Sérgio Maurício é exceção entre os globais

Edmo Sinedino,

sergio1_09Vejo quase tudo de esporte na ESPN. Claro, nem sempre concordo com os comentários, mas é assim mesmo.

Não tem comparação. O nível é outro. Basta comparar com Globo, Esporte Interativo e Fox.

Passam vergonha, todos.

Os melhores profissionais, de longe, estão na emissora que tem Trajano, Juca Kfouri, Calçade e tantos outros.

Só vejo outros canais obrigado, claro, mas tenho que ver em algumas situações.

E abro uma exceção especial dos globais. Se bem que nem todos são chatos,  intoleráveis, insuportáveis como Galvão, Faustão, Bonner Simpson, Leitão, Ronaldo e Arnaldo.

Alguns escapam.

Mas é do sistema, ele atua no SporTV, o melhor narrador esportivo do Brasil, entre todos. O Sérgio Maurício.

Ele nem é badalado.

Sérgio dá show narrando judô, boxe, voleibol de quadra, de praia, boxe e até, acho, jogo de castanha.

O cara é bom demais. Exemplo de empolgação, conhecimento. Convicção, sem ficar conversando lorota durante a transmissão.

Fico me perguntando o motivo dele ser tão pouco valorizado.

Além disso, o SM ainda tem fama de pé quente.

Tira o Galvão e bota ele neste sábado.



O substituto de Erivélton

Edmo Sinedino,

Geninho, parece, já decidiu. Echeverría vai ser o substituto de Erivélton.

Eu entendo a escolha.

Se fizessa a opção por Fábio Gama seriam dois jogadores sem pegada no meio-campo. Um prejuízo grande.

O meia paraguaio pode não ser um primor da técnica, do passe, mas é guerreiro. Não precisa ser tanto...

Às vezes eu temo que o Echeverría seja expulso.

Com relação à função do Erivélton, muito provavelmente, o Jones Carioca deva ser o indicado para trabalhar com mais liberdade.

Vamos esperar e ver o jogo.

O ABC enfenta o Fortaleza neste sábado, às 20h, lembrando que os portões do Frasqueirão serão abertos às 17h e o telão vai mostrar o jogo Brasil x Alemanha, decidindo o ouro no futebol.

È chegar cedo e aproveitar.



Ramalho, natalense, destaque do ASA, desconhecido em sua terra

Edmo Sinedino,

arama1_09Sempre me chamou a atenção esse jogador. No seu currículo não consta nenhuma passagem, nem mesmo em bases, dos clubes de Natal, mas ele é potiguar.

Ramalho, segundo volante bom de bola, veterano, e um dos principais jogadores do ASA de Arapiraca, adversário do América neste domingo.

Interessante que nunca tenha surgido o interesse dele, pode, ou de dirigentes para trazê-lo para jogar em sua terra.

Coisas de nosso futebol.

Abaixo, informações sobre o craque de 36 anos, mas jogando ainda como garoto.

Veja:

José Ramalho Carvalho de Freitas, mais conhecido como Ramalho (Natal, 3 de junho de 1980) é futebolista brasileiro.

Revelado pelo Santo André, teve passagem por empréstimo de dois anos pelo Vitória, onde foi titular por dois Brasileirões, em 2002 e 2003.

De retorno ao clube paulista, Ramalho começou a ter projeção nacional ao ser campeão da Copa do Brasil em 2004.

Após o título, Ramalho chamou a atenção do São Paulo, sendo contratado no mesmo ano. No clube paulista, não conseguiu se firmar no time titular, sendo, por isso, emprestado ao próprio Santo André em 2006.

No mesmo ano, transferiu-se para o Beitar Jerusalém, de Israel. Em 2007, atuou no Maccabi Tel Aviv, também de Israel.

Em 2008, Ramalho retornou ao Brasil para jogar no Goiás. Em 2010 atuou no Atlético-GO após rescindir seu contrato com o Goiás.

Em 2011, Ramalho ficou fora dos planos do Atlético Goianiense e acertou com o Criciúma.

Em 2016, está atuando no Paulista Futebol Clube de Jundiaí, disputando a serie A2 do Campeonato Paulista foi um dos principais jogadores do elenco.

Atualmente, disputa a Série C do Brasileiro pelo ASA de Arapiraca, sendo um dos destaques da equipe.



Os "intermináveis" problemas do América

Edmo Sinedino,

Ainda tem torcedor para ficar pitaqueando e criticando, até mesmo faltando com o respeito. Querendo que o treinador faça milagre.

É difícil quando está assim.

Rafael, goleiro que veio do Globo, sob indicação do técnico Moroni, no RN disputou duas temporadas.

Nunca havia se machucado. Na primeira semana de América, torceu o joelho.

Vai ficar quase um mês fora. O torcedor não quer saber.

Lúcio Curió entrou. Nem pegou na bola direito. Recebeu um presente, um gol de mão beijada de Thiago Potiguar. Marcou um gol.

O cego da arquibancada, influenciado pelo outro da imprensa, quer ele como titular.

Diego Silva, o caso mais emblemático. Chegou na fase ruim, fez dois jogos, nos últimos mostrou ser o jogador que poderia acertar o sistema de meio-campo.

Machucou.

Raul, uma das raras contratações acertadas. Bom jogador, habilidoso, taticamente importante, não vai mais jogar.

E ainda tem quem, se o América não conseguir seu objetivo maior, certamente, vai colocar a culpa no treinador.

Diego Silva e Gleidson fora. Francisco Diá volta a ter que improvisar Richardson do lado esquerdo.

É duro.

O jogo é em Arapiraca, contra o ASA. Ainda bem que o time da casa também tem desfalques.

Veja abaixo:

O técnico Francisco Diá relacionou 19 atletas para o confronto de domingo (21), às 19h, contra o ASA-AL, no estádio Coaracy da Mata, em Arapiraca-AL, em partida válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Lesionados, o lateral esquerdo Gleidson e o volante Diego Silva estão fora do jogo.

Confira:

Goleiros: Ricardo e Ewerton;
Zagueiros: Cléber, Maracás, Richardson e Lucas Bahia;
Laterais: Everton e Danilo Baia;
Volantes: Memo, Pablo Oliveira e Felipe Macena;
Meias: Alex Henrique e Ítalo Melo;
Atacantes: Thiago Potiguar, Reis, Luiz Eduardo, Romarinho, Caaporã e Lúcio Curió.



Escolinha do América

Edmo Sinedino,

escola1_09Uma dica. Uma escolinha recomendável, com profissionais competentes.

Que tal colocar seu filho em uma escolinha de futebol OFICIAL com acompanhamento psicológico, nutricional e físico?

Serviço:


Escolinha OFICIAL do América FC - Pólo Natal (RN)
- Terças-feira das 15h às 16h (11 a 14 anos) e das 16h às 17h (06 a 10 anos)
- Sábados das 8h às 9h (06 a 10 anos) e das 9h às 10h (11 a 14 anos)
-Local: Arena Moura (Avenida das Alagoas, L 10, Bairro Neópolis, Conj. Monte Belo, por trás do posto de Gasolina Monte Belo)
- Contato: Alexsandra (84) 98838-5060 (Whatsapp) / 99954-1089



Negro, branco, amarelo e vermelho; as cores de nossas medalhas

Edmo Sinedino,

E ainda tem quem alimente esse sentimento repulsivo, bolsonarista de discriminação racial.

O Brasil deve suas medalhas, todas, a essa miscigenação. Negros, brancos, amarelos e vermelhos fazendo a alegria de toda a nação.

Os negros Rafaela Silva e Robson Conceição, o amarelo Felipe Wu, os brancos Zanetti, Diego, Martine e Kahena e o índio, o vermelho Izaquias Queiroz

Sensacional!

Os eleitores do Jair Bolsonaro devem ficar arrepiados com cada novo pódio.

E ainda mais quando se constata que a Olimpíada do Brasil é a mais gay de toda a história dos Jogos.

Chega de hipocrisia!

Parabéns a todos, e viva a liberdade de escolhas em todos os sentidos.



A falta de dinheiro é o adversário mais dificil de ABC e América

Edmo Sinedino,

O adversário mais difícil de ABC e América nessa Série C do Brasileiro não é nenhum dos oito concorrentes à vaga para a próxima fase.

O grande problema a ser resolvido é mesmo o das finanças.

A situação está calamitosa. De todos os lados, dos dois lados, nos chegam notícias de salários atrasados e insatisfação.

Jogador que não está machucado, mas sim chateado porque a direção não honra os compromissos, e nem mesmo deposita o FGTS.

Ninguém assume atrasos, mas todos falam a mesma língua quando se trata de finanças.

Ambos enfrentaram problemas de contratações, que se juntaram a erros cometidos, numa soma de prejuízo incalculável.

Nessa reta final, o receio de que possíveis atrasos possam refletir no rendimento é claro que existe.

Por isso, cada vez mais, é preciso que os torcedores, dos dois clubes, compreendam e compareçam aos estádios.

A boa renda pode até não resolver todos os problemas, mas ameniza um bocado


Gustavo, liberado pelo TJD, fica à disposição do treinador

Edmo Sinedino,

O zagueiro Gustavo, que estava suspenso preventivamente por ter dado positivo exame antidoping está livre.

Veja abaixo:

O zagueiro Gustavo fica à disposição do técnico Francisco Diá.

Em despacho assinado pelo auditor do TJD/RN, Adriano Rufino de Sousa da Silva, o atleta teve sua liberação concedida após o cumprimento da punição preventiva.

No documento, ainda, o Tribunal pediu a contraprova ficando assim, Gustavo apto para atuar pelo Mecão até que o segundo resultado seja publicado.

Fonte: Assessoria de Imprensa do América


Diá reforça pegada e melhora chegada na frente

Edmo Sinedino,

O professor Francisco Diá vai escalar Macena no meio-campo para a partida contra o ASA, domingo.

Todo mundo imagina logo uma formação mais fechada. Eu discordo que seja somente essa a questão.

Na verdade, o Alex Henrique, que era uma aposta do próprio Francisco Diá, na verdade, não vem correspondendo.

Diego Silva sim. Por isso, Macena se segura mais para marcar, ajuda , desarmar na frente da defesa e o Diego, bom de passe, de condução, será, vamos dizer, um segundo homem de armação.

Acho que o América melhora na pegada e na chegada na frente.

Por isso discordo de quem diga que é uma opção mais defensiva.

Rômulo, que treinou normalmente (gostaria de saber, de verdade, qual a contusão do centroavante) surge como opção.

Acho, no entanto, que um treino só não credencia um jogador a ser titular.

O time rubro deve ser Ricardo, Danilo Báia, Cléber, Maracás e Gleidson; Macena,. Memo, Diego Silva e Thiago Potiguar; Romarinho e Luiz Eduardo.

Artur Henrique cumpre suspensão.

O  goleiro titular, como havia dito o treinador Francisco Diá, será mesmo o Ricardo, recém-contratado.



Jones Carioca deve ser o "substituto" de Erivélton

Edmo Sinedino,

Fábio Gama ou Echeverría? Na verdade, acho eu, o substituto de Erivélton vai ser mesmo o Jones Carioca.

A partida é de seis pontos, diante do Fortaleza, neste sábado, às 17h30, e Erivélton cumpre suspensão.

A função do melhor jogador do ABC será desempenhada pelo segundo melhor.

Jones vai trabalhar pelo meio, triangulando pelo lado direito com o Filipi Souza.

É o que penso.

Só espero que a função do Jones seja bem defendida e, nesse caso, para recompor, ajudar na marcação, até, creio que seria o Echeverría.



Bandidos travestidos têm encontro marcado

Edmo Sinedino,

Toda atenção da Polícia Militar para o jogo ABC x Fortaleza, sábado, no Frasqueirão.

Aliás, essa torcida organizada do Fortaleza já deveria ter sido proibida de atuar, dentro e fora do Ceará.

Certamente, os bandidos travestidos de torcedores do tricolor vão se juntar aos travestidos de América para a costumeira baderna.

Confrontos esperados, nunca evitados. Dessa vez, a gente espera que a Polícia possa agir antes.

Não tenho dúvidas, o certo seria mandá-los de volta, antes mesmo de entrar em Natal.

Segurança preventiva.


Os três patetas globais

Edmo Sinedino,

patetas1_09Apesar de incontestável, ainda, campeão de audiência, Galvão Bueno e sua trupe são, de longe, as pessoas mais zoadas nas redes sociais.

Ronaldo Nazário, que nem parece ter jogado futebol, e Casagrande, além do ex-árbitro Arnaldo César Coelho em todos os jogos são “destaque”.

Na partida entre Brasil 6 x Honduras uma montagem viralizou, praticamente, nas redes sociais.

Galvão, Ronaldo e Casagrande transformados nos “Três Patetas”, série cômica de maior sucesso da televisão mundial, acho, em todos os tempos.

Galvão personificado de Moe, Casagrande de Larry e Ronaldo Nazário de Curly, não tem como não achar genial e oportuna.

As transmissões da Globo, ultimamente, chefiadas pelo Galvão, chega mesmo bem perto dos seriados pastelões.



Cuidado, meninos, com o oba-oba da imprensa!

Edmo Sinedino,

brasil1_092Sem oba-oba, sem essa história boba de vingança ou coisas do gênero que não acrescentam em nada. Vamos à final e jogar para vencer.

Será que a imprensa vai deixar?

Será que a turma do Galvão Bueno e Cia vão saber se comportar para não criar ilusões falsas.

Uma decisão nunca se ganha de véspera, ainda mais quando se trata de adversário de tradição como a Alemanha.

Sim, tudo bem, o Brasil venceu, de goleada, mas enfrentou Honduras. Vejam o tamanho da diferença

A Alemanha, como sempre, e agora mais ainda, tem mostrado um futebol compacto, forte, competitivo e com o acréscimo da criatividade.

Ainda temos alguns senões na seleção, temos sim. Nosso goleiro não passa confiança, juro, preferia o garoto Willian.

Zeca, na ala direita, passa pouco, se torna opção em raríssimas oportunidades. O volante Wallace erra muitos passes e, a exemplo de Fernandinho e Luiz Gustavo, da principal, adora jogar para os lados e para trás.

Gabigol ainda não fez uma partida convincente. Ele, ao lado de Luan, que está jogando muito, precisam brigar mais para recuperar a bola.

Atacante não é mais sinônimo só de atacar, tem que aprender a marcar e defender também.

Esses defeitos precisam ser observados e não ignorados, como normalmente acontece quando se vence de goleada.

Sábado será outro jogo, completamente diferente. Espero, torço estar enganado e que o Brasil vença, também, com facilidade.

Cuidados, meninos, com esse povo da imprensa!

luan1_09


Faltou poder de fogo à seleção feminina

Edmo Sinedino,

triste1_09Faltou poder de fogo. Ataque. Faltou Marta. Jogou muito abaixo, e, infelizmente, faz tempo isso.

O Brasil controlou o jogo, chegava bem até a intermediária, mas as conclusões, situações e chances de gol, poucas.

A Suécia, assim como fez contra o EUA, jogou por uma bola, na pior das hipóteses para ir para os pênaltis.

E deu certo.

Vai ser assim, de novo, contra a Alemanha na final, não sei se terão forças para segurar a terceira partida seguida jogando só na defesa.

E o Brasil? Achei o treinador Vadão apático, cara de choro, sempre, sem vibração, sem olho no olho, sem participar na beira do gramado.

Vamos ao bronze.

De qualquer forma, vale sim a conquista.



Echeverría o substituto, mas Jones fazendo a função de Erivélton

Edmo Sinedino,

eriva1_09Echeverría deve ser o substituto de Erivélton, suspenso, (foto), na partida contra o Fortaleza.

A questão que levanto é sobre quem poderia desempenhar melhor esse papel.

Não sei se o paraguaio está talhado para fazer a função. Acredito que não. E até acho que o Jones vai atuar com mais liberdade.

O artilheiro do ABC, provavelmente, deve ser instruído e liberado para atuar também pelo lado direito.

Vindo, talvez, também por dentro.

A Jones, nesse jogo, o papel de Erivélton que tem sido o jogador mais criativo e decisivo do ABC.

Echeverría, pelo lado esquerdo, deve receber a incumbência de voltar fechando espaço, justamente para desgastar menos o Jones.

Geninho ainda enfrenta problemas de contusão na defesa e tem o retorno de Alex Ruan.



Ricardo chega para jogar, sim

Edmo Sinedino,

ricardo1_09Polêmica solta. O povo gosta de polemizar sem necessidade. Gente, vamos torcer para que esse rapaz esteja bem e possa ser aproveitado.

Ricardo Ernesto Ahlf é o nome do goleiro contratado e contestado, já.

Um goleiro rodado, experiente, e que deve ter sido referendado por alguém.

Tem que correr o risco mesmo. Não dá para continuar sacudindo um garoto nesse fogo de reta final.

Claro, claro que os treinadores têm que observar, ouvir as análises, também, dos preparadores, além, claro, da observação do treinador Francisco Diá.

Outro fator importante: a definição do próprio goleiro. Sentir, ou não, firmeza da parte dele sobre começar jogando.

Deve ser assim.

Pouco depois consegui falar com o treinador Francisco Diá, e ele confirmou que o Ricardo vai jogar.

O novo arqueiro veio por indicação de Moura, gerente de futebol.



Thiago Braz da Silva é ouro para o Brasil no salto com vara

Edmo Sinedino,

thiago1_09Estava no meu canto, na redação, escrevendo, falando de Alecrim, América, ABC, ouvi gritos...

Pensei ser por conta do voleibol masculino, fazendo partida decisiva contra a França.

Fui correndo ver do que se tratava. A tela mostrava prova de salto em altura, masculino.

Como?

Nem tava sabendo dessa disputa.

Nem vi uma linha sequer sobre a possibilidade de medalha nessa prova.

Os especialistas não sabiam do potencial desse menino? Não acompanharam seus treinos, sua evolução, enfim...?

Que imprensa especializada é essa que de nada sabe?

Deixa tudo pra lá, vamos comemorar.

Sensacional!

Maravilhoso!

Eu estava sentindo falta de uma surpresa boa.

Ela veio.

Thiago Braz da Silva é medalha de ouro no salto com vara.

Ele ultrapassou a marca de 6,03, novo recorde olímpico.

Um menino de 22 anos. Agora, claro, todo mundo vai adotá-lo, a Rede Globo vai transformá-lo em seu pupilo para impulsionar a audiência.

Independente de Globo, nem deveria ter falado, medalha de ouro para o Brasil.

A segunda nesta Olimpíada.

Saiba mais sobre Thiago Braz:

Aqui



Osvaldo Trigueiro fala do 101 anos do Verdão no "Prorrogação"

Edmo Sinedino,

alecrim_09Nesta segunda-feira que está terminando, dia 15,  aniversário do Alecrim Futebol Clube. 101 anos de história.

O nosso convidado especial no programa Prorrogação, da tevê Assembleia, não poderia deixar de ser do Verdão.

O presidente Osvaldo Trigueiro, alecrinense dos momentos ruins e bons, muito mais presente agora, falou do dia especial.

Destacou a chance da conquista do título do segundo turno pela meninada do Sub-19, mas sempre com respeito ao adversário.

E da possibilidade, sonho, de disputa da Copinha, em São Paulo.

Nominou, agradecido,  os alecrinenses que ajudam continuadamente o clube, citando Valério, Washington, entre outros, e traçou planos para o futuro.

No presente, ainda na noite da segunda, a Missa de Ação de Graças, na sede da Avenida 7, o bolo, e a preparação da festa maior que vai acontecer domingo que vem, no Clube da Telern.

Osvaldo ainda falou de um assunto sumamente importante: a negociação, indevida, na época, da sede da Alexandrino de Alencar, doada, e que não podia ser vendida como foi.

O imbróglio será decidido pela Justiça. A sede foi doada pelo governador Walfredo Gurgel, depois vendida para que fosse adquirida a sede campestre da estrada de Macaíba.

Sobre a antiga sede campestre, loteada,  Osvaldo tomou conhecimento de dívidas de IPTU, o que deixa a certeza de que novos donos não quitaram seus lotes ou não fizeram a transferência.

Se não foram quitados, o clube ainda é o detentor desses lotes, por direito. É outra possibilidade de briga na Justiça para que o Alecrim possa retomar patrimônio.

Um advogado cuida dos casos.



As forças armadas na formação dos jovens atletas

Edmo Sinedino,

Nada contra as forças armadas colocarem atletas de ponta em suas fileiras, e garantirem segurança e qualidade no treinamento.

Só que, concordo com o Zanetti e seu treinador, um trabalho de base, iniciado com crianças, poderia sim ser desenvolvido pelos militares.

Em todos os estados do Brasil, creio, as forças armadas dispõem sim de condições – equipamentos, treinadores, material – para fazer esse trabalho.

E seria, além de formar o atleta, um belíssimo trabalho social, tirando os jovens das ruas, oferecendo boa alimentação e uma educação suplementar.

Uma ótima alternativa para o crescimento do esporte. Uma integração que faria bem, inclusive, aos comandos.



Não acho que a defesa do ABC falhou; o passe perfeito de Erivélton

Edmo Sinedino,

Não vi o jogo do ABC. Aliás, a tevê que prometeu os jogos da Série C nos dá 'cano' quase toda a semana.

Na verdade, eles gostam mesmo é do futebol internacional.

Mas deixa eu falar de ABC.

Primeiro, acho que a defesa do ABC não falhou tão feio assim no gol do Confiança. Filipi Sousa sim.

Pelo amor de Deus. Num cantinho de área, sem muito espaço, ele ainda deixou o cara cruzar? Não pode!

Na bola alçada, rápida, a defesa subiu bem, acho que foi o Léo, mas a bola resvala na cabeça do jogador do Confiança e sobra livre.

Sempre sobra alguém na confusão.

E o gol do ABC. O lançamento de Erivélton foi alguma coisa bem perto da perfeição. Deixou Jones na cara do gol.

Tudo muito bem feito. A matada de bola, a espera pelo momento certo, e o toque. Um gol bonito, e legal.

Se o passe tivesse sido de Lúcio Flávio...


21-40 de 5764