Fortes contra os fracos?

Edmo Sinedino,

Muita coincidência, mas o sorteio realizado na manhã desta sexta-feira (24), na sede da CBF, para as quartas de final da Copa do Nordeste, colocou os quatro mais poderosos clubes contra os outros quatro de menor tradição.

Sport/PE, Santa Cruz/PE, Vitória/BA e Bahia vão enfrentar respectivamente Campinense, Itabaiana, Ríver/PI e Sergipe/SE.

Todo mundo imagina logo que os quatro melhores rankiados pela CBF terão vida fácil e passarão à próxima fase, mas é sempre bom lembrar que o futebol é muito surpreendente.

Os jogos será realizados nos dias 29 de março, ida, e 2 de abril, volta.

Os confrontos:

Sergipe x Bahia

Ríver x Vitória

Campinense x Sport/RN

Itabaiana x Santa Cruz



Del Nero, se sair do Brasil é preso, mas se mantém na CBF até 2027

Edmo Sinedino,

Não tem jeito. Basta ver os exemplos de Teixeira, Marín, Caixa D`água, Onaireves, Havelange, e certamente outros vão seguir o exemplo, só a Justiça ou morte os tira do poder.

Marín está preso. Ricardo Teixeira abriu mão porque seria preso. E vai ser assim com Marco Pólo Del Neto.

Com mais esse golpe, o estatuto rasgado para anular a obrigação da Profut, os quadrilheiros da CBF deram peso 3 para o voto das federações.

Todas elas compromissadas com o poder, votos certos, significam 81 sufrágios. Os 20 clubes da Série A, peso 2, somam 40 votos, com os 20 da Série B, peso 1, mais 20, total de 60.

Derrota decretada de quem pensar em mudar o que está posto.

Sem falar nas dificuldades de lançar candidatura e na falta de segurança de que alguns clubes, mesmo da Série A, vão querer mudar algo.

Portanto, Marco Pólo Del Nero, que não pode sair do Brasil para não ser preso, continua à frente da CBF até 2027.

O estatuto foi rasgado de novo. Por aqui, José Vanildo comanda desde 2007, vai até 2019 e, se brincar, deve prolongar essa agonia.

O pior de tudo é que ele consegue aumentar seu mandato com a ajuda e votos de clubes que ele vai “matando” aos pouquinhos.

Por incrível que pareça, Vanildo consegue ser pior que seus antecessores, pois no tempo deles pelo menos havia algo parecido com eleição.


ABC vai com sua "quase" força máxima

Edmo Sinedino,

ABC ganha reforços para a partida contra o Santa Cruz.

Osvaldo para a defesa, Márcio Passos para o meio-campo ainda sem poder contar com Anderson Pedra, e duas para o ataque, Nando, titular que volta, e a ótima opção com Pardal.

O DM que tinha oito jogadores, agora restam somente dois em tratamento, Pedra e Echeverría.

Muito provavelmente, o Geninho deve escalar sua quase força máxima, com Edson, Levi, Osvaldo, Cleiton e Romano; Márcio Passso, Guedes, Gegê e Erivélton; Dalberto e Nando.

É bom lembrar, e talvez por isso Erivélton pediu humildade na partida contra o Santa, o time debutante já roubou pontos de equipes grandes no returno - América e Globo.

Sob o comando de Júlio Terceiro continua invicto.



A pior do mundo

Edmo Sinedino,

Esse futebol brasileiro.

Revendo os gols do Brasil, vendo o que falaram me deparei com ele, o Galvão Bueno, já criticando o Marcelo e transformando o Cavani no melhor do mundo.

Nunca tive dúvidas. Um dois maiores problemas do Brasil, antes fosse só no futebol, é sua imprensa doente.

A pior e mais despreparada do mundo.

O Brasil bem, uma atrasada bem feita, bonita, de quem sabe, passe de peito, um pequeno atraso do goleiro, pronto, já se torna motivo de crítica ao jeito geral de jogar do ala Marcelo.

Aquela coisa de “sabe jogar, mas nunca vai merecer a confiança”. Imaginem se o Brasil perde.

Lembram do Toninho Cerezzo em 1982?

Voltando mais no tempo: o que fizeram com o pobre goleiro negro Barbosa depois da Copa de 1950.

E olha que a única culpa do Barbosa, na verdade, foi ser negro.

Tudo provocado por uma imprensa antiética e imoral, que adora apontar “bodes expiatórios” da mesma fácil maneira que constrói seus ídolos falsos.

O Galvão Bueno, narrador da Globo, hoje, é, sem dúvida, com seu staff de idiotas, o maior representante dessa barbaridade.

Quer dizer, já vem sendo por décadas.

As conversas de Galvão e Arnaldo são impróprias para quem pensa.



CBF: federações têm peso de voto maior que clubes da Série A

Edmo Sinedino,

Tudo que se possa imaginar de canalhice vamos ver no futebol brasileiro.

A Lei Federal mandava a entidade incluir voto dos clubes da Série B, aconteceu, mas a Assembleia, como fazem costumeiramente os dirigentes, mudaram estatuto.

Os clubes votam, mas as federações estaduais passaram a ter peso 3, e nossa FNF de José Vanildo, a do Amapá, Ceará, Piauí ou São Paulo tem o mesmo valor de voto de clubes como Flamengo e Corinthians, por exemplo.

Mais um golpe. Desta vez, no futebol do Brasil. Tudo organizado, planejado por um presidente que, se viajar, se sair do Brasil, será preso.

E os dirigentes de clubes baixam a cabeça e aceitam mais esse vergonhoso golpe contra o futebol.

Veja abaixo:

A CBF mudou seu estatuto nesta quinta-feira e deu poder absoluto para as 27 federações estaduais escolherem quem será o presidente da entidade.

Fez isso alterando o colégio eleitoral que escolhe seu mandatário. Até a última eleição, que elegeu Marco Polo del Nero, votavam as 27 federações estaduais e os 20 clubes da Série A. As federações já tinham uma pequena vantagem, que poderia ser revertida com a inclusão das 20 equipes da segunda divisão, como manda lei federal.

Mas, na alteração feita nesta quinta-feira, a CBF manobrou para manter o poder das federações. Para isso, deu a elas peso 3 na eleição. Assim, elas teriam o equivalente a 81 votos.

Já os 20 times da elite terão peso 2, enquanto os da Série B ficarão com peso 1. Assim, os 20 principais times do país terão o equivalente a a 60 votos, ou 21 a menos do que as federações.

Isso significa que o voto de uma federação pequena, como o do Amapá, valerá 50% a mais do que o de gigantes como Flamengo e Corinthians e 200% mais do que um time da Série B.

Além disso, a CBF também manteve a cláusula de barreira, que praticamente inviabiliza uma candidatura independente. Para se candidatar, um interessado deve ter a indicação de pelo menos oito clubes e nada menos do que cinco federações estaduais, que pelo histórico sempre apoiam de forma maçica os candidatos da situação.

Fonte: Espn


Os corruptos do Brasil não podem acompanhar a seleção

Edmo Sinedino,

dois1_09O Brasil de Tite, para alegria e alívio dos dirigentes corruptos da CBF, está em grande fase e com um empate, logo mais, garante vaga  na Copa da Rússia.

Vejam só, vi comentário do Juca Kfouri.O Marco Pólo Del Nero, presidente da CBF, não pode acompanhar sua seleção.

Se viajar, não escapa da prisão. Que situação!

Nem mesmo vai poder visitar seu colega Eugênio Figueiredo, ex-presidente da federação uruguaia, em prisão domiciliar.

Figueiredo, esse nome nos traz tristes, mas vivas recordações, foi responsável pela delação de Ricardo Teixeira, um dos dirigentes mais corruptos da história do futebol mundial.

O Ricardão, que desmandou por mais de 20 anos na CBF, aprendeu tudo direitinho com o ex-sogro Havelange.

Ricardão, mesmo caso de Del Nero, se viajar é engaiolado.

Sem esquecer de Marín das Medalhas, que ganhou argola e está nos EUA, também sem podem viajar.


ABC "jogou a toalha" e perdeu chance de classificar em primeiro

Edmo Sinedino,

Aconteceu o que eu previa. Minha gente, o ABC poderia hoje estar classificado na primeira colocação do Grupo D.

Infelizmente, preferiu “jogar a toalha” e entrar com um time reserva contra o Itabaiana, em Sergipe.

Vou repetir, agora com números finais: o ABC, vencendo o time sergipano teria, naquela ocasião, chegado a sete pontos.

Com os três da vitória desta quarta contra o CSA somaria dez.

O Itabaiana teria ficado, derrotado, com os sete que já tinha, e hoje, com o empate diante do CRB, o jogo em Maceió foi 0 a 0, terminaria a fase com oito.

O CRB, que estava somente com oito pontos, com o empate chegaria a nove, portanto, o ABC, líder, na frente dos dois, com dez.

Já passou. Pena! Mas que prejuízo financeiro para um ABC tão necessitado.



Um ótimo Flamengo de jovens valores

Edmo Sinedino,

Quase sem estrangeiros, não jogaram Guerrero e Trauco,  o Flamengo venceu o Bangu de Roberto Fernandes por 3 a 0.

O Colombiano Berrío entrou justamente no lugar do Mancuello.

Poderia ter “passado o carro” e feito seis ou mais sem eles.

Como é bom ver um futebol de qualidade.

O ala René, contratado junto ao Sport, onde havia feito mais de 200 jogos, de 2012 a 2917, foi um dos destaques da vitória.

Ele marcou um golaço, o primeiro, num balaço que chegou a quase 100 km por hora.

Digo sem medo de errar: o piauiense de Picos, que começou na equipe de sua cidade, joga mais que o peruano Trauco.

Jovens valores, mais um a ser registrado nessa ótima safra. Renê, Rafael Vaz, Airão, Vizeu, Paquetá e outros.

O Flamengo tem um plantel privilegiado, as conquistas importantes são possíveis, basta ter comando e coragem.



Apenas 380 torcedores no Frasqueirão

Edmo Sinedino,

Conversando com nosso Fernandinho, abcdista funcionário, como eu, da Rádio 96 FM, e ele falava, não sei se a sério, que o Frasqueirão receberia nesta quarta um público de 2 mil.

Sabia que não.

Disse ao nosso “Cascata” (ele é parecido com o ex-ídolo de ABC e América) que o público não chegaria a 500 torcedores.

Tivemos 380 pagantes e uma renda de R$ 2.460.

Cada vez menos torcedores saem de casa para assistir aos nossos jogos. Os motivos? Muitos.

Nossos dirigentes fingem que não veem essa queda a cada ano e o nosso futebol vai encolhendo.



Menos mal, ABC e América se despedem com vitórias

Edmo Sinedino,

ABC e América, menos mal, venceram seus compromissos na despedida da Copa do Nordeste.

O alvinegro, jogando em casa, bateu o CSA de Alagos, com o time reserva, por 2 a 1, gols de Túlio Renan e John Marques. Jacó descontou.

O América venceu o Botafogo de 1 a 0, gol marcado no segundo tempo pelo melhor jogador do time, o meia Marcos Júnior.

Não vi os jogos, por isso não posso fazer nenhum tipo de análise.

Geninho e Flávio Araújo devem ter aproveitado para, no caso de Geninho, observar valores que poderão ser aproveitados, e para Flávio Araújo uma definição do time que vai jogar as últimas partidas do Estadual.

Se bem que eu pensei que o técnico rubro faria mudanças, colocaria jovens valores em campo, mas apenas o Van-Van entrou em campo.

Ele precisa fazer jogar valores como Marcelinho, Anthony, entre outros, para saber se vai poder contar com eles na Série D.

No ABC, fala-se muito na estreia do John Marques, nem me animo, aqui basta o cara fazer um gol para virar bom jogador para alguns “comentaristas”.



Mais um confronto de bandidos travestidos de torcedores

Edmo Sinedino,

Antes da partida ABC x CSA se iniciar aconteceu um confronto de bandidos travestidos de torcedores, de um lado e outro.

Mais um espetáculo dantesco pondo em risco a vida de inocentes que passavam no local ou até mesmo verdadeiros torcedores que compareceram ao estádio.

Se bem que, pelo público divulgado, parece que somente essas quadrilhas que se dizem torcidas organizadas compareceram ao Frasqueirão.

Até quando vamos conviver com esse absurdo? Acho que até o dia que torcedor nenhum arrisque mais sair de casa para correr risco de ser ferido ou morto num campo de futebol.

O pior de tudo é que esses “torcedores” são bancados, foram criados, protegidos pelos próprios dirigentes de clubes.



A disputa pelo "título" de pior secretário

Edmo Sinedino,

jera1_09Existe uma cobrança muito grande sobre os dirigentes, políticos, futebolísticos, gestores de um modo geral.

Beto Santos, presidente do América, talvez, por conta da força das redes sociais, o que mais sofreu com críticas, ataques nas últimas décadas.

Falo de Beto Santos para fazer um comparativo com dois secretários da gestão capenga de Carlos Eduardo Alves à frente da Prefeitura de Natal.

Coincidentemente, um desses secretários que vem recebendo duras críticas, um dia, vejam só, já foi considerado o pior presidente da história do clube rubro.

Jerônimo Melo, filho do ex-governador Geraldo Melo, secretário da Semsur. Esse órgão nunca antes havia sofrido tantas cobranças e críticas.

Salários de terceirizados atrasados, ruas escuras, esburacadas, enlameadas, abandono e pouco caso com os funcionários são algumas das queixas mais recorrentes contra Melo.

Para piorar, dizendo cumprir determinação do MP, ele pretende tirar o ganha pão de centenas de pais de família que sobrevivem vendendo coco, refrigerantes, água mineral e seus humildes locais nas praias de Natal.

Quanta desumanidade! Tem gente que concorda, por diz que os vendedores sujam e enfeiam as praias.

Feio e sujo é ver um trabalhador sem o seu rendimento, e seus filhos passando necessidades, isso sim é muito feio.

O outro, vocês já devem saber, o José Vanildo da FNF, hoje secretário de esportes da nossa cidade.

Campos, quadras, espaços, lixo, abandono, falta de apoio, de cumprimento de calendário e, principalmente, falta de perspectiva são as queixas-cobranças de presidentes de centros, professores, atletas, federações...

Não precisa andar muito, nas localidades de grande visibilidade, como Praia do Meio e Praia do Forte já dá para notar a falta de ação de Vanildo.

Equipamentos caros de ginástica, por falta de manutenção, viraram lixo, no início da Praia do Forte, em frente ao bairro de Brasília Teimosa.

Nesse mesmo local, um campo de futebol foi modificado, teve sua grama natural arrancada com promessa de colocação de grama sintética, acho que isso já tem seis meses.

Tudo indica que vai no mesmo caminho dos equipamentos corroídos pela maresia e descaso de José Vanildo.]

200 metros antes, na Praia do Meio, mais equipamentos estão sendo destruídos pela ação da maresia e da falta de manutenção.

E certamente, o fato deve estar se repetindo em todos os bairros em que foram instalados as academias populares.

Diante de tudo, fico imaginando como deve estar o ginásio Nélio Dias, o João Machado, o ginásio e campo da Cidade da Esperança e dos demais bairros de Natal, não tão visíveis como a orla marítima.

Uma vergonha!

Você pode votar: quem é o pior secretário de Carlos Eduardo: Jerônimo Melo (foto acima), da Semsur, ou José Vanildo (abaixo) da SEL?

jota1_09


Como se abre mão de cotas tão vultosas?

Edmo Sinedino,

Quem foi o matemático que aconselhou o treinador Geninho, do ABC, a entrar com um time misto contra o Itabaiana?

O ABC está tão bem assim de dinheiro que simplesmente desiste de lutar por uma cota de R$ 600 mil?

E sem falar nas outras cotas que poderiam entrar – quartas de final, semifinal e final.

O ABC, se tivesse vencido o Itabaiana, tarefa normal, estaria com sete pontos, os mesmos sete pontos que teria ficado o time sergipano.

Na rodada final, vencendo o CSA, jogando em casa, com o Frasqueirão lotado, o ABC chegaria a dez pontos, e se o duelo CRB x Itabaiana terminasse empatado, o que não é impossível, o alvinegro ainda seria primeiro do grupo.

Como se comete uma sandice destas?

Era mais fácil passar pelo Itabaiana, na Copa NE, ou São Paulo, que tinha uma vantagem de 3 a 1 na disputa à quarta fase da Copa do Brasil?

E tem mais: caso o CRB, resultado mais normal, vencesse o Itabaiana na rodada última, o ABC ainda teria chance de entrar como um dos três melhores segundos.

Realmente, não entendo o que se passou com a direção e comissão técnica do time potiguar para tomar decisão tão equivocada.

O time hoje, ainda devendo muito, corre atrás somente do título do segundo turno, para se manter na mesma Copa do Nordeste em 2018.



"Samba do crioulo doido" é o América

Edmo Sinedino,

Gostaria de saber qual o critério utilizado pelo treinador Flávio Araújo, ou será que ele já se perdeu nos descaminhos do clube?

Jogadores não relacionados para uma partida, sem contusão, aparecem como titulares num clássico decisivo – Osmar e Felipe Alves.

Como é isso?

O jogador titular, mais efetivo, de melhor qualidade técnica em todos os quesitos fica no banco nesse mesmo clássico ao lado de outro que é o artilheiro.

O que acontece?

Na partida seguinte, titulares do clássico sequer são relacionados – Lúcio Curió, Dija Baiano e Paulão.

Alguém consegue entender essa lógica?

Sem falar no Michel Cury que ficou fora em duas partidas seguidas sem estar machucado.

Uma coisa positiva pelo menos. Na lista para o jogo em João Pessoa, vários jovens valores que, certamente, estão cheios de vontade de mostrar serviço e ganhar confiança do treinador.

Faltou o Judson na relação. Fosse eu o treinador Richardson, Mayke, Judson, Marcelinho, Anthony, todos eles seriam titulares.

Os volantes Michel Benhami e Filipe Alves, o lateral Danilo e o atacante Raul são os desfalques por contusão.

O jogo contra o Botafogo será jogado às moscas, pois o time da estrela vermelha também está fora.

Os relacionados.

GOLEIROS: Vinícius e Fred;

ZAGUEIROS: Richardson, Daniel Felipe e Lucas Bahia;

LATERAIS: Everton Silva, Osmar e Mayk;

VOLANTES: Memo e Ives;

MEIAS: Marcos Júnior, Somália, Marcelinho e Anthony;

ATACANTES: Tony, Jean Patrick, Daniel Morais e Emerson.



A melancólica despedida da Copa do Nordeste

Edmo Sinedino,

Que triste!

Última rodada da fase de classificação da Copa do Nordeste e sequer nos resta a emoção de uma chance, de uma disputa empolgante por uma vaga.

Ano passado foi assim com o ABC. O América só chegou ao primeiro confronto da segunda fase.

O que acontece com o nosso futebol?

Até quando nossos dirigentes vão assistir o enfraquecimento de suas agremiações e o crescimento do “bolo” para a federação, um “bolo” nunca repartido.

Até quando os donos dos espetáculos vão aceitas essas migalhas, e esmolas dadas com arrogância, com repercussão na imprensa dos “amigos” como se fosse um grande feito.

O futebol do RN está encolhendo a olhos vistos.

Sorte que a nova direção do ABC assumiu, caso contrário, em breve, poderíamos até ter dois clubes “fora de série”.

Vou repetir o que já escrevi várias vezes: quantos clubes mais vamos perder até que se entenda a dimensão do mal que atual administração da FNF está fazendo ao nosso futebol?

Os torcedores, dirigentes, mesmo os que não querem mostrar a cara, falam todos os dias no prejuízo que sofremos, portanto, está hora de mudar.

É preciso que os dirigentes de clubes do Nordeste se unam e defendam, juntos, cobrando seus direitos nas federações e, principalmente, na CBF.



Os reforços que o ABC precisa

Edmo Sinedino,

O empate com o São Paulo, comemorado, a goleada sobre o América, os dois últimos bons resultados do ABC podem sim prejudicar a montagem do elenco para a Série B.

Sem dúvida, o alvinegro potiguar precisa de pelo menos seis jogadores – um zagueiro, mais um meia criativo, dois alas e um meia-atacante.

Talvez precise de mais um goleiro, caso o Júnior Beliato não seja devidamente testado antes do começo da competição.

Apesar de ter que brigar pelo título do turno, o treinador Geninho precisa testar alguns jogadores e fazer avaliação para o aproveitamento na Série B.

Jardel, Arês, Jhonata, Ítalo (que está no Baraúnas) e Chiclete devem ser aproveitados, assim como o zagueiro Tonhão.

Fala-se que Leonardo Arruda teria acertado um pré-contrato com quatro jogadores que estão em disputa de estaduais.



América cria Grupo de Futebol totalmente voltado para o Brasileiro

Edmo Sinedino,

Como sempre acontecia nos momentos de dificuldade no clube rubro, os dirigentes voltaram a se unir para debelar essa crise.

Falei várias vezes que somente agindo dessa forma o América encontraria força, escora, apoio para virar essa página triste.

Veja abaixo:

A reunião de trabalho da Diretoria e Conselho consultivo do América, como de costume, aconteceu na noite desta segunda-feira, 20, com a presença de grandes americanos, mostrando que como em outros momentos de dificuldades, a união é a solução.

Unidos em prol do América, estiveram em assembleia, o Presidente Beto Santos, seu vice, Dr. Medeiros, Dr. Jussier Santos,  Roberto Bezerra, Hermano Morais, Eduardo Rocha, Cláudio Bezerra, Ricardo Bezerra, Eduardo Pagnocelli, Diogo Pignataro, Marcelo Rocha, Milley God, Eliel Tavares e Júnior Rocha.

Todos com o único objetivo de reverter a má fase do clube no futebol. Para tanto, capitaneado e comandado por Eduardo Rocha, está sendo criado o Grupo de Futebol que, de olho no Brasileiro, vai investir e dar condições para a disputa do campeonato de maneira a ascender à série C.

“Esse grupo está focado no Futebol do América. Mas não é porque o maior objetivo é o Brasieleiro, que deixaremos o Estadual. Temos que ganhar as próximas quatro partidas para garantirmos o calendário em 2018”, explicou Eduardo Rocha.



CBF vai tentar elitizar, ainda mais, a Copa do Nordeste

Edmo Sinedino,

A Liga do Nordeste convocou os filiados para Assembléia Geral Extraordinária no próximo dia 24 na CBF, para aprovar o novo formato de acesso da Copa do Nordeste para as edições a se realizarem a partir de 2018.

Deve ficar melhor para os poderosos e cada vez pior para as federações mais pobres, caso da nossa.

A Liga quer que a competição seja disputada pelos nove campeões estaduais, junto com os vice-campeões da Bahia, Pernambuco e Ceará, estados que estão melhores colocados no ranking das federações do Nordeste.

E agora a “invenção” maior. Uma pré-copa.

Os outros quatro participantes vão sair do “Pré-Nordestão” que vai reunir os outros seis vice-campeões dos estaduais e mais os terceiros colocados do Baiano e Pernambuco, já que as duas federações tem três vagas na competição.

Será que Rio Grande do Norte, Paraíba, Piauí, Maranhão e demais estados perdedores vão apenas balançar a cabeça concordando com esse absurdo?



Torcida do América volta a protestar

Edmo Sinedino,

torcida1_091Gostaria de nunca escrever sobre esse tipo de coisa, mas é meu ofício. Sábado, um grupo de torcedores entrou no CT Abílio Medeiros para cobrar empenho dos jogadores.

Incidentes aconteceram, atletas dizem que foram agredidos, torcedores afirmam que não. Difícil acreditar que não houve exageros, basta ver o nível de agressões nas redes sociais.

Basta ver a fúria dos torcedores, mesmo em pequeno número, hoje no Frasqueirão.

Hoje, o presidente Beto Santos foi o alvo contínuo dos torcedores, e até da torcida do ABC. Enquanto americanos gritavam para que ele saísse do América, abcdistas pediam que ele ficasse.

Na descida para o intervalo, jogadores foram alvo do arremesso de copos com água e muitas ofensas verbais.

Um pecado cometeu quem autorizou a torcida entrar no CT e falar aos atletas neste momento de tão grande tensão.

O episódio gerou nota de repúdio do América, nota de torcidas organizadas unidas e também ação do Sindicato dos atletas.

Depois de ver o que aconteceu neste domingo, no Frasqueirão, a forma como o América perdeu, fica evidente que esse tipo de pressão não funciona.

Também fica evidente que parte da torcida, a que pede garra e melhor qualidade técnica também está coberta de razão.

A crise do América só termina com vitórias.

*Foto: Canindé Pereira/América FC


Potiba termina empatado e Time Macho se mantém na liderança

Edmo Sinedino,

A rodada, terceira do Estadual, teve, além do clássico do Frasqueirão, o duelo em Mossoró das equipes de maior tradição.

O resultado foi de igualdade. 2 a 2. Os gols do Leão foram marcados por Itallo e Beleu, para não variar. Robert anotou duas vezes para o Potiguar.

O Potiguar lidera a Copa Rio Grande do Norte, sete pontos em três jogos – duas vitórias e um empate. O Baru é quinto, mas tem um jogo a menos.

Na próxima rodada, o rubro mossoroense recebe o Alecrim, no Nogueirão, sábado, 17h se a FNF não mudar até lá. O Baru vai a ASSU enfrentar seu ex-treinador Barata., domingo, 17h, no Edgarzão.

Em Assu, o Camaleão do Vale conquistou sua segunda vitória na competição, 2 a1, de virada, sobre o Alecrim. Com os seis pontos, o ASSU assume a vice-liderança do turno.

Moisés Lima abriu o placar para o time verde natalense,, Wanderley e Fábio Faquinha marcaram para o time da casa.

O Globo não conseguiu dobrar o Santa Cruz, mesmo jogando em seus domínios e perdeu dois pontos preciosos na briga pela conquista do segundo turno, o que lhe daria o título do Estadual.

Com o empate, o Águia soma quatro pontos e agora é o terceiro colocado na tabela da competição.

A partida marcou o centésimo jogo do goleiro Rafael pelo time de Ceará-Mirim, que fez justa homenagem antes da partida.

O próximo compromisso da equipe está marcado para o dia 26 (domingo), às 17h na Arena das Dunas contra o América.


1-20 de 6539