Rodada do Campeonato Potiguar de Futsal da LNF

Edmo Sinedino,

O Campeonato Potiguar de Futsal, promoção da Liga Norte-rio-grandense de Futsal, presidida pelo desportista, ex-jogador da modalidade e professor Severino Martins, Djavan, terá prosseguimento neste final de semana com a realização de sete jogos. 

Uma partida na sexta-feira (24), em Macau, outra no domingo (26), em Serrinha dos Pintos, as restantes marcadas para este sábado (25).

Os duelos:

Afonso Bezerra x Pendências, no Ginásio José Américo de Souza, neste sábado, às 20h, na cidade de Afonso Bezerra.

 Itajá x Cruzeiro , no Ginásio Poliesportivo Municipal, às 20h deste sábado, em Itajá.

DÍnamo x Almino Afonso, no Ginásio Genilson Ferreira Lemos, neste domingo, às 10h, em Serrinha dos Pintos.

João Câmara x Maxaranguape,  no Ginásio João Lucas, às 20h, deste sábado, na cidade de João Câmara.

Macau x Guamaré, no Ginásio Virgílio Barbosa, nesta sexta-feira, às 20h, em Macau.

Várzea x ADESP, no Ginásio André Luiz de Carvalho, neste sábado, às 20h, em Várzea.

Messias Targino x Mossoró, no Ginásio Onésimo Teixeira Ribeiro, neste sábado, às 20h, em Messias Targino.



Vandalismo e ameaças, isso não são atitudes de torcedores

Edmo Sinedino,

Não é coisa de torcedor. nunca foi. Isso é atitude de bandido, de gente que não tem respeito pelas pessoas e muito menos pela Instituição. Promover bandalheira, ameaça e terror não pode ser tratado como protesto de torcida. 

Caso de polícia, simples assim. O problema é que as direções, eles mesmos mantém, direta ou indiretamente esse tipo de "torcida", e fica sem poder fazer nada, apenas nos discursos vazios que até parecem pedidos de desculpas.

Que Salton contratou errado. Contratou sim, pode não ser o nome ideal para exercer o cargo de executivo de futebol, pode sim, sempre me posicionei contra a vinda de profissionais de fora e que desconhecem nossa realidade.

Ainda mais quando vem de uma distante, ainda para nós, realidade da região Sul do Brasil. O presidente do defende, papel dele, diz que ele é importante, foi e está sendo, para que o clube possa fazer bons negócios.  A situação nunca é totalmente transparente dentro de um clube de futebol.

Sou absolutamente contra essa política de negociação imediata de jovens valores. Se sou atrasado, se os tempos são outros, não concordo. Continuo com a posição de que se os garotos, de talento comprovado, ficassem mais, jogassem mais tempo por aqui, no profissional, sairiam mais valorizados.

Sempre vou citar os casos de Fessin, Matheus Matias, Berguinho, e agora o Tonhão, além de tantos outros que bem poderiam estar ajudando o ABC a ganhar títulos importantes - Copa do Nordeste, acesso e Estadual - mas foram negociados com esses percentuais que, muitas vezes, só servem para que o torcedor esqueça que esse garoto passou pelo clube.

Bom, voltando às pichações, ao vandalismo, isso vai continuar acontecendo e se repetindo, repetindo, e repetindo, até o dia que o caso seja tratado com seriedade, com apuração e punição. 

É crime de contravenção? É. Não sofre penas sérias, sim, mas serviria para uma diretoria de coragem tomar a medida de banir esse torcedor da vida do clube para todo o sempre.



Cooperativas de crédito apóiam o esporte; torcedores precisam conhecerr

Edmo Sinedino,

Vi a matéria sobre Sicoob, sistema de cooperativismo, que está patrocinando o Campeonato Brasileiro das Série A e B. Interessante, lembrei que aqui em Natal, a instituição financeira Sicredi, já patrocinou o futebol local, ABC e Alecrim, dando uma forma enorme ao futebol potiguar.

Os torcedores do Estado, sendo assim, bem que poderiam aderir, patrocinar as empresas que valorizam o futebol potiguar, ao invés de negociar com bancos que pegam o dinheiro de nossa gente e levam para suas matrizes internacionais.

O cooperativismo crédito não só apoia o futebol, o esporte potiguar, como distribui seus resultados, lucros, entre os associados, sendo mais uma força motriz de nossa economia, para a melhoria de nossa gente, de nosso Estado.

As cooperativas sofrem com a falta de informação e mitos sobre insegurança jurídica, desconhecendo marcos legais instituídos nos últimos anos. Vale a pena conhecer e se associar.

Veja abaixo

Sicoob é o novo patrocinador das séries A e B do Brasileirão 2019

 O Sicoob, maior sistema de cooperativismo financeiro do país, é oficialmente o novo patrocinador das séries A e B do Campeonato Brasileiro 2019, que se iniciou último sábado, 27 de abril.

A parceria faz parte da estratégia da marca de estender sua visibilidade a nível nacional e levar a todos os brasileiros o leque de produtos e serviços que a cooperativa oferece. Para isto, nada melhor do que escolher a maior e mais tradicional competição de futebol do país. Afinal, nenhum outro evento retém tanto a atenção do brasileiro quanto o futebol.

No entanto, não é de hoje que o Sicoob apoia o segmento esportivo. Em 2018, firmou parceria com Falcão, o melhor jogador da história do futsal mundial. Além disto, já patrocina os campeonatos mineiro e catarinense de futebol e clubes como a Chapecoense e o Botafogo de Ribeirão Preto (SP).

“O esporte tem tudo a ver com o cooperativismo, pois quando nos unimos todos saem ganhando”, afirma Henrique Vilares, presidente do Sicoob Confederação.

O patrocínio envolve sinalizações em campo e painéis em led no estádio.



Potiguares conquistam 2º e 3º lugares na PSG Cup na França

Edmo Sinedino,

PSGnatal_09Potiguares são destaques e conquistam 2º e 3º lugares na PSG Cup na França

Erick Silva, goleiro da Seleção Sub-13, ficou com o vice-campeonato do torneio, enquanto o time Sub-11, do atacante Wesley Galvão, levou o terceiro lugar. Ambos retornam para Natal nesta quarta-feira (22)

Os potiguares foram destaque na 5ª edição da Paris Academy Cup, torneio finalizado neste domingo (19) na França entre as seleções das 14 unidades internacionais da escola de futebol do clube francês. A seleção brasileira Sub-13, que tem como goleiro o potiguar Erick Silva, ficou com o vice-campeonato da competição, após empate na decisão em 1 a 1 com a seleção da Egito, que tinha a vantagem por ter vencido a disputa de pênaltis, conforme o regulamento, antes do jogo.

Já a seleção Sub-11, que teve como destaque o atacante potiguar Wesley Galvão, conquistou o terceiro lugar do torneio após vencer o Canadá por 2 a 1. A PSG Cup reuniu cerca de 350 atletas das academias de futebol do clube francês espalhadas pelo mundo, em evento realizado no Complexo esportivo Marcel Bec, em Paris, na França. Os dois atletas retornam para Natal nesta quarta-feira (22).

Participaram da competição as equipes da França, Brasil, Canadá, Estados Unidos, Grã-Bretanha, Portugal, Marrocos, Egito, Arábia Saudita, Indonésia, Líbano, China, Turquia e Austrália.

“Desafio Natal”

Neste domingo (19), a PSG Academy Natal promoveu a segunda edição do PSG Challenge, torneio promovido para as categorias Sub-5 a Sub-18 e que desafiou a garotada da unidade potiguar. Mesmo com chuva, os atletas mostraram um desempenho técnico que impressionou a coordenação da escola de futebol. A terceira rodada do “Desafio Natal” está marcada para o dia 9 de junho, na sede da academia potiguar, localizada na Avenida dos Caiapós, em Pitimbu.

“Tivemos um evento muito competitivo entre os participantes. Os atletas desempenharam apresentações muito positivas, na avaliação de todo o corpo de professores. Apesar de ter chovido, os alunos mantiveram a dedicação e tivemos bons jogos nos campos”, destacou Ewerton Cortez, coordenado técnico da PSG Academy Natal.

Foto: Assessoria de Imprensa / PSG Academy Brasil

Informações:Jocaff Souza /10 Sports - Assessoria de Imprensa



Globo perde para o Ferroviário e cai para a oitava posição

Edmo Sinedino,

Em jogo muito igual, mas decidido após o Globo ficar com um jogador a menos - Lauder foi expulso por xingar o assistente - o time potiguar perde de 1 a 0 para o Ferroviário, partida realizada na Arena Castelão, de gramado castigado, e que fecha a rodada do Grupo A da Série C. Com o triunfo, o Ferrão assume a liderança.

No primeiro tempo, apesar do time da casa ter um pouco mais de posse de bola, as chances de gols foram iguais. Duas para cada lado, a mais clara foi desperdiçada pelo jogador Cristiano Alagoano, de Ceará-Mirim.

No segundo tempo, o Ferrim veio com tudo, na pressão, colocou bola na trave, mas o Globo se reorganizou e não passou tantos apuros, até a expulsão de Lauder, aos 24 minutos do segundo tempo. Depois disso, o Globo se recolheu tentando garantir o empate e, como sempre acontece, acabou tomando o gol. Edson Cariús, que estava no banco, marcou de cabeça aos 39 minutos.

O Ferroviário assume  a liderança do Grupo com dez pontos, enquanto o Águia cai para a oitava posição com os mesmos três pontos.



O "almofadinha" Milton Mendes volta ao comando do Santa Cruz

Edmo Sinedino,

miltonN_09Milton Mendes é o novo técnico do Santa Cruz. Ele retorna após três anos. No Arruda, ele conquistou a Copa do Nordeste e o Campeonato Pernambucano em 2016. 

A última equipe dirigida pelo treinador foi o Sport. Ele comandou o Leão na reta final do Brasileirão da temporada passada, mas não conseguiu livrar a equipe do rebaixamento.

Aos 54 anos, o novo técnico do Santa Cruz também acumula no currículo passagens pelo futebol de Portugal, Catar e Japão, além de Paraná, Ferroviária-SP, Atlético Paranaense e Vasco. 

Em nenhuma de suas passagens ele realizou um trabalho que possa ser considerado marcante.

Há três anos pelo Tricolor do Arruda, ele somou 11 vitórias em 32 partidas, o que, diga-se, para uma equipe tradicional e da força do Santa é um resultado nada animador.

Milton Mendes é daquele tipo de treinador que toma conta do futebol brasileiro de hoje. Muita conversa, tapinhas nas costas, amigos na imprensa, simpatia e muita, mas muita teoria, além de discursos prontos para agradar todos os gostos.

A estreia no novo treinador vai se dar justamente contra o ABC, partida Série C do Brasileiro. Antes do anúncio da volta de Mendes os nomes dos potiguares Ranielle Ribeiro e Francisco Diá foram cogitados.

*Foto: twitter do Santa Cruz


Todo mundo fala mal do elenco do ABC, discordo, o grupo é bom...

Edmo Sinedino,

Um idiota da imprensa, um debilóide ultrapassado, que vive comparando futebol do Nordeste, do RN, se baseando em Europa, coloca no twitter que o novo técnico não fariam mágica, pois o elenco do ABC é ruim.

O problema do ABC, vou teimar, discordar do "comentarista" não é esse. O ABC tem elenco sim. Faltam reforços, em posições pontuais, mas o elenco não é ruim.  Sei que, após derrota, todo mundo vai seguir o que diz o bobo.

Senão vejamos. O ABC jogou hoje, de igual para igual com o Botafogo que está na final da Copa do Nordeste, que fez a melhor campanha da competição, superior até ao Fortaleza, que está muito bem na Série A do Brasileiro.

Como então esse time pode ser assim tão desqualificado? Concordo quando dizem que Giscard Salton contratou vários jogadores sem qualidade, mas não dessa forma.

O ABC tem bons defensores. Se posiciona mal e peca na recomposição, então, treinador, conserte!  Meio-campo? Um bom segundo, Guedes, falta um primeiro e mais gente para encher esse meio e jogar com o Rosa.

Na frente, o garoto Anderson é um excelente jogador. Luan é muito técnico e criativo. Um centroavante de características de qualidade técnica e dois de força - Jefinho, Paraíba e Rodrigo.

No banco,se não leva, não coloca para jogar é outro problema, mas existem talentos jovens, jogadores como Kaká, Wanderson, Veterano e ainda não descarto o Neto, pois sei que pode voltar a render.

Aí eu pergunto "conhecedor",  que não sabe, nunca soube o que é futebol, se meteu a comentar na tevê em emprego arranjado por político sem vergonha,e  por falta de opção, quem tem plantel tão melhor nessa Série C?

Esse tipo de comentário insano é quase uma senha, e também quase a opinião geral, para que empresários disparem ligações para o treinador do ABC e, caso se deixe levar, o Sérgio Soares começar a pedir reforços num mercado que a gente sabe que não tem.



Sérgio Soares erra nas três alterações e o ABC toma virada do Botafogo

Edmo Sinedino,

luan233_09Incrível como o ABC pode perder um jogo ganho. Minha gente, acabei de ver a reprise da partida na Tevê Belo, vejam só. Me desculpem, mas o ABC perdeu a partida, 2 a 1, de virada, por culpa única e exclusiva do técnico estreante Sérgio Soares. 

As suas mexidas erradas, todas elas, provocaram, facilitaram o triunfo do Belo.

O jogo foi morno e igual no primeiro tempo. Mesmo assim Hélio Paraíba e Anderson Rosa tiveram chance de marcar para o ABC, no final dessa primeira etapa a grande oportunidade perdida foi de Felipe Alves, do Belo.

Os defeitos do ABC que eu pensei que Sérgio Soares consertaria continuaram. A horrorosa, sem noção saída de bola. Os zagueiros, parece jogo de quem tem mais medo da bola, ficam trocando passes um para a outro. Nenhuma jogada organizada.

Os "culpados" e criticados Luan e Anderson, nenhuma culpa. Luan pegava na bola e sempre estava cercado de dois ou três marcadores, sem opção de jogada, sem o seu ala passando para aliviar sua marcação.

Anderson e Anderson Rosa, os mais criativos. Nunca entendi a saída do Anderson para a entrada do Sagredo. Muito menos a entrada de Jefinho que, se fosse fazer parte do jogo, teria que ser na vaga do Hélio Paraíba, não para fazer um meia-atacante, função que não conhece.

O segundo tempo do ABC, se teria que ter mudança, era na ala esquerda, colocando alguém com mais passagem e na vaga de Valdemir, que demora demais a fazer a bola chegar. 

Anderson, Luan e Rosa deveriam estar no mesmo jogo que Jefinho, enfiado, pois assim, tenho certeza, muito mais jogadas de ataque fluiriam.

A entrada de Sagredo, no lugar de Anderson, que estava bem na partida (foi punição porque o rapaz perdeu um gol? Só perde quem está em campo) foi para acabar de tirar a criatividade do ABC que, a partir daí, só se defendeu e nada mais fez de positivo na frente.

Azar duplo. Um lance bobo de lateral, falha tripla da defesa do ABC, gol livre. Depois, falta de cobertura, Erivelton entra pela direita e faz passe para o gol da vitória de Kelvin.

Portanto, não tenho nenhuma dúvida em afirmar que a derrota do ABC deve ser atribuída em sua totalidade ao treinador, nada mais.

Decepcionado em ver dois dos mais criativos jogadores do plantel como se punidos - Luan e Anderson - e o artilheiro do campeonato, jogador de área, sutil, que abre espaços, entrar de meia-atacante...

Definitivamente, achei péssimo o cartão de visitas do senhor Sérgio Soares.

E o Botafogo da Paraíba? Um time comum. Um diferente chamado Clayton, e só. O ABC, tranquilamente, depois do primeiro gol, com mais posse e força de criação, teria feito mais.



Um susto e a necessidade de manutenção e vistoria no Frasqueirão

Edmo Sinedino,

tensao23_09Parte da cobertura da arquibancada principal, onde estão localizadas as cabines de imprensa e cadeiras numeradas começou a se soltar por conta dos fortes ventos na tarde desde domingo, no Frasqueirão.

Ação rápida da Polícia Militar e contando com a ajuda dos próprios torcedores conseguiu evitar pânico e corre-corre. Torcedores foram remanejados para outros locais.

Faz muito tempo que se alerta para os necessários serviços de manutenção, e até revisão, que o estádio Frasqueirão precisa passar. A direção precisa tomar medidas urgentes.

O Corpo de Bombeiros e demais órgãos de segurança do Estado, certamente farão uma avaliação mais cuidadosa do ocorrido e, claro, uma vistoria sobre essa cobertura.



Eu levo mais um "tapa" da decepção

Edmo Sinedino,

erivelt_09E eu levo mais um tapa da decepção. Escutei com atenção a entrevista do Sérgio Soares na sua chegada, vi o furdunço empolgado de torcedores e dirigentes, a motivação dos jogadores. Agora vai, penso. O homem é do ataque.

Aí chega o dia da partida, o ABC faz um gol e o homem que se dizia adepto do futebol vertical faz exatamente a mesma coisa de quase todos os outros 98% dos atores que passaram pelo clube nos últimos anos: se encolhe.

Coincidência ou não, do outro lado, aconteceu o inverso com a entrada do meiocampista Erivelton, lembram dele? Aquele mesmo que nunca serviu para o ABC, mesmo tendo sido peça-chave num acesso à Série B. Repito: num acesso à Série B. O rapaz entra no jogo e toma conta do meio-campo.

Claro, claro, os que têm raiva gratuita, sem motivos do rapaz de Santa Maria vão dizer que não, mas foi sim. Nem mesmo os papangus da imprensa, os mesmos de sempre, que não perdiam uma chance de malhar com o moço,  vão fingir que não viram, o toque fácil, a movimentação, as infiltrações pela direita, ou a infiltração e passe do gol. Não viram?

Pois é. Eu, de novo, fico por aqui, pasmo. Eu, treinador, se faço 1 a 0 sobre um time que está sem vencer na competição, continuo em cima, procuro o meu segundo gol, o meu terceiro. 

Se tomar assim, atacando, buscando,  paciência, posso, em alto e bom som dizer que apenas fiz o que sempre faço e afirmo. Se tomei gol, se não fiz o segundo, mas não saí e nem saio de meu script. Simples assim.

*Fotos: Paulo Cavalcanti/Nádya Araújo/Botafogo/PB



É fácil achar culpados individuais para a derrota

Edmo Sinedino,

erros_09Todos os torcedores com quem conversei hoje, depois do jogo em que o ABC foi derrotado pelo Botafogo/PB, 2 a 1, no Frasqueirão, isentando o ex-comandante Ranielle Ribeiro.

Mesmo aqueles que nunca o "engoliram" como treinador. Eu já sabia que isso aconteceira, só que, continuo sem concordar.

Não acho que o ABC não tenha elenco. Tenho a convicção de que o time do povo precisa sim de peças de reposição, e em em posições chaves, isso ficou evidente desde o Estadual, se os caras da direção não enxergam...

Muito fácil colocar a culpa nos atacantes porquê, num lande de jogo, o cara perdeu um gol. Ou em outro que não conseguiu realizar as melhores jogadas. 

O "cego" que não sabe nada do que acontece em campo, mesmo em campo, continua sem notar a fragilidade do sistema defensivo, da recomposição lenta, "banguela" dos setores.

Apontam o dedo na direção de um atacante ou outro, repito, como se o problema fosse assim de fácil resolução.

O ABC precisa de uma defesa que funcione como conjunto. De um meio-campo que funcione de forma unificada com os outros dois setores. 

Exerça o papel de aproximação, de fazer a bola chegar na frente, ao mesmo tempo que bloqueie as ações dos adversário.

O ABC precisa sim de reforços, mas, acima de qualquer coisa, está necessitando de um treinador que resolva problemas que parecem crônicos, pois venho observando essa repetida falha desde quando o time ainda era comandado por Geninho.

*Fotos: Paulo Cavalcanti/Nádya Araújo/Botafogo/PB



O que muda no ABC sob o comando de Sérgio Soares?

Edmo Sinedino,

serimagn_09A estreia de Sérgio Soares no comando técnico do ABC.

A pergunta é: como será que vem o ABC para enfrentar o Botafogo? Tem mudanças na escalação, na forma de jogar.

Creio que, pelo menos na maneira de jogar, vamos ter sim. Um ABC mais presente no campo do adversário. Digo isso me baseando em passagens do treinador Sérgio Soares em outros clubes.

Rodrigo Rodrgues está fora, machucado, ele deve ir de Hélio Paraíba, mas o Jefinho já está na lista.

Vamos esperar e ver, claro, e torcer.

E para que gosta de chegar mais cedo tem a grande pedida de master, ABC e Botafogo/PB se enfrentando.

A chance de rever astros que fizeram história nas duas equipes, sim, pois no Belo Master vários caras conhecidas do futebol potiguar também.

Veja abaixo:

Sérgio Soares convoca 23 jogadores para o jogo contra o Botafogo/PB

A comissão técnica alvinegra definiu neste sábado (18), depois do último treino preparatório, a relação com os jogadores convocados para a partida contra o Botafogo/PB, marcada para este domingo (19), às 16h, no Frasqueirão. O treinador alvinegro, Sérgio Soares, relacionou 23 atletas para o jogo, desafio válido pela 4ª rodada da Série C.

O técnico não contará com os zagueiros Adalberto e Vinicius, que passaram por cirurgia no joelho, e perdeu o atacante Rodrigo Rodrigues, com uma lesão muscular na coxa.

A novidade entre os convocados é a presença do atacante Jefinho, recém-contratado. O jogador foi regularizado e aparece pela primeira vez entres os relacionados.

Confira a lista completa:

Goleiros: Edson e Saulo;

Laterais: Ivan, Maicon, Jonathan e Evandro;

Zagueiros: Maurício, Henrique, Joécio e Yan;

Volantes: Felipe Guedes, Anderson Pedra, Valdemir e Xavier;

Meias: Anderson Rosa, Mossoró e Boris Sagredo;

Atacantes: Anderson, Luan, Hélio Paraíba, Jefinho, Wanderson e Neto.

*Foto: Andrei Torres/ABC FC


Uma seleção de brasileiros para vencer o time de Tite

Edmo Sinedino,

Eu vou fazer minha seleção. Não duvidem, eu ganharia da Brasileira formada por Tite. É claro, se eles, além de Pareira, lessem esse texto iam zombar demais de mim. O "Boca de Confeito" diria que um time formado por atletas que nunca atuaram na Europa não poderia vingar.

É sério.

Meu goleiro. Fábio, do Cruzeiro, reservas, Wanderlei do Santos e Diego Alves, do Fla. 

Alas da direita. Edilson do Cruzeiro e Gilberto, do Flu.

Zagueiros direitos - Dedé, Cruzeiro, e Geromel, Grêmio.

Zagueiros esquerdos - Rodrigo Caio, Flamengo, e Réver, Atlético MIneiro.

Alas esquerdos - Renê, Flamengo, e Diogo Barbosa, Palmeiras.

Primeiros volantes - Rômulo, Grêmio, e William Arão, Flamengo.

Segundos - Bruno Henrique, Palmeiras, e Tchê Tchê, São Paulo.

Meias - Paulo Henrique Ganso, Fluminense, e Raphael Veiga, Palmeiras.

Meias - atacantes - Rodriguinho, Cruzeiro,  Luan , Grêmio.

Atacantes - Bruno Henrique, Flamengo, e Pedro, Fluminense.

Essa seria minha seleção, e olha que ainda tem um  monte de garoto entrando e voando baixo. Se possível, tivesse tempo, ia logo convocando e testando.

Reafirmo que esse meu time formado somente por atletas que atuam no Brasil (e ainda tem muitos outros) formariam uma equipe mais aguerrida.



Três clássicos sensacionais e doze gols marcados

Edmo Sinedino,

Doze gols em três jogos. Clássicos emocionantes envolvendo equipes da primeira linha do futebol brasileiro.

O Palmeiras retranqueiro de Felipão venceu o Santos super ofensivo de Sampaolli de 4 a 0. É isso mesmo? Futebol, é assim. 

O Santos teve 61% de posse de bola,  o Verde 39%, mas e daí? Marcou os gols. O Santos criou, mas desperdiçou. 

O diferencial do Palmeiras, para mim, a qualidade técnica de alguns jogadores de frente, e o Raphael Veiga, que marcou um gol, é perfeito no passe, e de contra-ataque, então.

Ano passado, emprestado ao Atlético/PR, ele fez o artilheiro do Brasil.

Grande jogo.

Atlético Mineiro 2 a 1 Flamengo. Placar injusto, diria. Na pior das hipóteses, o rubro-negro carioca merecia pelo menos o empate. Os dois gols do Galo, lindos, mas improváveis.

Everton Ribeiro de novo foi destaque. Está jogando como o fez no Cruzeiro, anos atrás. Será que Cuéllar foi escolhido o melhor?

E o Fluminense? A entrada dos meninos em campo pôs fogo na partida e um tal de João Pedro jogou para fazer a diferença com dois gols, o segundo, espetacular.

É nisso que é bom ver os garotos em campo, pois eles arriscam muito mais. E foi assim.

Três jogos, doze gols, média de 4 por partida.

Não sei qual o gol mais bonito, se o de Casares ou do garoto João Pedro.



América esbarra no goleiro Jair e perde dois pontos dentro de casa

Edmo Sinedino,

maxperde_09"Tem dias que a bola não quer entrar", um dos clichês, ditados muito falados no futebol. "Quem não faz, leva", também. Sorte que o menino do Bahia de Feira perdeu com o gol aberto, quase. 

O terceiro duelo do América na Série D terminou empatado, 0 a 0, na tarde-noite deste sábado, na Arena das Dunas. Faltou gols, coisa que sobrou nos outros embates.

Segundo todas as crônicas da partida, o goleiro Jair foi herói para os feirenses e vilão para a torcida rubra, mais de 6 mil, que compareceu à arena. As chances mais lamentadas e claras  foram desperdiçadas por Max e Pardal, mas o time rubro criou pelos menos umas dez situações de gols, além de chutar bola na trave. 

Como nada disso adianta, o que fica mesmo é que a equipe de Moacir Júnior perde dois pontos em casa. Dos três que ganhou fora, só tem um de gordura. No próximo compromisso, justamente o Bahia de Feira e num gramado sintético, onde a bola corre bem mais rápido, além do fato deles estarem mais habituados.

Essa semana, muito provavelmente, o staff deve buscar espaços de gramados sintéticos para fazer seus treinamentos, já que a direção do clube baiano já negou essa regalia aos visitantes.

Bom, não vou ficar aqui repetindo resenha de jogo. O América dominou os dois tempos, jogou com a mesma intensidade das primeiras participações, sem a felicidade de gols marcados. É assim o futebol.

Com o empate,  o América continua liderando o grupo A6, agora com sete pontos, e os mesmos dez gols de saldo. O Bahia está em segundo, com quatro pontos, mas pode perder a posição para o América de Recife, que enfrenta o Serrano, neste domingo, em casa.

*Foto: Magnus Nascimento/AFC


Morre Ney da Mata, que teve passagem pelo América ano passado

Edmo Sinedino,

Morreu neste sábado (18), aos 52 anos, o treinador de futebol, Roneivaldo da Mata Soares, conhecido como Ney da Matta. Ele estava internado em um hospital de Ipatinga, com um quadro de pancreatite aguda, desde a última terça-feira (14).

Ney da Matta é mineiro natural de Ipatinga, cidade do Vale do Aço mineiro. Ele tem passagens por times tradicionais do futebol brasileiro como os clubes Ipatinga, Uberlândia e Boa Esporte, Remo (PA), Guarani (SP) e América (RN).

Ney da Mata teve passagem pelo América, ano passado, na campanha da Série D do Brasileiro.


Diá deixa o comando do Campinense

Edmo Sinedino,

dia3456_09O técnico Francisco Diá já está em Natal. Ele descansa e espera propostas, pois se desligou oficialmente do Campinense na quinta-feira. Ele me garantiu que a decisão de deixar o clube já estava tomada desde o final do Paraibano.

As condições para a realização de um trabalho nunca foram dadas. O treinador montou uma equipe forte para brigar por conquistas, mas esbarrou na falta de dinheiro, na imensa crise que atravessa o clube.

"Lamento muito deixar o Campinense, a cidade de Campina Grande, que gosto muito, onde fiz muitos amigos e, principalmente, essa torcida maravilhosa que sempre me deu muito boa. No Campinense conquistei títulos e, claro, vai ficar marcado como uma página especial na minha história. Saio pela porta da frente, quem sabe um dia posso estar de novo entre os amigos", disse.



Ranielle Ribeiro é só agradecimento na sua despedida ao ABC

Edmo Sinedino,

raniedep_09No mundo do futebol você tem que aprender rápido como funciona ou não entra. Tem que "engolir sapos", aprender a conviver, e bem, mesmo com aqueles que sempre tentaram de derrubar.

Isso aconteceu com o Ranielle Ribeiro, ele demorou quase um dia para se despedir e falar de sua passagem pelo ABC. Nada de imaturidade, somente agradecimentos. Nesses momentos, a gente sabe, ser humano que é, teria vontade de mandar muita gente "às favas".

Ele usou o instagran somente para agradecer, nada mais.

Falou de seu desligamento sem críticas e agradeceu pelo aprendizado, tempos e conquistas, que foram de sete campeonatos estaduais e o primeiro como treinador, três acessos à Série B, vice da Copa do Nordeste e o Brasileiro da Série C.

Agradeceu a todos com quem conviveu. Carinho especial aos funcionários, citando todos, principalmente os mais humildes.

Falou também de forma carinhosa da comissão técnica, destacando os números de 44 viórias, 14 empates e 27 derrotas.

Lembrou de agradecer a todos os jogadores que passaram e entrega. Agadeceu à imprensa e críticos, até os críticos, quando a gente sabe que ele sofreu campanha sistemática para sua demissão nos últimos meses.

O agadecimento especial à torcida. E a todos que o ajudaram e apoiaram no momento que mais precisou, a ele e seu filho.

Encerrou com essa frase:  Por fim, me criei profissionalmente no ABC, aprendi ganhar e perder, a superar dificuldades, a saber absorver pressão e buscar ser um profissional melhor.



O América contratou o meia Franco

Edmo Sinedino,

A diretoria alvirrubra acertou a contratação de mais um reforço para a disputa do Campeonato Brasileiro.

Trata-se do meio campista Franco, que já está no CT e nesta sexta-feira (17), realizou avaliação física.

FICHA TÉCNICA

Nome completo: Franco de Paula Ferreira

Data de Nascimento: 27/01/1993

Naturalidade: Uberlândia (MG)

Altura/Peso: 1,74cm/67Kg

Posição: Meia

Clubes por onde passou: Uberlândia-MG, Joinville-SC, Mogi Mirim-SP, Cabofriense-RJ, Macaé-RJ, Maringá-PR e Rio Claro-SP



Gomes, ex-base do ABC, brilha e Palmeiras conquista Copa do Brasil Sub 20

Edmo Sinedino,

gomes34_09A matéria que reproduzo abaixo é sobre a final da Copa do Brasil Sub 20. Escrevo sobre, no entanto, para falar do goleiro do Palmeiras. Sabem quem é? Cria do ABC. Do trabalho de Tostão, de Fred Menezes, do apoio às bases do clube.

Gente, Gomes foi o nome da partida. Brilhou no tempo normal e nas penalidades. Transformou-se, com merecimento, no herói dessa conquista.

A partida estava 4 a 3 para o Cruzeiro, o Palmeiras venceu em São Paulo de 2 a 1, quando uma chance de ouro para o time da casa ganhar o título direto. Mas ele estava lá. Defesa monstruosa do garoto potiguar.

Pênaltis. Uma chute para fora de um garoto do Cruzeiro e uma defesa difícil de Gomes, mais uma no dia, festa de todos. Gomes abraçado, festejado, emocionado, comemorando o título.

Perguntinha que já enviei ao Salton: o ABC ainda tem parte dos direitos federativos desse atleta? Quanto?

Veja:

Nos pênaltis, Palmeiras vence o Cruzeiro e é campeão da Copa do Brasil Sub-20

O Palmeiras é o campeão da Copa do Brasil Sub-20 de 2019. Nos pênaltis, o Verdão venceu o Cruzeiro por 4 a 1 e ficou com o título nacional na noite desta quinta-feira (16), na Arena Independência, em Belo Horizonte-MG. De virada, o time mineiro bateu a partida no tempo normal por 4 a 3. Como o Alviverde venceu o confronto de ida por 2 a 1 e não tem critério de gol qualificado na competição, a decisão foi para as penalidades.

Os gols do Cruzeiro no jogo foram marcados por Welinton, Cacá, Maurício e João Luiz, enquanto Patrick de Paula, Aníbal e Alan Guimarães balançaram as redes para o Palmeiras.

O JOGO

O Alviverde abriu o placar com um golaço de falta de Patrick de Paula, aos 13 minutos. Welinton recebeu assistência de Vinicius Popó, marcou para o Cruzeiro e empatou a partida, três minutos depois. Aos 26′, o atacante Anibal mostrou frieza e marcou o segundo gol do Palmeiras.

Antes de um minuto do segundo tempo o Verdão fez o terceiro com um golaço de Alan Guimarães, fazendo 3 a 1. Mas, o Cruzeiro reagiu em momento de apagão do Palmeiras e virou a partida com gols de Cacá, Maurício e João Luiz.

Pênaltis

O Palmeiras foi superior ao Cruzeiro nas penalidades e venceu por 4 a 1. Lucas Esteves, Fabricio, Cesinha e Lincon fizeram os gols. O goleiro Gomes ainda defendeu um pênalti e a Raposa teve um chute para fora.

FICHA TÉCNICA

Jogo: Cruzeiro x Palmeiras

Competição: Copa do Brasil Sub-20

Local: Arena Independência, em Belo Horizonte-MG

Data e horário: 16 de maio, às 21h30

Escalação do Cruzeiro: Marlon; Weverton, Cacá, Edu e Matheus Pereira;  Rômulo, Marco Antônio e Ederson; Welinton, Maurício e Popó.

Escalação do Palmeiras: Gomes; Meloni, Gabriel Furtado, Vitão e Esteves, Matheus Neris, Patrick de Paula e Alan Guimarães; Léo Passos, Aníbal e Wesley.


1-20 de 9155