América Bulls recruta jogadores neste final de semana

Edmo Sinedino,

bulls_09De olho na temporada 2015, o América Bulls abre suas portas para novos atletas. A seletiva será realizada neste domingo (14), às 14h30, no Sesi Clube, em Lagoa Nova.

Para participar do recrutamento não são necessários maiores conhecimentos sobre o esporte. Basta ter disposição e vontade de aprender.

A inscrição custa R$ 20,00 (vinte reais) e os interessados devem preencher o cadastro na internet (http://goo.gl/forms/0jWa6mqI0t).

O América Bulls é o maior time de futebol americano do Rio Grande do Norte. Campeão Nordestino em 2009, conquistou o título potiguar de forma invicta em duas oportunidades.

Foi o quarto colocado da Superliga Nordeste de Futebol Americano deste ano, tendo oito atletas e seu coordenador defensivo convocados para a Seleção da competição.



O volante Edson na Tevê Ponta Negra; muitas revelações

Edmo Sinedino,

edson2_09Cheguei no estacionamento da tevê Ponta Negra uns dez minutos antes das 11h desta quinta-feira.

Parei o carro ao lado de automóvel de cor preta, placa de Touros.

Olhei curioso, porque justo neste dia o entrevistado do programa Arena seria o volante Edson, natural de Touros, ex-ABC, e hoje no Fluminense.

Uma pessoa, homem, sem camisa, descansava a cabeça no encosto de cabeça do banco do motorista.

Reconheci logo, era mesmo Edson. E olha que o programa só começaria 50 minutos depois.

Fui ao seu encontro, fiquei feliz ao ver que o garoto me reconhecia, conversamos rapidamente, e ele me deu novo motivo de alegria ao dizer que sempre acompanhava meu blog.

E me agradeceu pelo apoio.

Muita gente, muito "comentarista" esportivo nunca apostou uma "pataca" furada no sucesso de Edson.

Aliás, esses caras vêem talento num Fábio Bahia, mas um Edson, de Touros, e todos os "Edsons", para eles, passam despercebidos.

Ali estava o "Cavalo" Edson, hoje um nome valorizado do futebol nacional, agindo exatamente da mesma forma de sempre. Humilde, atencioso, e sem afetação.

Edson me acompanhou até a entrada da tevê. E sorri quando ele disse que pensava que a tevê Ponta Negra era em Ponta Negra.

Me confessor também que foi bater lá para as bandas da praia famosa e que depois veio perguntando, perguntando, até acertar e chegar na rua certa.

Na entrada da tevê se encontrou com Erandy Montenegro, ex-treinador, ex-craque, ex-coordenador das bases do alviengro, que o estava esperando, já combinado.

Edson volta com o Erandy para o carro.

Minutos depois, na sala de espera comecei a “entrevista” em off. Sabendo das coisas que a gente não pode publicar.

Perguntei sobre o Fluminense, o ambiente, os principais jogadores. Edson, em confiança, me respondeu com sinceridade, satisfazendo minha curiosidade.

Claro, não posso falar aqui, são coisas de dentro.

Edson me narrou acontecimento de sua vida, alguns que o entristeceram, que o fizeram quase parar de jogar futebol.

Falou, e eu fiquei triste com essa revelação, de um treinador que o tratou muito mal certa vez,  que o escalou de lateral esquerdo, depois lateral direito e no final da partida o responsabilizou diretamente pela derrota.

Uma derrota doída. Pior: esse treinador chegou a ir para cima dele, agredindo-o verbalmente.

Depois desse episódio, chegou a enviar e-mail para o Flávio Anselmo, dirigente, desistindo do futebol. Flávio, pela segunda vez, o fez desistir de desistir.

Contou o caso do empresário que mentiu dizendo ter sido responsável por sua ida para o clube carioca.

“Essa pessoa chegou a dizer que eu não sabia andar e nem correr, e nem jogador era. Agora vem dizer na cara dura que é responsável por minha ida para o Fluminense, brincadeira”, falou indignado.

Narrou direitinho como foi que o ABC perdeu os seus direitos federativos.

O imoral é que depois de um ano inteiro sendo titular, jogando bem, e já despertando o interesse de alguns clubes, a direção do clube, o gerente de futebol e um dirigente só o procuraram para discutir contrato faltando quatro dias para o final da competição daquele ano.

Edson disse, afirmou, admitiu que o seu empresário ganhou dinheiro sim ao negociá-lo com a empresa BMG.

Disse até que o gerente de futebol afirmou para algumas pessoas da imprensa que ele tinha acertado a renovação, mas que isso não havia sido resolvido ainda.

“Chegamos a discutir valores, conversamos, mas não estava nada certo ainda. Ele errou em afirmar isso, inclusive para pessoas de um restaurante. Claro, se depois não desse certo, como não deu, o jogador, no caso, eu, seria o “ruim” da história. É sempre assim”, desabafou.

O volante revelou ainda das calúnias – o mesmo que caluniou Rodriguinho e outros jovens valores – espalhadas contra ele na sua própria cidade por uma pessoa que trabalhou com ele no ABC.

“Incrível, um cara que foi treinador, que viveu dentro do futebol, que dependeu a vida toda de profissionais, espalhar na sua cidade que você estava bebendo, se entregando ao vício. Eu já estava em São Paulo, e ele falando mal. Cheguei a pedir a um amigo meu de Touros que falasse para ele parar com isso”, lamentou.

Edson falou o nome dói sujeito bandido. Mas eu sei que ele prefere que eu não cite aqui no me blog. Todo mundo que jogou futebol, que é de Natal, sabe de quem se trata.

E ele não calunia só jogador, inventa mentiras sobre jornalistas, já o fez; também sobre um dirigente que não o queria no clube, e quem se atravessa no seu caminho.

Na entrevista, ao vivo, no Arena, Edson, agradecido, se lembrou de todos de Touros. Falou do bom momento no Fluminense.

Não esqueceu, e lamentou, os vários bons jogadores, ex-companheiros que não tiveram a sua sorte.

Citou Vlademir, Paulinho, Sorato, Delano, entre outros. Bacana da parte dele.

Destacou a felicidade com os cinco gols que marcou na temporada e da perspectiva do Fluminense adquirir seu passe.

Nesse caso, acho difícil, a empresa BMG, certamente, deve querer negociá-lo com um clube da Europa. Mais seguro e mais rentável.

A presença de Edson na tevê Ponta Negra cativou a todos pela sua humildade e sinceridade.

A gente deseja, de coração, que ele continue crescendo na carreira.


Fernando Henrique deve se empregar de novo; agora no Papão

Edmo Sinedino,

fh1_09Sidney Morais afiança a contratação de Fernando Henrique.

O goleiro, de novo, está empregado.

E certamente deve ser o salário dos mais altos, e vem como reforço para a temporada do Papão em ano de Série B.

FH, ex-América, vocês lembram, foi eleito aqui no blog como a “Murrinha do ano” no Rio Grande do Norte.

Por falar nisso, no contratante, treinador Sidney Morais, talvez, um dos maiores embustes ao lado de Dado Cavalcanti.




Emanoel Juvenal e Maurílio José: ingrato futebol

Edmo Sinedino,

emanoel_09Adoecido com o abandono do JL.

Com o descaso aos funcionários antigos da FNF, verdadeiras páginas de nosso futebol – o maqueiro Maurílio José e o faz tudo Emanoel .

O primeiro foi maqueiro da FNF por mais de 40 anos, e hoje, doente, precisa, de vez em quando, de favores de ex-jogadores e amigos.

Maurílio, quase cego, sequer sai mais de casa.

Emanoel Juvenal (foto, ao fundo a arquibancada de madeira que não mais existe) era tão importante que seu nome chegava a ser confundido.

Não era Emanoel Juvenal, mas sim Manoel do JL, uma referência ao estádio.

Estádio Juvenal Lamartine que ajudou a cuidar também por muito mais de 50 anos.

O que Manoel e Maurílio recebem em troca? Esquecimento. Abandono.

Será que o presidente José Vanildo, algum dia, em uma de suas festas de apresentação do Estadual se lembrou de homenagear um dos dois?

Duvido.

Hoje, no JL, dois rapazes, lutadores, sozinhos, cuidam, sem condições, do estádio JL.

Nem mesmo a nossa tradicional e emblemática arquibancada de madeira tem mais.

O legado do presidente José Vanildo está deixando a desejar.

E fiquei sabendo que ex-funcionários da entidade estão procurando advogado para ingressar com uma ação na Justiça do Trabalho.

Ingrato futebol. Manoel e Maurílio que o digam.

Foto: blog do Mirabor


Reinaldo Silva, um bom jogador, querendo jogar em Natal

Edmo Sinedino,

reinaldo_09Volto a falar no Reinaldo Silva, volante que já defendeu ABC e América.

O jogador está em Natal,  recuperado de contusão, treinando duro e esperando por um nova oportunidade.

A experiência de Reinaldo será, sem dúvida, de grande valia para qualquer clube que o contratar.

Além de bom jogador, o atleta é um profissional dedicado, sem vícios, trabalhador, sempre cumpridor de seus deveres, basta, quem quiser, tomar informação sobre suas passagens em Natal.

Casado com uma natalense, ele estuda propostas, mas gostaria de iniciar essa temporada de 2014 aqui mesmo, perto da família.

Acompanhei a passagem de Reinaldo pelo ABC, América, Bragantino, e referendo sua contratação.

Um volante de marcação muito eficiente, de bom passe, e que chega na frente fazendo gols.

O que é melhor: Reinaldo não é um jogador que pode ser considerado caro. Está dentro dos limites da folha salarial de nossos clubes.



Dívida trabalhista do ABC aumenta algo em torno de R$ 120 mil ao mês

Edmo Sinedino,

bolaneve_09Essa conta, acreditem,ouvi de um conselheiro do ABC.

O clube deve, a essa altura, quase R$ 8 milhões.

E olha, depois das contas que fez para mim, mostrando como funciona a Justiça do Trabalho, a coisa vai pipocar em 2015.

Com a cobrança de juros e correção monetária, essa dívida, todo mês, aumenta algo em torno de 1,5%.

Fazendo a conta simples, chegamos ao acréscimo de R$ 120 mil a cada 30 dias.

Os advogados envolvidos, todos, ganhando as “burras” de dinheiro em cima do clube.

Uma verdadeira e gigantesca bola de neve.



Eduardo Rocha, no Arena, da Tevê Ponta Negra

Edmo Sinedino,

camila3_09Nesta quarta-feira, o entrevistado do Arena, na tevê Ponta Negra, foi Eduardo Serrano da Rocha.

Dirigente experiente, corajoso, trabalhador, Eduardo faz parte do grupo que vai trabalhar pelo América, de novo, em 2015.

O dirigente se mostrou preocupado com a diminuição de receita, e deu a receita: diminuir custos, equilibrar a “balança comercial” do América de acordo com a realidade.

Claro, a contratações serão de menor peso.

Eduardo já adiantou que se reuniu com o presidente José Vanildo para a formação de uma “caravana do pires na mão”.

Vão sim pedir apoio da CBF, mais dinheiro para custeeio da temporada.

O dirigente rubro também se mostrou preocupado com o Estadual, e até sugeriu, coisa que o presidente José Vanildo ainda não fez, criar uma comissão para tentar ajudar os filiados.

Principalmente no quesito reforma do estádio Nogueirão. Ele se mostrou particularmente preocupado com a situação dos mossoroenses.

“Ora, se quando as partidas são realizadas em Mossoró, o público já não é tão grande, e não é só lá que testemunhamos isso, imagine Potiguar e Baraúnas jogando em Assu”, disse.

Com muita razão.

Não sei se é tarde, mas Eduardo Rocha está coberto de razão, e venho cobrando essa posição do presidente da FNF, José Vanildo, desde sempre.

É responsabilidade dele, também, como gestor maior de nosso futebol, esse tipo de preocupação.



Roderlei Pachani, técnico do Palmeira, no Arena da Tevê Ponta Negra

Edmo Sinedino,

camila1_09Na terça-feira, no Arena da Tevê Ponta Negra, entevistamos, eu e Camila Dantas, o treinador do Palmeira de Goianinha, Roderlei Pachani.

Rapaz humilde, me pareceu boa gente.

O paulista trabalhou alguns anos como auxiliar direto do ministro dos esportes, Aldo Rebelo.

Na sua carreira podemos destacar o fato de ter sido o descobridor, vamos dizer assim, do atacante Diego Costa, centroavante da seleção espanhola, brasileiro de nascimento.

Pachani teve bom trabalho no Oeste de Bauru, e através de contato de amigos recebeu convite para esse desafio em Goianinha, e aceitou.

Roderlei pretende trabalhar com dez jogadores que virão na parceria com uma empresa , que se juntarão a alguns valores que se destacarem na Copa São Paulo.

Fazendo observação, Roderlei não descarta contratações improváveis. Numa partida de distritos em Goianinha, ele viu um lateral esquerdo, gostou e o convidou para fazer parte do plantel.

O detalhe é que esse atleta já tem 30 anos.

“Se ele se adequar, poderá nos ser muito útil. O vi jogar, gostei, poucos laterais sabem fazer o que ele vi ele realizar, por isso resolvi contratá-lo”, disse.

Sobre o audacioso projeto, Roderlei admitiu que é uma tarefa difícil, mas quer honrar o convite e vai trabalhar muito para que dê certo.

Eu, como cidadão goianiense, desejo muita sorte.



Rubens Guilherme no Arena da Tevê Ponta Negra

Edmo Sinedino,

camila2_09No Arena da tevê Ponta Negra, de segunda-feira, primeiro dia, minha estreia desse final de ano, tirando as férias do amigo Marcos Lopes.

O presidente Rubens Guilherme Dantas, bem humorado, revitalizado, falou dos planos e das perspectivas, boas.

Rubens sonha em conseguir o acesso e dar esse presente à Frasqueira.

Disse a mim e Camila Dantas, apresentadora, que é essa a meta, além, claro, da recuperação da hegemonia do futebol do RN.

Em 2016, quem sabe, Primeira Divisão, Copa do Nordeste e Copa do Brasil.

A preocupação primeira é contratar um profissional para gerenciar, encampar as contratações para montagem do elenco.

Sobre o plantel atual, Rubens falou que pelo 40% já está de contrato renovado.

Desejamos sorte ao ABC em 2015, ano de seu centenário.



ABC, pelo ranking, está garantido na Copa do Brasil

Edmo Sinedino,

copaB_09Com a sua grande participação na Copa do Brasil, o ABC garantiu sua participação em 2015.

O RN, portanto, vai ter nada menos que quatro representantes.

Alecrim, Globo e América, e o ABC.

O time alvinegro ficou na louvável 23ª posição no ranking da CBF divulgado dois dias atrás.

A CBF garante vaga na Copa do Brasil às três equipes melhores rankiadas que não conseguiram a vaga pelos canais comuns.

O alvinegro potiguar se encontra nesse caso.

Um futebol em que os clubes fazem tanto e recebem tão pouco.

Clubes participantes da Copa do Brasil 2015


Santa Cruz vai montar um time humilde, mas vai disputar o Estadual

Edmo Sinedino,

tomba2_09Falei com o deputado Tomba Farias.

Ele me disse, brincando, que o Santa Cruz “está respirando por aparelhos” e que “busca um aparelho melhor”.

A boa notícia é que o Carcará, time que tem brigado pelo título em algumas temporadas, esse ano vai a campo com um plantel humilde.

“Não vou nunca sair da minha linha, sempre cumpri meus compromissos, nunca um atleta que vestiu a camisa do Santa Cruz ficou sem receber. Não vou contratar para depois encerrar a temporada devendo três meses. Isso não faço”, assegurou.

“Conversei com Joãozinho (dirigente do clube) e algumas pessoas da confiança dele, expus a situação e disse o quanto ele vai dispor para pagar uma folha, o ônibus da viagem, com ar condicionado. Claro, dinheiro que dar para montar um time humilde, e vamos ver. A luta vai ser para permanecer na Primeira Divisão”, encerrou o deputado.

O Santa Cruz, ainda segundo informação do presidente de honra do clube, vai contar com jogadores emprestados das bases de co-irmãos, e atletas da região.

Segunda ou terça-feira, os dirigentes devem voltar a se encontrar e definir a situação.



Não se profissionaliza futebol fazendo clubes desaparecerem

Edmo Sinedino,

nogueirao_09O presidente da FNF, José Vanildo, tem razão quando diz que o futebol traz divisas para o RN.

Claro que sim.

Aí, pergunto eu: porque o dirigente da entidade responsável, e os dirigentes de clubes responsáveis por essas divisas não cobram a contra-partida?

José Vanildo, responsável pela recuperação, parcial, de um futebol que estava no fundo do poço, nada mais faz.

A praça Mossoró não tem estádio.

O governo de Rosalba Ciarlini terminou e nada de reforma, nem mesmo de resolução de um problema menor na Justiça do Trabalho.

O Nogueirão (foto:ficou só na maquete) pode ser leiloado.

Absurdo!

ASSU, campeão estadual de 2009, Vale que é celeiro de craques – Souza, Sinha, Bebeto, Gilson Lopes, Netinho, entre outros - está fora do Estadual.

Estádio Marizão, praça linda, importante, de uma cidade de povo amante do futebol, abandonada.

O Galo do Seridó, gente, nosso primeiro campeão estadual do interior, ainda em dúvida sobre sua participação.

Santa Cruz. Pólo turístico religioso, cidade bem perto de Natal, região de povo também amante do futebol, dificilmente participa.

Pelo menos é o que me contam os amigos da cidade envolvidos com o esporte e sabedores dos problemas.

E isso tudo de ruim que está acontecendo é somente culpa dos clubes?

É só má gerência?

É falta de profissionalismo?

E os parceiros?

E os prefeitos?

E o comércio?

E a indústria?

E onde está a FNF?

Qual o papel de uma federação de futebol?

Afinal, esses filiados é que fazem a grandeza, essa grandeza que José Vanildo propaga, de sua FNF.

Quase todas as federações do Brasil ajudam seus filiados. Trabalham para fortalecê-los. Participa dos pleitos, dos anseios.

Procura saber dos problemas.

Não tenho notícias, infelizmente, nem mesmo da presença de José Vanildo, ultimamente, aos estádios, o que é um despropósito.

A não ser nas grandes solenidades.

Gostaria de ver o presidente de nossa FNF, quarta do Nordeste, 11ª do Brasil, convocando dirigentes, batendo a porta do governador, dos prefeitos, oferecendo parcerias ao comércio , à indústria.

Tentando algo e não só viajando ao Rio ou participando de solenidades de oba-oba a sua gestão.

Não concordo com um presidente que acha que profissionalizar é excluir as equipes.

É tirar o prazer que muitos humildes têm de fazer futebol.

José Vanildo precisa continuar trabalhando para tirar, totalmente, nosso futebol do fundo do poço.

PS: vocês lembram de Nilson Gomes? Ele acabou com o Riachuelo, Atlético, Ferroviário...


A emoção de voltar ao Atheneu, ao ginásio Sylvio Pedrosa

Edmo Sinedino,

gileno1_09Recebi o convite para a reinauguração do Colégio Atheneu e do ginásio Sylvio Pedrosa.

Festa linda.

Não pude, nem tinha como, evitar a emoção a pisar novamente naquele piso onde dei os meus primeiros passos no futebol de salão.

Meus olhos marejaram ao lembrar de Manoel Filgueira, o Pecado, “meu comunista favorito”, e deve ter sido por “culpa” de Pecado que sempre gostei de comunistas.

“Seu Chico”, “Pedro Fom-Fom”, os professores mais queridos, os “odiados”, quase sempre os de matemática, química e física.

Lembrança da querida professor Rosa Maria. Suas aulas inteligentes, incitadoras do português; os professores Cleuf, Bahia, Alba, Geraldo Pinto, Lúcio e tantos outros.

Aulas gaseadas para correr para o Sylvio, como me arrependo...Mentira. Era bom demais!

Meu primeiro técnico de futebol. Artur Ferreira, ele mesmo, a lenda viva Arturzinho do futsal e do América.

Eu era ponta direita do time infantil. Meu irmão Edinaldo (Sinedino), que jogou no América, Atlético e Ferrin (por opção), era lateral esquerdo do juvenil.

Não tinha isso de irmão. Nos treinos, infantil contra juvenil, ele metia o sarrafo para cima.

Meus colegas de time: Naelson, Fredson, Demolidor (Major Antônio Martins), Lécio (Barão), Sérvulo de Deus, Peninha, Valmari, Jorginho (filho de Jorge Tavares), João Maria Caveira, João Maria II, entre outros.

Meu agradecimento ao professor Marcos Farias, meu treinador de handebol (jogava de goleiro), reserva de João Onofre.

Tempos bons de um esporte de quadra super cativante.

Infelizmente, tivemos que optar, na época, por uma só opção, e eu fiquei com Pecado, já era Pecado o treinador, no futebol de campo.

Minha homenagem, justa, necessária, ao professor Geraldo Sá, ex-craque de futsal, também andou pelo campo no Ferrin.

Hoje aposentado, Geraldinho durante toda seu tempo como coordenador de esportes lutou, cobrou, me procurou para que eu, então editor de esportes do Diário de Natal, fizesse matéria cobrando essa reforma.

Denunciando, corajosamente, o descaso com o nosso ginásio.

Meu abraço também ao querido amigo Dinarte Araújo, treinador, formador do time de futebol do Atheneu, além de funcionário.

Sua luta para manter vivo o futebol do Atheneu. Ele também faz parte dessa linda história.

Meu agradecimento à professor Betânia Ramalho pela dura tarefa cumprida. Que bom se ele pudesse continuar...

E tomar que possa. Assim como o professor Gileno Souto, da área, do esporte, que faz belo trabalho na Codesp.

Como ganharíamos terreno se o novo governo que se inicia pudesse manter esses batalhadores que tanto fizeram pela educação e esporte escolar nos últimos anos.

Um dia feliz para quem ama e tem raízes no velho Atheneu de guerra. E ainda tive a felicidade de rever minhas musas queridas.

As lindas Lelé, Dodó, Simone Gameleira, Lourdinha, Soraia Rosa e tantas deusas, craques do handebol, do voleibol e basquete.

Tive que sair mais cedo, certamente perdi a melhor parte.

Mas fica meu registro, e meus parabéns à governadora Rosalba Ciarlini.



UFRN é eleita a terceira melhor universidade do Brasil no esporte

Edmo Sinedino,

trofeu2_09A UFRN recebe o troféu eficiência como a terceira melhor universidade do país no esporte universitário e a primeira entre as instituições publicas.

Esse é um título de muita importância para UFRN e para o Estado uma vez que a universidade disputou com quase 300 instituições entre publicas e privadas, significa um grande trabalho no esporte universitário.

A conquista é importante, principalmente, por se tratar uma universidade pública que oferece apenas um vestibular por ano como maneira de entrar e a concorrência é muito grande.

“A política de esportes adotada na UFRN é um exemplo para outras instituições e certamente sem o apoio da reitora e demais órgão da universidade junto ao trabalho dos técnicos e empenho dos atletas não conseguiríamos esse resultado”, disse a professora Suzet Cabral, diretora do DAD.

Em 2013, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte ficou em 9º lugar geral e 3ª entre as públicas.

Nesta quarta-feira (10), às 16h, a reitora receberá oficialmente o troféu na reitoria pelas mãos dos técnicos, atletas e dirigentes.



Quatro clubes seguem na Copa Nossa Cidade de Futebol Sub-15

Edmo Sinedino,

gols_09A meninada em ação. Uma competição que poderia ser realizada por mais tempo.

Vejam:

A Copa Nossa Cidade de Futebol Sub-15 já está chegando ao fim e no último sábado (6) começaram a ser traçados os confrontos das semifinais.

Quatro times se classificaram à próxima fase do torneio, promovido pela Prefeitura do Natal, através da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (SEL).

Felipe Camarão, Santarém, Santos Reis e Santa Cruz (que briga pelo bicampeonato da competição), seguem na disputa, que terá os confrontos definidos mediante sorteio na sede da SEL, na próxima quarta-feira (10), às 10h.

Confira os resultados dos jogos:

Satélite (1) 1 x 1 (3) Felipe Camarão (campo Dix Sept Rosado)

Provérbio Salomão 0 x 4 Santos Reis (campo Dix Sept Rosado)

IDFH 1 x 2 Santa Cruz (campo Soledade II)

Santarém 2 x 1 Nova Descoberta (campo Soledade II).



Poderes públicos precisam entrar na luta pela melhoria do futebol do RN

Edmo Sinedino,

Ao comentar o ranking da FNF e destacar a posição de nossos clubes principais, ABC e América, o presidente José Vanildo fez uma colocação oportuna.

Ele chamou a atenção de nossos poderes públicos constituídos para que olhem, acreditem e invistam mais no nosso futebol.

Concordo. Mas acho que o presidente José Vanildo, os presidentes de clubes, conselheiros influentes também deveriam engrossar essa força tarefa cobrando essa maior atenção.

Todos juntos.

Abaixo a matéria do ranking

Ranking da Federações Estaduais

A Federação Norte-Riograndense de Futebol obteve uma colocação importante no Ranking Nacional das Federações divulgado pela CBF, ficando na quarta colocação no Nordeste com 14.782 pontos.

A Paulista lidera com 92.821, em segundo vem a carioca com 60.938,mineira em seguida com 44.864, gaúcha com 33.936, paranaense 32.074 pontos, catarinense com 31.398, goiana com 23.175, pernambucana 21.520, baiana 20.031, cearense com 16.500  e FNF com 14.782.

Aqui o Ranking completo

Para o presidente José Vanildo, o fato do futebol do Rio Grande do Norte " é preciso reconhecer o trabalho das diretorias dos filiados ABC, que pelo ranking da CBF é o quinto clube no Norte/Nordeste enquanto o América é o sexto nas duas regiões. A vitória pertence ao futebol do RN, torcida e direção dos clubes filiados. A FNF vai homenagear ABC e América pelas posições no Ranking Nacional de Clubes".

O dirigente observou também a posição da FNF: "Somos a décima primeira do Brasil e a quarta do Brasil, superando Alagoas, Pará, Mato Grosso, Paraíba,  Amazonas, o Distrito Federal, o que é fruto do trabalho de todos os filiados. O Poder Público deveria observar estes números divulgados pela Confederação Brasileira de Futebol e olhar com mais atenção para o nosso futebol, que mais uma vez consegue uma posição que considero como de destaque no cenário nacional. Ainda temos um longo caminho e nossa meta é crescer cada vez mais, apesar das dificuldades".



ABC é o melhor potiguar colocado no ranking da CBF

Edmo Sinedino,

A CBF divulgou o Ranking Nacional dos Clubes de 2015, e o ABC FC é o clube potiguar melhor colocado na 23ª posição com 6.516 pontos. O América vem na 28ª posição com5.42 pontos.

74 ) Baraúnas 912 pontos

96) Potiguar Mossoró 505

121) Santa Cruz 366

133) Globo 325

161) Alecrim 216

202) Corintians 100

222) ASSU e Potyguar de Currais Novos com 50 pontos cada.

Clique aqui e confira o Ranking



Rubens Guilherme sonha em levar o ABC à elite no ano do centenário

Edmo Sinedino,

rubens1_09O presidente do ABC, Rubens Guilherme Dantas, de volta ao batente, animado, confiante e fazendo planos.

O sonho do dirigente é levar o ABC, no ano do centenário, à elite do futebol brasileiro.

Não vejo utopia nisso.

Basta analisarmos os planteis, o futebol apresentado por Joinville, Ponte Preta, Vasco, principalmente, e Avaí.

Não tem bicho.

Vendo o Vasco, acreditem, dá até para sonhar em título.

E Rubens abriu um grande sorriso ao ouvir a palavra bicampeão brasileiro.

Quando assumiu, o dirigente pegou a equipe na Série C e foi campeão brasileiro.

Claro, é preciso cuidado na hora da formação do elenco.

Sobre gerente de futebol, apesar do nome de Rodrigo Pestana ser dado como certo, o presidente disse que outros dois nomes estão conversando.



América Mineiro utilizar jogador irregular e ainda quer vaga na elite

Edmo Sinedino,

O América Mineira quer ganhar a vaga no Tapetão.

Uma vergonha!

Na verdade, o Coelho deveria ter perdido 21 e não seis pontos. O “julgamento” primeiro era o real, segundo o CBDJ.

O atleta Eduardo foi utilizado várias vezes e não só na partida contra o ABC.

Diante da equipe de Natal ele entrou em campo, nas nas outras estava inscrito na súmula, o que, para mim, é a mesma coisa.

A não ser que o regulamento tenha se modificado.

E agora, cara de pau, e não duvido nada, o time quer o acesso.



Árbitro Flávio Roberto é ameaçado em Felipe Camarão

Edmo Sinedino,

flavio_09O fato registrado em Felipe Camarão merece atenção especial dos responsáveis, do Comando da PM, e do Ministério Público.

O árbitro Flávio Roberto Sales ( na foto ao centro) foi ameaçado pelo dirigente do Santos, equipe do bairro, Nelson Olímpio dos Santos.

Flávio disse que foi ofendido e até ameaçado por arma de fogo. Um absurdo!

Os assistentes do árbitro, também policiais, reagiram à ameaça e o agressor recuou e desistiu.

Uma pena que um fato como esse venha atrapalhar o bom andamento das disputas do futebol em Felipe Camarão.

Vamos esperar a atitude da PM.


21-40 de 3289