouco nada mais faz. Sem nota.

Chiclete – Mesmo tendo entrado restando pouco tempo, fez muito mais que alguns que atuaram o tempo todo. Tem vaga nesse time. Nota 6.



Na mesmice de Ademir Fesan, ABC perde mais dois pontos em casa

Edmo Sinedino,

kayke1_09A mesmice.

Os treinadores são, quase, todos iguais.

Lá vem o Ademir Fesan. Dificultou, tomou um gol, falha, infelicidade suprema do goleiro Saulo, mexer.

Ele não sabe como furar um bloqueio, não procurou saber, antes, como jogava a Luverdense, aí toma o castigo e fica sem saber o que fazer.

Quatro homens nulos no meio-campo. Mas ele já faz a opção por sacar Erivélton. É da casa, todos vão concordar.

O narrador vai logo dizendo que o menino caiu de produção.

Não. Ele não caiu de produção, inventaram duzentas formas diferentes para ele atuar – meia, ponta esquerda e até ala.

Quem mantém bom rendimento dessa maneira?

No entanto, o melhor jogador do time vai lá, faz jogada individual, um dos dois piores vai lá e empata, de cabeça.

Ele não muda.

O time melhora. Erivélton melhora. Mas o esquema ainda não o beneficia. Permanece as mesmas duas linhas de quatro do adversário. Como vencê-las?

Difícil quando você tem um jogador capenga. Contem quantas vezes o Fábio Bahia faz algo de realmente positivo.

Melhor, contem quantas vezes ele participa da jogada, inicia. Não se vê Fábio Bahia em campo.

Mesmo assim, imexível.

Ele é muito bom em fazer média com a torcida e achar um jeito de sair na foto.

Por isso, está explicado porquê temos a impressão de que o ABC sempre tem homens de menos no meio-campo.

Fesan cego de guia! Me perdoe, tenho que dizer. Cego de guia! Não deve querer vencer o jogo.

Deixa Fábio Bahia e coloca outro Fábio Bahia em campo – Rafael Miranda – precisando vencer o jogo.

Agora, são dois capengas em campo.

Se não estivesse doente ou cansado, Dedé, de bom passe, boa chegada na frente, não poderia sair.

Se fosse o caso, faria entrar o Chiclete. Faz três homens criativos, divide a responsabilidade de criação, tira um pouco da atenção da defesa em Ronaldo Mendes.

Não! Entra Rafael Miranda.

Antes, como sempre, não sabe fazer outra coisa. Falta criatividade, inventividade, falta mesmo conhecimento do que é futebol – sai Erivélton para Bruno Luiz.

E para completar o quadro, tira Fabinho. Ora, pelo amor de Deus! Caiu o rendimento de Fabinho, troca ele de lado, troca ele de função.

Tira o inútil do Kayke que, todo jogo, se especializa, em perder gols feitos, feitos e feitos.

O time do Luverdense veio para empatar. Achou um gol em falha de Saulo. Todo bom goleiro toma frangos, e sai daqui feliz da vida.

O ABC, vou somando por aqui, perde o seu quinto ponto em casa.

Isso sim é mortal. Foi assim que, ano passado, o América foi rebaixado. Pela quantidade exagerada de pontos perdidos em casa.

fesan1_09


"Eles" não estão nem aí...

Edmo Sinedino,

O que se noticia é que Guilherme Ceretta, o árbitro do escandaloso pênalti marcado contra o ABC foi “afastado”.

Como, por quem e por quanto tempo?

Foi publicado onde essa punição? E quando se inicia.

Ceretto pecou em vários aspectos de análise de arbitragem – colocação, interpretação e utilização de critérios diferentes.

E o que ele disse a Josué: “professor, sábado tem mais...”

O que isso signfica?

Essa bandalheira nunca vai acabar e não alimentem esperanças ao ver reuniões de dirigentes nossos com membros da Comissão Nacional.

Na verdade, na verdade, eles não estão nem aí.



Os problemas de Roberto Fernandes, repetidos...

Edmo Sinedino,

E o América para o jogo de domingo, diante do Icasa, na Arena?

Maguinho e Pardal. Suspensos, Diogo, machucado. E agora?

Além de Boaventura, ainda o risco de não ter Cascata. Danou-se!

Começa, de novo, o dilema de Roberto Fernandes. O dilema das improvisações.

Quem será que vai atuar de ala pela direita, ou de lateral. Resta Judson. Ele já atuou por ali, e não foi mal.

E o primeiro volante?

Zé Antônio desacompanhado é risco. Régis, pode ser opção como segundo volante, assim como Álvaro.

Do meio para a frente não vejo problemas. Thiago Potiguar, Clebson, Max e Gláucio. Não vejo? Tem sim. Tá resumido.

O Roberto ainda conta com Gilmar e Emerson. Eu não contaria, mas...

Será que Emerson vai ser um falso ala? Roberto falou de "uma improvisação inédita".

Viram como já diminui as opções?

Não é fácil quando se disputa duas competições.

Por isso, a direção contratou mais um meia e acerta com outro volante.

E o garoto Artur Henrique?

Esse menino apresentou um futebol de muita qualidade. O que aconteceu e o que vai ser dele. Fica ou sai?

*atualizado às 19h37


Os meninos do ABC já "dançaram"

Edmo Sinedino,

Quem dançou na “crise” do ABC, além de Josué Teixeira.

Um doce para quem acertar.

Os meninos de Natal.

Primeiro foi Chiclete, saiu da equipe ainda com Josué Teixeira, sem que entendêssemos o motivo.

Agora, de uma tacada só, Marcílio e Erivélton.

Marcílio eu tinha certeza. Afina, todos podem e têm direito a atuações ruins, menos os da casa, a gente já sabe.

Erivélton, coitado, primeiro o tiraram da função que conhece, e ele vinha muito bem.

Sacudiram-no na ponta esquerda, improvisado.

E agora, o Fesan, claro, o sacou.

E acho que nem tão cedo vão ter outra oportunidade. O que é um absurdo.

Afinal, já, já chega outro técnico, e com ele seus “reforços”...



Ademir Fesan vai com três atacantes

Edmo Sinedino,

O técnico, ou técnico interino, Ademir Fesan já deixou claro que gosta de escalar três atacantes.

Isso,. No meu entender, não quer dizer que seu time é ofensivo, vertical. Não quer.

Acho um risco a escalação de três jogadores – Kayke, Bruno Luiz e Fabinho – e que nenhum deles tem como característica a recomposição.

O futebol do Brasil, acho que do mundo, hoje é 85% de correria, preparação física, poder de marcação.

Perder três homens nesse quesito é, sem dúvida, uma certeza de vulnerabilidade que pode fazer a diferença.

O time do ABC dever ser: Saulo, Reginaldo, Suéliton, Maurício e Lima; Fábio Bahia, Rafael Miranda e Ronaldo Mendes; Kayke, Bruno Luiz e Fabinho Alves.



Com "verba destinada", agora sim, acho que o futebol feminino decola

Edmo Sinedino,

“Com uma verba destinada”, esta é a palavra, palavra não, frase mágica. Desta forma, acho eu, as meninas do RN estarão livres das cobranças absurdas e descabidas.

Que bom!

Vamos torcer que, a partir de agora, as coisas funcionam.

No momento, o futebol feminino de nosso Estado só acontece porque a SEL - Secretaria de Esporte e Lazer -, de Natal, banca.

Veja abaixo:

FNF participa de reunião e vê boas perspectivas para o futebol feminino

Representada pelo seu vice-presidente, José Marques da Costa Neto, a Federação Norte-rio-grandense de Futebol participou nesta semana, na Confederação Brasileira de Futebol, no Rio de Janeiro, de um encontro para tratar do momento do futebol feminino no Brasil. Para a FNF, o encontro trouxe excelentes novidades.

Com uma verba destinada e carimbada pela Fifa, os próximos quatro anos prometem ser bastante positivos. “Existe uma verba, dentro ainda das contrapartidas da Copa de 2014, justamente para investimentos no futebol feminino. É um projeto de quatro anos, que pretende melhorar ainda mais o nível do esporte no Brasil”, destaca José Marques da Costa Neto.

De olho na Copa do Mundo Feminina, o calendário do futebol brasileiro será invertido. “Em 2016, teremos primeiro o Campeonato Brasileiro Feminino, e depois a Copa do Brasil. O objetivo é garantir que o Vadão, técnico da Seleção, possa observar mais garotas. A participação das equipes nas competições é definida por ranking”, desta José Costa.

Para garantir a participação das equipes potiguares nessas importantes competições, a FNF vai promover campeonatos locais, com o objetivo de garantir uma boa posição no ranking de equipes. “Vamos realizar, ainda em 2015, um quadrangular com as quatro melhores equipes do Estado. E, em 2016, outro campeonato com mais equipes. Queremos garantir a participar do RN na Copa do Brasil e, dentro de um projeto de médio-longo prazo, colocar o futebol potiguar no calendário do Campeonato Brasileiro”, destaca o vice-presidente.

O encontro contou com a participação de representantes das federações e dos clubes de futebol feminino do Brasil.



"Diretas, Já!"

Edmo Sinedino,

diretas1_09Toma corpo, se agigante, incomoda, o movimento pelas Diretas para presidente do ABC.

Sócios e conselheiros querem escolher o presidente do clube.

E isso é salutar. Que maravilha ver, testemunhar a democracia chegando, de verdade, no futebol.

Um dia, quem sabe, vamos ter eleição direta para presidente de federação e acabar com essas imoralidades que vemos hoje.

Eleição para presidente da CBF. Um desportistas escolhido pelo voto do povo, afinal, a seleção, o futebol, são bens de nosso povo.

Tudo ás claras, sem alteração de regulamento, sem perpetuação no poder, sem maracutaias, mesadas e toda essa bandalheira que vemos hoje.

Um primeiro passo. Como sempre, os reacionários são contra.


O América contrata Bruno Farias, meia canhoto

Edmo Sinedino,

bruno1_09O diretor de futebol do América, Eliel Tavares confirmou à imprensa a saída do voltante Thiago Dutra e a chegada, breve, do meia Bruno Farias.

Bruno Farias, 27 anos, bem do Marília, equipe que fez péssima campanha e foi rebaixado à segunda divisão.

O meia foi revelado pelo Palmeiras, mas não teve chances.

Defendeu o Porto Alegre e pelo Marília e depois atuou por Rio Claro e Linense antes de retornar ao Tigre em 2013.

Teve passagens, também, por Santos e Inter. Sem brilho.

Já o vi jogar. Canhoto, rápido, do mesmo nível de Álvaro, comum. A não ser que, aqui, deslanche...

Como ele, acreditem, temos muitos aqui no Estado e no Nordeste.

Mateus, que é destro, Adan, Moisés, Ciel, jovens valores, se tivessem chance e sequência jogariam tanto quanto ou mais que ele.

O volante Mateus, que já atuou no América, também acertou. Outro que pouco acrescenta ao clube.

Thiago Dutra procurou a direção e acertou sua rescisão contratual. Não fará falta.



O ABC passado a limpo de 2010 a 2014 - por Ricardo Couto e Silva

Edmo Sinedino,

Esse material estatístico, e histórico, do conselheiro Ricardo Couto merece ser visto e analisado por todos os torcedores.

Justamente porque o clube vive um período pré-eleitoral e necessário de faz que juntos, todos, pensem no futuro do ABC no ano de seu centenário.

Vejam:

Prezado Edmo,

Segue um levantamento que fiz sobre o Futebol do ABC no período 2010/2014.

Atenciosamente,

Ricardo Couto e Silva

Conselheiro do ABC Futebol Clube

O FUTEBOL DO ABC NO PERÍODO 2010/2014

- Contratações feitas em cada ano.

- Último clube em que atuou cada jogador contratado.

- Jogadores remanescentes do ano anterior.

- Jogadores oriundos das categorias de base.

- Total de jogadores no elenco em cada ano.

- Técnicos em cada ano.

- Desempenho nas competições disputadas em cada ano.

- Percentual de aproveitamento dos pontos disputados em cada ano.

- Títulos conquistados em cada ano.

- Resumos comparativos.

O FUTEBOL DO ABC EM 2010

Contratações feitas pelo ABC em 2010:

04 Goleiros: Yamada (São Bento/SP), Camilo (Atlético/MG), Dida (Juventude/RS), Alex (Lemense/SP).

05 Laterais direitos: Cláudio Roberto (Ipatinga/MG), Acácio (Rio Verde/GO), Ronaldo (CRAC/GO), Sueliton (Vitória das Tabocas/PE), Lisa (Atlético/PR).

07 Zagueiros: Robson (Fluminense de Araguari/MG), Alex (Juventus/SP), Diego Padilha (União São João/SP), Tiago Garça (Fernandópolis/SP), Cleiton Mineiro (Nacional/AM), André Alves (Volta Redonda/RJ), João Paulo (São Bento/SP).

02 Laterais esquerdos: Renatinho Carioca (São Bento/SP), Renatinho Potiguar (CRB/AL).

08 Volantes: David (Picos/PI), Clebertong (Ananindeua/PA), Pedrinho (CRAC/GO), Bileu (Atlético/PR), Pio (Treze/PB), Everton Cezar (Criciúma/SC), Ricardo Oliveira (Mogi Mirim/SP), Basílio (Chapecoense/SC).

10 Meias: Jaime (Remo/PA), Leandrinho (Cristalina/GO), André Beleza (Iraty/PR), Gabriel Pimba (Atlético/PR), Cascata (Sertãozinho/SP), Claudemir (Joinville/SC), Nino Paraíba (Vera Cruz/PE), Kaká (Queimadense/PB), Juliano (Duque de Caxias/RJ), Jackson (Santa Cruz/PE).

10 Atacantes: Ricardo Costa (Daejeon Citizen/Coréia do Sul), Carlinhos (Shahin Bushehr/Irã), Éderson (Atlético/PR), Paulinho Soares (Operário/MT), Rodrigo Galvão (Sapucaiense/RS), Jorge Preá (Mogi Mirim/SP), Zulu (Mogi Mirim/SP), Felipe Moreira (Alecrim/RN), Eraldo (América/RN), Leandrão (Sport/PE).

Total de jogadores contratados em 2010: 46.

Jogadores remanescentes do ano anterior: 03:

Leonardo (ZAG), Marquinhos Mossoró (VOL), Ivan (ATA).

Jogadores oriundos das categorias de base: 11: Wellington (GOL), Paulinho (LD), Delano (LE), Edson (VOL), Luiz Henrique (VOL), Bruno (VOL), Wlademir (MEI), Rodrigo (MEI), João Paulo (ATA), Gabriel (ATA), Felipe Alves (ATA).

Total de jogadores no elenco em 2010: 60.

Técnicos: 02: Didi Duarte, Leandro Campos.

Desempenho nas competições:

Campeonato Estadual - 1º lugar, com 20 J, 12 V, 5 E, 3 D, 68% de aproveitamento.

Copa do Nordeste - 2º lugar, com 16 J, 10 V, 3 E, 3 D, 69% de aproveitamento.

Copa do Brasil - O ABC não conseguiu vaga para disputar a competição.

Série C - 1º lugar, com 14 J, 7 V, 5 E, 2 D, 62% de aproveitamento.

Total em 2010 - 50 J, 29 V, 13 E, 8 D, 67% de aproveitamento.

Títulos: 2.

O FUTEBOL DO ABC EM 2011

Contratações feitas pelo ABC em 2011:

02 Goleiros: Vitor (Bragantino/SP), Alex Alves (Mogi Mirim/SP).

04 Laterais direitos: China (Bangu/RJ), Totonho (Boa Esporte/MG), Samuel (Mirassol/SP) e Nêgo (Bragantino/SP).

05 Zagueiros: Irineu (Paraná/PR), Alessandro Lopes (Paraná/PR), Gualberto (Palmeiras/SP), Max (Ipatinga/MG), Rafael Caldeira (Santos/SP).

01 Laterais esquerdos: Kauê (São Bernardo/SP).

07 Volantes: Paulinho (Sport/PE), Reinaldo (Universitatea Cluj/Romênia), Cleyton Amaral (Nacional/AM), Esdras (Vitória/BA), Rômulo (Flamengo/RJ), Marcus Vinícius (Linense/SP), Makelele (Pelotas/RS).

05 Meias: Léo Olinda (Guarany de Sobral/CE), Victor Hugo (Santos/SP), Diego Barboza (Paulista/SP), Chimba (Caldense/MG), Jérson (Vitória/BA).

07 Atacantes: Ray (Marília/SP), Rafael Martins (Grêmio Barueri/SP), Eliandro (Cruzeiro/MG), Elionar Bombinha (São Bernardo/SP), Geilson (Guarani/SP), Malaquias (Ituano/SP), Lins (Grêmio/RS).

Total de jogadores contratados em 2011: 31.

Jogadores remanescentes do ano anterior: 15: Camilo (GOL), Dida (GOL), Alex (GOL), Tiago Garça (ZAG), Leonardo (ZAG), Renatinho Potiguar (LE), Renatinho Carioca (LE), Basílio (VOL), Ricardo Oliveira (VOL), Bileu (VOL), Pio (VOL), Jackson (MEI), Cascata (MEI), Leandrão (ATA), Éderson (ATA).

Jogadores oriundos das categorias de base: 11: Wellington (GOL), Mael (ZAG), Delano (LE), Edson (VOL), Erivélton (MEI), Denner (MEI), João Paulo (ATA), Gabriel (ATA), Felipe Alves (ATA), Felipe Bezerra (ATA), Joan (ATA).  

Total de jogadores no elenco em 2011: 57.

Técnicos: 02: Leandro Campos, Guto Ferreira.

Desempenho nas competições:

Campeonato Estadual - 1º lugar, com 22 J, 18 V, 1 E, 3 D, 83% de aproveitamento.

Copa do Nordeste - A competição não foi disputada este ano.

Copa do Brasil - 23º lugar, com 4 J, 1 V, 2 E, 1 D, 42% de aproveitamento.

Série B - 10º lugar, com 38 J, 13 V, 14 E, 11 D, 46% de aproveitamento.

Total em 2011 - 64 J, 32 V, 17 E, 15 D, 59% de aproveitamento.

Títulos: 1.

O FUTEBOL DO ABC EM 2012

Contratações feitas pelo ABC em 2012:

03 Goleiros: João Vítor (Democrata de Sete Lagoas/MG), Andrey (Criciúma/SC), Rafael Roballo (Rio Preto/SP).

04 Laterais Direitos: Murilo (Ponte Preta/SP), Pedro Silva (Novo Hamburgo/RS), Ivan (Olaria/RJ), Raulen (Juventude/RS).

10 Zagueiros: Eduardo Neto (Vitória/BA), Alison (Vitória/BA), Flávio Boaventura (Paraná/PR), Leandro Cardoso (ASA/AL), Luizão (América/RN), Tiago Garça (Grêmio Barueri/SP), Vinícius (Caldense/MG), Leandrão (Caldense/MG), Rafael Schmitz (Atlético/PR), Gladstone (Vaslui/Romênia).

04 Laterais Esquerdos: Berg (São Caetano/SP), Airton (Porto/PE), Alexandre (Santa Cruz/RN), Esquerdinha (Chapecoense/SC).

08 Volantes: Eliélton (Icasa/CE), Jardson Sapé (Campinense/PB), Carlinhos Santos (Criciúma/SC), Luiz Ricardo (Icasa/CE), Makelele (Linense/SP), Guto (Red Bull Brasil/SP), Henik (Villa Nova/MG), Serginho (Caldense/MG).

10 Meias: Raul (ASA/AL), Thiaguinho (Atlético/GO), Everton Sena (Mogi Mirim/SP), Guilherme (Criciúma/SC), Fábio Neves (Caldense/MG), Jean Carioca (Tombense/MG), Walter Minhoca (Brasiliense/DF), Everlan (ASA/AL), Cascata (Náutico/PE), Daniel Minorelli (Unterhaching/Alemanha).

13 Atacantes: Washington (Ceará/CE), Adriano Pardal (Caxias/RS), Léo Gamalho (Grêmio Barueri/SP), Paulista (Criciúma/SC), Joélson (Porto/PE), Anderson Costa (Villa Nova/MG), Elionar Bombinha (Comercial/SP), Éderson (Ceará/CE), Allan (Olaria/RJ), Fernando Silva (Caldense/MG), Diego Clementino (Red Bull Brasil/SP), Baiano (Arapongas/PR), Rodrigo Silva (Estoril Praia/Portugal).

Total de jogadores contratados em 2012: 52.

Jogadores remanescentes do ano anterior: 05: Camilo (GOL), Renatinho Potiguar (LE), Basílio (VOL), Bileu (VOL), Jérson (MEI).

Jogadores oriundos das categorias de base: 08: Wellington (GOL), Mael (ZAG), Edson (VOL), Erivélton (MEI), Gabriel (ATA), Felipe Alves (ATA), Joan (ATA), Alvinho (ATA).

Total de jogadores no elenco em 2012: 65.

Técnicos: 04: Leandro Campos, Márcio Goiano, Ademir Fonseca, Givanildo Oliveira.

Desempenho nas competições:

Campeonato Estadual - 2º lugar, com 24 J, 14 V, 5 E, 5 D, 65% de aproveitamento.

Copa do Nordeste - A competição não foi disputada este ano.

Copa do Brasil - 24º lugar, com 3 J, 1 V, 1 E, 1 D, 44% de aproveitamento.

Série B - 12º lugar, com 38 J, 11 V, 12 E, 15 D, 39% de aproveitamento.

Total em 2012 - 65 J, 26 V, 18 E, 21 D, 49% de aproveitamento.

Títulos: 0.

O FUTEBOL DO ABC EM 2013

Contratações feitas pelo ABC em 2013:

04 Goleiros: Lopes (Fortaleza/CE), João Gabriel (Goianésia/GO), Getúlio Vargas (Bangu/RJ), Wilson Júnior (São Bernardo/SP).

03 Laterais Direitos: Renato (Sport/PE), Thiaguinho (Sport/PE), Toty (Sousa/PB).

04 Zagueiros: Lino (Caxias/RS), Rogélio (Santo André/SP), Gilson (Atlético/GO), Leonardo Dantas (Mixto/MT).

04 Laterais Esquerdos: Jeff Silva (Diósgyör/Hungria), Guto (Fortaleza/CE), Rodolfo Testoni (Guarani/SP), Wesley Bigu (Nacional/AM).

09 Volantes: Leandro (Fortaleza/CE), Márcio Marabá (São José/RS), Hamilton (Sport/PE), Rodrigo Santos (Itumbiara/GO), Mateus (Novo Hamburgo/RS), Michel Schmoller (Ituano/SP), Daniel Paulista (Osasco Audax/SP), Somália (Joinville/SC), Serginho (Brasiliense/DF).

07 Meias: Diogo Barcelos (Sport/PE), Júnior Xuxa (Ettifaq/Arábia Saudita), Geovani (Novo Hamburgo/RS), Tony (Boavista/RJ), Erick Flores (Boavista/RJ), Giovanni Augusto (Náutico/PE), Júnior Timbó (Águia/PA).

12 Atacantes: Canga (Icasa/CE), Vanderlei (Atlético/GO), Júnior Pipoca (Bahia/BA), Jheimy (Oeste/SP), Rafael Santiago (Caxias/RS), Wanderley (Botafogo/PB), Pingo (Ceará/CE), Gilcimar (Boavista/RJ), Gilmar (Oeste/SP), Lima (Lobos BUAP/México), Schwenck (CRB/AL), Maurinho (Metropolitano/SC).

Total de jogadores contratados em 2013: 43.

Jogadores remanescentes do ano anterior: 15: Andrey (GOL), Rafael Roballo (GOL), Raulen (LD), Flávio Boaventura (ZAG), Vinícius (ZAG), Leandro Cardoso (ZAG), Gladstone (ZAG), Alexandre (LE), Esquerdinha (LE), Bileu (VOL), Jean Carioca (MEI), Raul (MEI), Walter Minhoca (MEI), Rodrigo Silva (ATA), Elionar Bombinha (ATA).

Jogadores oriundos das categorias de base: 13: Franklin (GOL), Mael (ZAG), Marcílio (LE), Edson (VOL), Jardel (VOL), Simão (VOL), Rafinha (VOL), Erivélton (MEI), Naftaly (MEI), Mateus (MEI), Alvinho (ATA), Felipe Alves (ATA), Romarinho (ATA).  

Total de jogadores no elenco em 2013: 71.

Técnicos: 04: Givanildo Oliveira, Paulo Porto, Waldemar Lemos, Roberto Fernandes.

Desempenho nas competições:

Campeonato Estadual - 3º lugar, com 14 J, 8 V, 3 E, 3 D, 64% de aproveitamento.

Copa do Nordeste - 8º lugar, com 8 J, 3 V, 2 E, 3 D, 46% de aproveitamento.

Copa do Brasil - 19º lugar, com 5 J, 3 V, 1 E, 1 D, 67% de aproveitamento.

Série B - 14º lugar, com 38 J, 13 V, 7 E, 18 D, 40% de aproveitamento.

Total em 2013 - 65 J, 27 V, 13 E, 25 D, 48% de aproveitamento.

Títulos: 0.

O FUTEBOL DO ABC EM 2014

Contratações feitas pelo ABC em 2014:

04 Goleiros: Bruno Fuso (Ponte Preta/SP), Gustavo (Botafogo/SP), Edilson Guerra (União São João/SP), Gilvan (Botafogo/SP).

04 Laterais Direitos: Dimas (Vitória/BA), Patrick (América/MG), Renato (Sport/PE), Madson (Bahia/BA).

09 Zagueiros: Paulão (Duque de Caxias/RJ), Samuel (ASA/AL), Lucas Silva (Portuguesa/SP), Rafael Nascimento (CSP/PB), Suéliton (CSP/PB), Bruno Perone (Tombense/MG), Marlon (Ceará/CE), Robson (Aparecidense/GO), Diego Jussani (São Bernardo/SP).

05 Laterais Esquerdos: Janilson (Paysandu/PA), Rayro (Águia/PA), Xaro (Passo Fundo/RS), Luciano Amaral (Botafogo/PB), Gleidson (CRB/AL).

09 Volantes: Daniel Amora (América/RN), Felipe Hereda (Santo André/SP), Matheus Barbosa (Grêmio/RS), Marcelo Rosa (América/MG), Renan Silva (Macaé/RJ), Liel (Penapolense/SP), Michel (Caldense/MG), Fábio Bahia (Mirassol/SP), Marcel (Caldense/MG).

13 Meias: Diego Rosa (ASA/AL), Elvis (Salgueiro/PE), Maicon Talhetti (Figueirense/SC), Júnior Xuxa (Santa Cruz/PE), Jones (Bahia de Feira/BA), Lynneeker (Cruzeiro/MG), Gabriel Nunes (Cruzeiro/MG), Robertinho (Vitória das Tabocas/PE), Octávio (Botafogo/RJ), Xuxa (Mirassol/SP), Rogerinho (Ceará/CE), Deyvid Sacconi (Khazar Lankaran/Azerbaijão), Ronaldo Mendes (Criciúma/SC).

14 Atacantes: Canga (Salgueiro/PE), Lúcio Flávio (Daejeon Citizen/Coréia do Sul), Luiz Ricardo (Santo André/SP), Gustavinho (Santo André/SP), Beto (Avaí/SC), Jefinho (Duque de Caxias/RJ), Lúcio Curió (Gwangju/Coréia do Sul), Leandro (CSP/PB), Dênis Marques (Santa Cruz/PE), João Henrique (Comercial/SP), Rodrigo Silva (Criciúma/SC), João Paulo (Incheon United/Coréia do Sul), Gil (União Mogi/SP), Zambi (Cuiabá/MT).

Total de jogadores contratados em 2014: 58.

Jogadores remanescentes do ano anterior: 09: Camilo (GOL), Gilson (ZAG), Guto (LE), Somália (VOL), Michel Schmoller (VOL), Daniel Paulista (VOL), Rodrigo Santos (VOL), Júnior Timbó (MEI), Gilmar (ATA).

Jogadores oriundos das categorias de base: 15: Willian (GOL), Vinicius (ZAG), Jerfeson (ZAG), Marcílio (LE), Ayrton (LE), Jardel (VOL), Rafinha (VOL), Gleidson (VOL), Erivélton (MEI), Moisés (MEI), Ítalo (MEI), Chiclete (MEI), Alvinho (ATA), Felipe Alves (ATA), Berguinho (ATA).  

Total de jogadores no elenco em 2014: 82.

Técnicos: 04: Roberto Fernandes,Zé Teodoro, Moacir Júnior, Roberto Fonseca.

Desempenho nas competições:

Campeonato Estadual - 4º lugar, com 20 J, 8 V, 6 E, 6 D, 50% de aproveitamento.

Copa do Nordeste - O ABC não conseguiu vaga para disputar a competição.

Copa do Brasil - 5º lugar, com 10 J, 5 V, 2 E, 3 D, 57% de aproveitamento.

Série B - 14º lugar, com 38 J, 14 V, 6 E, 18 D, 42% de aproveitamento.

Total em 2014 - 68 J, 27 V, 14 E, 27 D, 47% de aproveitamento.

Títulos: 0.

RESUMOS COMPARATIVOS

Contratações feitas no ano:

2010 – 46

2011 – 31

2012 – 52

2013 – 43

2014 – 58

Jogadores no elenco no ano:

2010 – 60

2011 – 57

2012 – 65

2013 – 71

2014 – 82

Aproveitamentos dos pontos disputados no ano:

2010 – 67%

2011 – 59%

2012 – 49%

2013 – 48%

2014 – 47%

Títulos conquistados no ano:

2010 – 2

2011 – 1

2012 – 0

2013 – 0

2014 – 0

Ricardo Couto e Silva

Conselheiro do ABC Futebol Clube



Daniel Costa acerta com o Santa Cruz

Edmo Sinedino,

site1_09O meia, que muitos davam como certa a ida para o ABC, acertou com o Santa Cruz.,

No Santinha, torcida super exigente, vai ter que correr, o que não é seu forte.

Sinceramente, não acho que o América tenha prejuízo com sua saída.

Veja abaixo:

A Diretoria Coral segue trabalhando na qualificação do elenco para o Campeonato Brasileiro da Série B e, na manhã desta quinta-feira (21), anunciou o nome do meia Daniel Costa, 27 anos, ex-América/RN.

Maikel Daniel Costa, nasceu em Piracicaba/SP, em 5 de abril de 1988, tem 27 anos, pesa 80 Kg, mede 1,83m de altura e estava no América/RN, onde foi um dos destaques do Campeonato Potiguar 2015.

O novo meia Coral iniciou a carreira profissional no XV de Piracicaba/SP (2008), depois jogou no Botafogo/SP (2009), Ponte Preta e Botafogo/SP (2010), Comercial/SP , Catanduvense/SP (2011), Rio Branco/SP, Comercial/SP (2012), Treze/PB (2013), CSA/AL, América/RN (2014, 2015).

Segundo o Diretor de Futebol Jomar Rocha, Daniel Costa tem chega prevista, até sexta-feira (22) para realizar os exames médicos e, depois que assinar contrato, ter a contratação oficializada, seguida de apresentação à imprensa em entrevista coletiva.

Quinto reforço para sequência Coral na Segundona, Daniel Costa vem com vínculo até o final da Série B e se junta a João Carlos, Neris, Marlon e Lúcio, também, contratados, após a conquista do Campeonato Pernambucano, em 3 de maio passado.

Fonte: Site do Santa Cruz


Nome do novo técnico do ABC pode não sair tão rapidamente

Edmo Sinedino,

O ABC não pretende cometer erros na contratação do novo treinador.

Pode ser que o anúncio não seja tão rápido assim.

Conversei com o diretor de marketing do clube, Stênio Dantas, e ele me passou a preocupação da direção.

Muita pesquisa, conversa, discussões, pois o mercado de treinadores está muito inflacionado e o ABC não pode, e não vai, pagar tanto.

Neste sábado, contra a Luverdense, Ademir Fesan comanda e, segundo ainda Stênio, pode ser que ele fique pelo menos mais umas três rodadas.

Tudo, no entanto, a gente sabe, depende de resultados. Se o time vence, vence e vence, tudo bem, e pode ser até, por que não, que seja mantido o Fesan.

Afinal, gente, nada é mais determinante no futebol.

Esperemos.



A reunião de clubes e federações com a CBF, em Maceió

Edmo Sinedino,

reuniao1_09É sempre assim.

As reuniões da CBF e as “grandes” conquistas de nosso futebol que, no entanto, continua sem política para as categorias de base.

Não tem futebol amador. Não tem futebol feminino e nem mesmo um calendário decente.

Ótimo o América conseguir a antecipação de sua cota. Um problema de fácil resolução, já que dinheiro, para a entidade, não falta.

A piada ficou por conta das colocações sobre o presidente Rubens Guilherme do ABC. Dizer que ele saiu satisfeito depois de seu time ser garfado duas vezes, descaradamente, pela arbitragem da CBF é um pouco demais.

Essas arbitragens da CBF causaram um prejuízo de R$ 560 mil ao clube e a demissão do treinador.

Ainda faltam muitas outras boas notícias para que se possa, de verdade, considerar proveitosa essa reunião em Maceió.

Veja abaixo:

Presidente José Vanildo faz balanço da reunião de Maceió

O presidente da FNF, José Vanildo da Silva, participou nesta quinta-feira de reunião da CBF em Maceió com dirigentes de federações e clubes nordestinos, acompanhado do presidente do ABC Rubens Guilherme Dantas e do vice-administrativo do América, Hermano Morais, que recebeu do presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, a Comenda João Havelange pela conquista do Estadual 2015. Durante encontro de trabalho com a cúpula da CBF e atendendo solicitação do América, a FNF conseguiu a antecipação da cota de 560 mil reais referente a classificação do clube rubro para a terceira fase da Copa do Brasil: " Conversei com o presidente Marco Polo sobre a preocupação do América e ele imediatamente autorizou o repasse que já deve estar na conta do América. Este era o assunto mais imediato para o América e foi prontamente resolvido". Acompanhado do presidente Rubens Guilherme Dantas, Vanildo tratou de assuntos administrativos de interesse do ABC, que disputa a Série B do Brasileiro: " Presidente Rubens Guilherme saiu satisfeito da reunião de trabalho, onde discutimos a questão das arbitragens e de outros assuntos pertinentes ao ABC". Sobre a Serie D, a boa notíicia para o Globo representante potiguar na competição é que a CBF vai arcar com as despesas de arbitragem: " Isso vai dar um alivio imediato aos clubes, e tratamos também do calendário, de um calendário capaz de permitir um período maior de atividade para os clubes, o que foi uma preocupação manifestada não apenas por nós, mas por todas as federacões e clubes presentes ao encontro". Para José Vanildo, o encontro foi proveitoso: "Tivemos um encontro proveitoso sob todos os aspectos, tratando de assuntos comuns ao futebol nordestino, e de forma específica e privada, tratando de assuntos de interesse do nosso futebol e dos filiados ABC e América. Ficou também acertado que o lançamento da Copa do Nordeste 2016 vai ser em Natal em um grande evento com repercussão nacional. A CBF com sempre aconteceu foi sensível aos nossos pleitos e saio de Maceió avaliando como positivo o encontro com Marco Polo e com a diretoria da CBF".



Vasco empata de 0 a 0 e vai enfrentar o América na terceira fase

Edmo Sinedino,

É o Vasco de Guiñazu e Eurico Miranda, o adversário do América na terceira fase.

Fico me perguntando como o time do Vasco foi campeão carioca?

Como esse time ruim do Vasco, que tem o volante canhoto argentino como exemplo maior dessa mediocridade, pode conquistar algo?

Hoje, o time de Eurico Miranda, mais endividado ainda que o ano passado, conseguiu passar à terceira fase da Copa do Brasil.

Ficou no zero a zero jogando no Rio. Lá em Cuiabá foi 1 a 1.

O time matogrossense teve, aos 47 minutos, uma chance de ouro, em dois lances, mas os atacantes desperdiçaram.

Futebol pobre, pobre...



Torcedor critica equipe do ABC

Edmo Sinedino,

Mais queixa de torcedores do ABC contra o time.

Veja abaixo:

Boa tarde Edmo,

essa vergonha que nos passamos ontem à noite ao perder para o Paysandu, não só tem um culpado não, pois de quem foi a ideia de comprar o passe do zagueiro Sueliton? Pelo amor de Deus! Esse zagueiro não dá uma dentro, sai na hora errada, não acompanha os atacantes e se coloca muito mal. E junto com Leandro Amaro que fez aqueles gols mas que, na hora que era pra fazer, pipocou. E os dois volantes que não dão um passe certo e ainda marcam mal. Por isso a  torcida do ABC se prepare para sofrer novamente esse ano, o Paysandu dominou  o jogo em Belém e aqui em Natal, só os doentes que não veem isso.

Fernando Luiz



O sufoco maior, do América, foi nas ondas do rádio

Edmo Sinedino,

Eita danado!

Rádio.

Saí vendo tudo que foi de resenha sobre o jogo Atlético/GO 1 x 0 América. E não vi sufoco.

Sufoco do rádio, pelo menos.

Minha gente. No primeiro tempo, equilíbrio. E um começo melhor do América, inclusive com chance de gol.

Depois dos 25, aí sim, empurrado pelos pouco mais de mil torcedores naquele estádio imenso (não é nada) o Dragão fez uma pressão.

Mesmo assim, nada de gol, nem mesmo nada de grandes chances.

No segundo tempo, o time da casa começou a se incomodar. A se enervar, e com a entrada de Adriano Pardal, isso aconteceu aos 38 do primeiro tempo, o time rubro tinha mais uma ótima opção de contra-ataque.

E essa opção criou. Perdeu um gol de frente para Márcio. Depois deu passe para Régis, que havia entrado no lugar de Rafael, e quase gol.

E nada da pressão do rádio.

No finalzinho, um narrador da rádio goiana quase morre engasgado, mas eu, sinceramente, não vi de que.

Lançamento na área, chuveirinho não é chance de gol.

Corte normal de cruzamento feito pelo goleiro, qualquer goleiro, não dá para classificar de defesaça!

Portanto, pelo que li nas resenhas, não vi tanta pressão assim do time da casa.

Domínio maior, mais posse de bola, mas sufoco, quase nada.



América resiste à pressão, perde de 1 a 0, e passa à terceira fase

Edmo Sinedino,

Quanta bobeira do atacante Max. O “Homem de Pedra” quer dar razão aos seus críticos.

Depois de tudo que está se vendo de arbitragem nos últimos dias ainda vai reclamar.

Max, pelo amor de Deus!

Importante, não vi o jogo, mas pela narração, a entrada de Adriano Pardal no time do América.

Entendo até o que Roberto tentou fazer com  Álvaro como segundo volante. Encher o meio, fortificar a marcação e ainda ter a jogada pelo lado de campo, com o mesmo Álvaro, mas, parece, não funcionou.

Impressionante que, a partir de sua entrada, o quanto ele participa do jogo. Corre, ataca, defende, marca, e perde gols.

Hoje desperdiçou mais uma grande chance.

Vou voltar a aconselhar o Pardal, um jogador que gosto especialmente: treine muita finalização, mas muita mesmo.

Lembre Pardal: Zico dava oitocentos chutes por dia depois dos treinos do Flamengo. É por aí.

Sei, concordo, também pela narração, que o Busato foi o grande nome do jogo, mas temos que valorizar atuações importantes como a de Pardal.

Quando saiu o gol, o América estava, vejam só, começando a tirar partido do nervosismo do Atlético/GO.

A pressão já havia mudado de lado, por isso acho que a expulsão de Max foi tão prejudicial.

Mesmo com o gol, com ele em campo, poderiam ter surgido muito mais opirtunidades de gols.

Apaga tudo. Valeu a classificação.

Pelo menos um de nossos representantes na próxima fase.

Deu Vasco. Acreditem: o Cuiabá teve a chance, aos 47 minutos de fazer 1 a 0, mas perdeu.

A partida terminou 0 a 0.



O torcedor tem o direito de querer eleger seu presidente

Edmo Sinedino,

Incrível, o ABC comandado, também, por um político – Rogério Marinho – eleito deputado federal pelo voto do povo se manifeste contra um ato legítimo de pedido de democracia.

“Diretas Já”, se referindo à eleição de um clube de futebol é coisa comum, corriqueira, e até necessária, e que acontece praticamente em todo o Brasil.

A faixa em campo não é crime. Faz bem, é legítimo o torcedor querer melhor para seu clube.

Isso se chama democracia, e todo ato democrático deve ser respeitado e acatado.

A faixa, Rogério até tenta confundir na entrevista, não tem nada a ver com atitudes anti-desportivas.

O processo eletivo está aberto. O sócio, o torcedor ele quer ter o direito de opinar na vida do clube.

O povo precisa ter vez e voz, mesmo que a maioria da imprensa insista e sempre privilegiar o dirigente.

Por isso, muitas vezes, opiniões são deturpadas, situações invertidas e por isso a insatisfação geral.



Para mim, o demitido deveria ser Rodrigo Pastana

Edmo Sinedino,

pastana1_091Se eu fosse dirigente do ABC, se mandasse, certamente que o demitido não seria Josué Teixeira.

Eu acho que o trabalho do treinador vinha muito, mas muito bem, mas começou, acho eu, a sofrer interferências.

Quem deveira deixar o ABC, volto a dizer, na minha opinião, deveria ser o superintendente de futebol Rodrigo Pastana.

Contratações equivocadas, brigas internas por conta de interferências em departamentos que ele não entende.

Ademir Fesani assume. Será que esse não, afinal, o grande objetivo?

As contratações, próximas, devem ser feitas com os olhos grandes de todos os torcedores, conselheiros e, claro, dirigentes do ABC.

Não se pode ter um empregado do clube com poderes ditatoriais. Isso, a história mostra, sempre provoca prejuízos.


1-20 de 3990