Falta motivação para falar e escrever sobre a seleção brasileira

Edmo Sinedino,

20190614235948_424Não sei vocês notaram, mas eu nem me posicionei aqui no blog sobre o jogo Brasil 3 x 0 Bolívia. Confesso, não me motivei a escrever sobre tantas bobagens que a gente escuta e vê. A seleção de Tite, seja campeã, invicta, marcando muitos gols, não levo fé. Será que esse time me fará mudar de opinião? Duvido.

O cara que Tite escolheu como capitão, o Dani Alves, para mim é um ex-jogador em atividade, e um daqueles casos raros de "cegueira total", pois nunca vi qualidade nele para merecer tantos elogios.

Aliás, Daniel Alves, Beletti, Maicon, mais recentemente, fazem parte de jogadores que, fico me perguntando: como esses caras conseguiram enganar tanta gente e jogar em times tão grandiosos. O Daniel Alves é daqueles que "estragam" a bola contra os times fracos, mas sempre entregam, amarelam, somem, contra os melhores.

Hoje, no time do Brasil, tem um monte assim: Coutinho, Firmino, William, Fernandinho e os mais novos que vão se incorporando. Falaram tanto desse Neres, do Ajax, infelizmente, é mais um desse time dos "amarelos" e eolha que ele nem contra a Bolívia jogou.

A seleção de Tite e seu filho. O que fazer. Orar. Vai que dá certo. O Brasil talvez seja a única seleção top do mundo que não promove renovação de verdade.

Por fim, uma declaração estranha do Daniel Alves: as seleções cresceram, nós estacionamos.  Mas, e aí: o que isso quer dizer? Nossa seleção é formada somente por jogadores da Europa rica. Então, onde está o erro?

Resumindo: o Brasil deve passar sufoco contra quase todos os adversários que enfrentar, até mesmo os dessa primeira fase que todo mundo diz ser muito fácil.



CBF promove um futebol para a elite e preços da Copa América são ultrajantes

Edmo Sinedino,

Não existe uma entidade que mais trabalhe para tirar o prazer do povo pobre brasileiro que essa madrasta CBF. Suas missões claras: acabar com o futebol  nos locais mais pobres, Norte e Nordeste mais precisamente. 

O interesse é que a Séries A e B sejam tomadas pelas regiões Sudeste, Sul e Centro Oeste, deixando para a parte de cima de nosso mapa um restinho de Série C e a Série D. Evidente, com as exceções de poderosos da Bahia, Pernambucno e agora o Ceará.

Como fica claro também a cruzada, absurda, contra os menos remediados, afastando-os dos estádios, tirando de quem mais gosta, o direito de ver o esporte mais popular do país. os grandes espetáculos de futebol em nosso Brasil são estádios lotados por uma elite branca que nem gosta tanto assim.

Essa campanha começou com o fim das chamadas gerais, onde o torcedor pagava ingresso mais barato e via o jogo em pé, nada contra, bem mais perto de seus ídolos. Depois, televisão, conchavos, patrocinadores, arenas de Copa de Mundo, FIFA, CBF e interesses escusos fizeram o resto.

Essa Copa América no Brasil, da qual ficou de fora a nossa arena que os caras dizem ser a melhor do Brasil, e a de Pernambuco e Manaus, são provas desse pouco caso da CBF. Por último, o preço absurdo dos ingresssos.

Ver matéria abaixo do blog do Paulo Cobos, da ESPN

Mais caro até que na Eurocopa da rica França: Copa América trata torcedor brasileiro como um idiota e vê estádios vazios

Responda rápido: que ingresso pode ser mais caro, para um Itália x Espanha pelas oitavas de final da Eurocopa, no Stade de France, em Paris, ou para um Paraguai x Catar pela primeira fase da Copa América, no Maracanã, no Rio?

Se você cravou com certeza o duelo entre as duas potências europeias pela mais importante competição continental do futebol, errou!

Em uma região muito mais pobre do que a rica França, palco da Eurocopa de 2016, a Conmebol trata o torcedor como um idiota, cobrando uma pequena fortuna por um ingresso para a Copa América no Brasil e colhendo, como resultado, milhares de lugares vazios nos estádios, seja nos jogos da seleção brasileira ou em outros, como Venezuela 0 x 0 Peru, no sábado, que teve apenas 24% de ocupação em relação à capacidade geral da Arena do Grêmio, palco do 'confronto fantasma'. 

Na Eurocopa da França, os ingressos mais baratos para os jogos da primeira fase e também das oitavas de final custavam 25 euros, o equivalente a R$ 110 pelo câmbio atual. Na Copa América, a entrada da categoria 4, a mais barata disponível em todos os estádios, custa R$ 120 na primeira fase (nas arenas de Corinthians e Grêmio, existe um setor sem assentos que custa R$ 60).

Nos setores mais caros, a Eurocopa francesa, quase sempre com estádios lotados, tinha ingressos mais caros do que na Copa América. Mas aí entra um outro fator que mostra o desprezo ao bom senso da Conmebol.

Na França, o salário mínimo é hoje de 1.521 euros (pouco menos de R$ 6,7 mil) Assim, o ingresso mais caro da Eurocopa, o de categoria 1 da grande final, que custava 895 euros, equivalia a 58% do mínimo que um trabalhador do país ganha.

No Brasil, o salário mínimo é de R$ 998. Um ingresso para a final da Copa América no setor mais caro do Maracanã custa R$ 890, ou quase 90% do salário mínimo. Dá para comprar o tíquete e sobram R$ 108. Com o preço da bebida e da comida nos estádios, não vai dar para se esbaldar.



Cuéllar e De Arrascaeta, tratados como astros no Brasil, simples reservas em suas seleções

Edmo Sinedino,

cuellar34_09Meus queridos amigos flamenguistas, me expliquem aí, estou assim, ainda, surpreso. O cracaço Cuéllar é reserva da Colômbia? Continua reserva? Como é que pode um jogador  tão endeusado, festejado, e que é cobiçado por grandes clubes da Europa ser reserva dessa seleção apenas regular?

E ainda teve aquele lance da repórter da Globo, casada com o agente-empresário dele, né? Ficou muito feio e, certamente, repercutiu muito mal para, se existia, os interessados em seu concurso.

Cuéllar é apenas um bom jogador. Muito menos efetivo e útil que o brasileiro Arão, nunca tive nenhuma dúvida sobre isso. Já analisei friamente na ponta do lápis, além de acompanhar quase todos os melhores momentos de jogos do Flamengo e ele não aparece defendendo ou atacando.

Outro exemplo também vem do Flamengo. O uruguaio De Arrascaeta, assim como Cuéllar reverenciado pela mídia. A imprensa quase o empurrou para a titularidade no rubro-negro e, até agora, não vi grande coisa. É outro que, na seleção do seu país, quase não é notado. O Tabárez efetuou três mudanças, mas ele continuou no banco.

Por essas e outras que jogadores como Maxi Biacucchi, Cáceres, Guiñazu (encerrou a carreira recentemente, aos 40, e ainda enganando), Acosta, Trauco, Berrio, kazin, Canteros, Borja, e tantos outros continuam enganando dirigentes idiotas e treinadores acomodados, levados pelo completo desconhecimento de jornalistas.

Ano passado foram quase 50 atuando no futebol Brasileiro, imagine quantos realmente mereciam jogar e a quantidade de dinheiro gasto na aquisição e manutenção desses atletas. É raro um clube no Brasil pelo qual já não tenha passado alguns destes produtos de marketing.

Nunca vi tantos absurdos e uma verdadeira cruzada em busca de estrangeiros, o que para mim, com raras exceções, nunca vale à pena, pois além de custarem muito caro ainda tiram espaço dos jovens valores que poderiam ser aproveitados.

Até os clubes mais pobres do Nordeste, citando o exemplo do ABC que, recentemente tinha o paraguaio Echeverria no time, e esse ano contratou dois - Boris Sagredo e Pepe Alvarez - e ambos foram absolutas decepções.



A goleada do Uruguai sobre o Equador

Edmo Sinedino,

Eu na minha missão de combates às manchetes analiso Uruguai 4 x 0 Equador. Mas foi uma goleada doída para os equatorianos. Ao saber do resultado me perguntei: o que aconteceu com os equatorianos, pois não acho que o time de Cavani e Suarez tenha bola para tanto. Entendi ao ver a partida. Um gol logo aos 5 minutos, a expulsão pouco depois e desestabilização.

Os três gols marcados no primeiro e apenas um, contra, bizarro, no segundo, anotada por Mina. Não foi um jogo comum entre os dois, um daqueles que nada deu certo e o outro tirou proveito. O time do Uruguai não é tão superior assim.

Paraguai 2 x 2 Catar

E o Paraguai. Abriu 2 a 0 sobre o Catar, parecia que teria uma vitória maiúscula, sem problemas, mas, tal qual a maioria das equipes de futebol do mundo retrocedeu, apostou mais na defesa que no ataque. Tomou dois gols de castigo.

Peru 0 x 0 Venezuela

Me surpreendeu positivivamente o Peru. Vi jovens jogadores habilidosos, velozes e até arriscaria dizer que se o treinador tivesse coragem para sacar Cuevas e Guerrero a equipe ficaria bem melhor. Para mim, faz tempo, dois entraves. Sobre a seleção vinho tinto diria que esperava mais, pois o futebol naquele país evoluiu bastante nos últimos anos.



Não fosse a expulsão, e com as mudanças feitas, o ABC poderia ter conseguido melhor resultado

Edmo Sinedino,

Somente hoje tive tempo de analisar, vendo o jogo do ABC com o Sampaio Corrêa, o desempenho do time sob o comando de Roberto Fernandes. Diria que a insegurança e a falta de qualidade de alguns jogadores acabou provocando o gol da vitória do time da casa e outros lances de perigo no primeiro tempo.

Também ficou claro que, durante ainda a primeira etapa, e mais notadamente no segundo tempo, o ABC melhorou. A entrada de Anderson no lugar de Valdemir (ainda acho que deveria ter sido logo na vaga de Pedra) deram sim bem mais qualidade e ofensividade aos potiguares.

Arrisco dizer até que, não fosse a expulsão (nem sei se justa) do Anderson Rosa, a partir de um entendimento muito mais visível entre meio-campo e ataque, o ABC poderia, na pior das hipóteses ter arrancado um empate em São Luís.



O filho de Tite na seleção

Edmo Sinedino,

matheus2_09Tite assina manifesto contra a CBF, reforço de um movimento que, referendado pela presidenta Dilma Roussef, poderia desencadear uma devassa na entidade mais corrupta do futebol da América Latina, rivalizando com a AFA dos tempos de Júlio Grondona

Seis meses depois, ele aceita o convite para ser treinador da seleção, e afirma que a melhor maneira de ajudar o futebol do Brasil era resgatar o seu poderio em campo. Contra a corrupção nada mais se falou.

Tite continua sendo, creio, o treinador mais indicado para o cargo, mesmo com os tantos erros cometidos, e a certeza, pelo menos na minha opinião, que as convocações continuam a ser feitas à revelia da comissão.

O outro deslize, grave, depõe contra o nosso treinador. O seu filho, Matheus Bachi, auxiliar na seleção depois que a CBF, a mesma velha entidade cheia de nódoas, teve que modificar um de seus códigos para que o menino fosse admitido.

O treinador quase nunca foi questionado, o profissional de apenas 30 anos está na seleção desde 2016, chegou com o pai e, recentemente, foi elevado à condição de auxiliar técnico com a saída de Silvinho.

Definitivamente, Tite, você perdeu minha confiança, dentro e também fora de campo. E ainda teve o caso Neymar para complicar ainda mais a situação. Títulos da Copa América e Copa do Mundo podem redimi-lo, mas não para mim.

*Foto: site da CBF


Amor de Cemitério

Edmo Sinedino,

amorcemi_09Não sei bem porquê, mas olho para meu amigo velho, cansado, romântico, confiante, amoroso e gastador e lembro da música "Sozinha", do mestre Lupa. Ele conheceu seu amor não foi num rancho velho ou barraco, foi não, tudo aconteceu num Dia de Finados, no Cemitério do Alecrim e resolvi escrever esse texto domingueiro em sua homenagem.

Foi assim. Ele, acompanhado de sua trupe - tia e primos - fazia a visita de todos os anos aos entes queridos que já se foram na data sagrada. A morena, faceira, limpava algumas covas para ganhar uns trocados, o que não deixa de ser um bom sinal. Ele foi passando, parou, olhou, se engraçou e a cumprimentou. Todos pararam e testemunharam a paquera vamos dizer assim. E tudo começou.

A tia, notando o sorriso falho da criatura sugeriu que ela fosse no destista. "Você é uma moça bonita, se botar os dentes...". Ela pegou na palavra: "a senhora paga?" Foi aí que entrou na jogada o nosso Don Juan da Santa Cruz da Bica, praça da Cidade Alta (abandonada), onde o nosso príncipe levava suas conquistas, as queridas empregadas domésticas das imediações, isso uns quarenta anos atrás. "Eu pago", disse afoito. E foi assim. 

Os encontros se sucederam, o amor floresceu. O sorriso da "francesa de pele cor de ébano" está perfeito hoje, e os dois são vistos sempre juntos, vivendo uma linda história de amor. É bem verdade que ela aparece mais no Ap de nosso herói lá depois do dia 15, a data do pagamento depois que a governadora Fátima assumiu. Isso não quer dizer nada, mas os fofoqueiros da rua, vocês sabem como são...

Nos atrasos do governo passado, sem salário no dia certo, sem décimo, um sofrimento, lá se foi quase toda a "poupancilha" de meu amigo velho 'gastoso'. Sim, porque não se vive só de dentista. A madame precisou de um celular, e ele, consciente, atencioso, não ia dar de presente qualquer porcaria para seu "amor". Só que,  o primeiro celular, fiquei sabendo, era "pebinha" demais, nossa amante atriz reclamou e depois, estranhamente, a "bombinha" se quebrou. Dessa vez, ela bateu o pé e o atencioso amado teve que comprar um celular de última geração, até para ela poder mandar, com mais nitidez, mensagens de amor e fotografias sensuais, quando não pudesse aparecer para atender, ao vivo, os anseios eróticos de nosso assanhando velhinho.

Na casa da nossa francesa já chegou geladeira, tevê de plasma, um quarda-roupa, claro, com roupas, pois a pobrezita nem tinha onde guardar seus trapos de chita, que agora são  vestidos, shorts, blusas, se não de cetim como a musa de Lupicínio, mas de 'marca'. Ela exige que as roupas sejam das melhores para fazer inveja às amigas. 

Teve até reforma na casa, é, teve sim. Claro, ele tinha que conquistar os sogros, pai e mãe, e nada melhor do que levantar a parede da entrada, alargar a sala, pintar as paredes com tinta de qualidade, aumentar a cozinha e o quarto de seu "chocolatezinho". 

E não ficou só nisso, não, ora, uma cozinha nova para a sogrona tinha que estrear com fogão também zero bala. E ele comprou logo um Brastemp para delírio da veinha que constumava, muitas vezes, na falta do gás, caro nesta era bolsonariada pós golpe, cozinhar na fogão de lenha no quintal. "Foi Deus que botou esse meu genro no caminho da minha filha", diz ela com os olhos marejados.

Todos os sábados, faça chuva ou faça sol, é dia de sair às compras no comércio da Cidade Alta. Ele se chateia quando o pessoal sai espalhando que a francesa passou carregada de pacotes. "Um bando de infelizes, todos têm inveja de meu romance, de minha felicidade", afirma com os olhos brilhando. Sim, uma particularidade que gera muito conversê. Ela, a amada amante, só sai de dia.  De noite, já sabe, não conte com ela para nada. "Pai diz que deu sete horas fecha as portas e eu tenho que ficar em casa para cuidar do meu filho e, logo cedo estou com sono", garante.

 Os invejosos fofocam, inventam, maldades, futricas  questionando o fato dele ter sempre que sair sozinho quando vai tomar umas e outras. De novo, a gente sabe, é inveja. A moça é prendada, protegida pelo pai e pela mãe, mesmo já tendo quase 30 aos e dois filhos,  não pode sair de noite, e ponto. Mentira! Mentira! Ela não fica em nenhum bar lá de seu bairro parolando e escutando música não, é safadeza de quem inventa essa coisas para chatear nosso Bentinho.

De vez em quando, já cheio de canjibrina, o moço velho tem uns ataque. E aí, em plena crise braba de ciúme, liga para esculhambar com a pobre moça, chamando-a de todos os nomes ruins que conhece. Calejada,  ela já sabe, fica no seu canto quieta, deixa passar uns dias, a crise, aí aparece lá no Ap,  sorridente, cheirosa, manhosa, dengosa, agrada dali, agrada daqui e o veinho fica mansinho. Arrependido do arroubo, dos impropérios proferidos contra a sua musa que é um poço de fidelidade, fica mais e mais compreensivo, compra tudo que ela pede com  o melhor de seus sorrisos. 

Mas, peraí,  não vão pensando ruindade não ! Ao contrário da música do compositor gaúcho, autor do hino do Grêmio e de inúmeras melodias  para corno nenhum botar defeito, não pense que a deusa negra de meu apaixonado amigo vai traí-lo, ela não conhece e nem vai conhecer nenhum "doutor", até porque ela nunca pegou bicho de pé. 

E essa semana foi pra lá de especial. Menino, Dia dos Namorados, comemoração num restaurante fino e tudo mais. Duvido com um "D" do tamanho do mundo que alguma namorada tenha recebido tanta atenção e presentes. Um brinco, uma corrente de ouro e pingente, perfume francês, dinheiro para cabelo, maquiagem e unhas, o vestido dos sonhos e, claro, a noitada de gala. 

A noite só não foi completa, completíssima, porque a amada tem o costume de dormir logo cedo, e por volta das 19h já começou a abrir a boca, o sono bateu, a noite findou, nem deu para o desfecho que nosso herói planejava naquele lindo motel cinco estrelas que ele havia escolhido. 

O amor é uma coisa muito linda. Eu só espero que a poupança dele, construída com sacrifício, mês a mês, nesses anos todos de labuta no seu bom emprego, um dia não se acabe...

PS: qualquer semelhança com alguém que você conheça é mera coincidência. Esse é um texto ficcional.


Colômbia vence a Argentina, mas não teve nada de "massacre"

Edmo Sinedino,

Minha missão nessa Copa América é discordar das manchetes. Não quero ser polêmico de maneira nenhuma, mas esse povo não vê o jogo, e quem vê não enxerga, não entende. O placar nem sempre diz o que foi o duelo. A Colômbia venceu a Argentina de Messi de 2 a 0. Falaram em "massacre".

No primeiro tempo, um joguinho chinfrin, a Argentina bem renovada, Di maria e Aguero fracos, como sempre, e Messi, também como sempre, só para fazer tudo, não pode. Poucas chances criadas e devo dizer que os colombianos deveriam se envergonhar, pois o time deles é muito melhor para ter jogado tão pouco.

No segundo tempo, acreditem, tirando os gols e alguns momentos, a Colômbia deveria se envergonhar mais ainda. O time tem craques consagrados, Ospina, Mina, Cuadrado, James, Falcão Garcia. Os dois gols vieram do banco de reservas, Martinez e Zapata, depois, de novo um pito merecia os colombianos, só deu Argentina, portanto, onde diabos esses caras viram massacre?

Estão massacrando o jornalismo esportivo com tantas idiotices ditas, isso sim. Digo mais e vou fazer igual a Pelé: essa Colômbia poderia ser sempre candidata aos títulos sulamericanos, mas o caras parecem que amarelam mais que os brasileiros.



ABC bem que tentou, mas com um a menos no segundo tempo não pode reverter o placar

Edmo Sinedino,

Difícil imaginar que o ABC fosse mudar da água para o vinho somente por conta da estreia do treinador Roberto Fernandes. o time do povo perdeu de 1 a 0 para o Sampaio Corrêa, neste sábado, no Castelão, em São Luís, a sexta partida consecutiva, mas não foi tão ruim. 

A sequência, evidente, é péssima. Com o resultado, o alvinegro permanece na última colocação e o Sampaio vai a terceiro. O treinador Roberto Fernandes, apesar do revés, elogiou seu grupo.

No primeiro tempo, o Sampaio melhor. o ABC peca na transição de meio-campo e ataque, falha na recomposição, ainda deixa claros, e fica nítido a necessidade de algumas peças para qualificar o elenco. O gol saiu no primeiro tempo e a equipe não apresentou poder de reação.

No segundo tempo, com a entrada de Anderson no lugar de Valdemir, a coisa mudou de figura. Parecia que a coisa andaria, mas aí, aos 16 minutos, o meia Anderson Rosa foi expulso e ficou difícil uma reação. Mesmo assim o time potiguar pressionou, teve chances de empatar e até virar, foi quando ficou claro que o "bicho não é tão feio quanto pintam", acho que dá para surgir uma luz.

O próximo compromisso do ABC é contra o Globo, no Frasqueirão, e o Águia ainda joga na rodada, em casa, diante do Santa Cruz, nesta segunda-feira, às 20h, no Barrettão.

O treinador Roberto Fernandes, falando à imprensa, elogiou o grupo de jogadores, afirmou que eles são os menos culpados pela situação (o que concordo) e que não faltou luta e nem entrega. Mais ou menos por aí.



Bolsonaro e Moro, assim como Médici e Figueiredo, nos estádios em busca de apoio

Edmo Sinedino,

Impopular, ridicularizado em todo o mundo civilizado, se bem que ainda defendido por uma leva de dementes,  vendo seu governo cair em desgraça muito antes do que se imaginava, Jair Bolsonaro faz périplo pelos estádios de futebol. No meio de semana esteve em Brasília, ao lado do ministro que desmorona, o Moro, para ver o jogo do Flamengo e depois na estreia do Brasil na Copa América.

Não tem como não lembrar dos tenebrosos tempos da ditadura, em que figuras dantescas, iguais, como Médici e Figueiredo eram vistos nos estádio de futebol e, assim como Jair e Moro, eram aplaudidos por alguns.

Hoje, mesmo sem tanta liberdade de expressão, pois os jornalistas preferem seguir os patrões, infelizmente a maioria, diria que não dá mais para arrancar tantos aplausos com as redes sociais, todos os dias, mostrando os absurdos de um governo capenga, imoral, corrupto e eleito na base da mentira e armações de instituições que se acreditava sérias.

E se eles acham que ir ao estádio de futebol, mesmo sabendo que é um território bem simpático às suas ideias discriminatórias, vestir a camisa do time mais popular do Brasil vai impedir que o ex-herói do povo cego, dessa elite burra brasileira, seja hoje a figura mais desmoralizada, mesmo em terras potiguares, mesmo em publicações que o tratavam como herói.

Lula, na cadeia, e mesmo que fique lá por mais tantos e tantos anos, continuará sendo a figura mais livre, leve e solta da história do Brasil. E agora, ainda mais respeitado, pois nunca baixou a cabeça e nem deixou de gritar bem alto a sua inocência, agora, definitivamente, comprovada.

Lula, como diz a música, faz parte do time de Gandhi, Mandela, Mujica, Luther King e tantos outros imortais. Moro, Bolsonaro, Deltan, república de Curitiba, todos com seus lugares garantidos no lixo da história. E isso é o que mais adoece os idiotas que ainda querem seguir remando essa canoa furada.



CBF confirma jogo do América contra seu xará pernambucano para a terça-feira

Edmo Sinedino,

A diretoria do América recebeu comunicado da CBF, diretoria de competições, confirmando a partida contra o América/PE para terça-feira, às 20h, no Estádio dos Aflitos, o do Náutico, em Recife. 

Estranhei até essa mudança. Bom, mas será mesmo que essa partida vai acontecer. E o recurso da equipe do Bahia de Feira, já assegurado pelo seu advogado. Se o resultado for mudado, como fica a história?

Bom, se acontecer o cancelamento, enxergo um prejuízo para o América, Não é bom uma parada longa quando a equipe está embalada. E o clube natalense vive um bom momento e, sem dúvida, é favorito contra qualquer dos dois adversários.

Uma semana perdida que seja pode fazer falta ao time rubro para os jogos seguintes, pois irá enfrentar equipes que não tiveram suas trajetórias interrompidas. Acho que os departamentos físico e de fisiologia devem se voltar para isso.



Lá vem a seleção com alguns ex, o insuportável "Tintês" e toda a trupe de Galvão Bueno

Edmo Sinedino,

galvao23_09Eu não consigo ler esse noticiário da seleção sem fazer caretas de descontamento. Não sei se esse linguajar bajulativo dos repórteres, até parece marca registrada, coisa combinada. Elogios, elogios...

Tite não abriu quem será o substituto de Artur, que não joga. Fernandinho ou Alan. Os dois são fracos, mas estão em alta na Europa, portanto. Insistir com Fernandinho é muito triste, mas tem coisa pior na seleção.

No ataque não vai Jesus. Firmino, do Liverpool, campeão da Champions é o titular. Nossa seleção é escalada na Europa, nem tanto pela bola, muito mais pelos resultados dos clubes dos escolhidos.

Não espero nada de bom dessa seleção, a não ser aprender novos modismos do "Titês" em suas entrevistas, muitas vezes, completamente sem nexo, fora do contexto, até, mas com a platéia de boca aberta, sempre.

Por último, um comentário sobre o último convocado, o William, reserva do Chelsea. Só falta o Tite arrumar um lugar para ele no time titular.

William, ainda na seleção, assim como Daniel Alves, Fernandinho, entre outros, chega a ser um acinte a qualquer pessoa que entenda minimamente de futebol.

tite2_09

Toda essa seleção brasileira não passa de uma grande piada de mau gosto, talvez por isso esses jogadores, comissão técnica, imprensa, gente do tipo de Mauro Naves e Cia, abram tantos sorrisos. Depois, todos eles, mudam para amarelo.

Brasil e Bolívia será hoje, 21h30, no Morumbi e, para quem tem estômago, teremos Galvão Bueno e sua trupe, sem o Naves, creio, falando aquele amontoado de bobagens.



Vasco vence a segunda seguida, sai do Z4; Palmeiras afunda o Avaí e continua líder

Edmo Sinedino,

Não gosto de Luxemburgo, mas não quero ver a derrocada do Vasco, infelizmente a vitória foi contra o nordestino Ceará, time do nosso Fabinho. Mas foi merecida. O time da Cruz de Malta jogou melhor, criou muitas situações. 1 a 0.

O Galo empatou com o São Paulo e deu chance ao Flamengo de se manter na terceira posição na classificação.Gostei muito da vitória do Goiás sobre o Atlético do Petraglia, ou será Metralha o nome dele?

O Fluminense foi até a Arena Condá e empatou com a Chapecoense de 1 a 1. Lá dento é sempre muito complicado. Já o Palmeiras aumentou sua vantagem na liderança. Venceu o combalido Avaí, lanterninha, de Geninho, 2 a 0.

Resumo da rodada. Só teremos Brasileirão agora depois da Copa América. O tormento do time de Tite se inicia amanhã.



Sadef/RN conquista 60 medalhas em competição no Ceará

Edmo Sinedino,

igorMat_09Três medalhas e meia! Foi a excelente média que a equipe de nadadores da Sadef (Sociedade Amigos do Deficiente Físico do RN) conquistou na décima edição dos Jogos Aquáticos do Ceará, realizado em Fortaleza. 

Os 17 potiguares somaram 60 medalhas, e terminaram com o terceiro lugar geral da disputa.

Além do RN, outros 8 Estados foram representados nos Jogos, promovidos pela Federação Cearense de Desportos Aquáticos. Os atletas da Sadef conquistaram 22 medalhas de ouro, 24 de prata e 14 de bronze. 

“O mérito desses resultados tão expressivos é de toda a nossa equipe: diretoria, atletas, técnicos. Hoje considero que temos a melhor equipe de profissionais da cidade”, festeja o presidente da Sadef, Tercio Tinoco.

Na foto, o nadador Igor Matheus, convidado especial do Esporte em Pauta desta quinta-feira. Ele falou do evento e suas cinco medalhas conquistadas.

*Liziane Virgílio/Assessoria de Imprensa



Os gols incríveis que toma a seleção do obtuso Vadão

Edmo Sinedino,

Desculpe a minha irritação, mas eu olho para esse Osvaldo Alvarez, o Vadão, e vejo a cara dos ratos da CBF. Me lembro dele bajulando descaradamente aquele povo corrupto que comanda a CBF e que não oferece, nunca ofereceu, nem 10% das condições ideais de treino, jogo, apoio, financeiro que dá aos homens.

Mas deixa pra lá, quero falar do jogo e, por isso, minha irritação aumenta contra o treineiro. Esse camarada está no comando tem um tempão e não consegue sequer arrumar uma defesa para ações defensivas primárias. O Brasil toma gols inacreditáveis e foi assim derrotada pelas Matildas.

Se a Austrália trabalhasse melhor a bola, se tivesse melhores jogadoras, tecnicamente falando, ficaria quieto no meu canto, mas não é o caso. As nossas meninas são melhores, nós não temos é um treinador e, pasmem, nem sequer uma preparação física adequada.

Como uma seleção de jovens e vigorosas garotas cai tanto de rendimento físico faltando ainda pelo menos dez minutos para o fim da partida? O futebol feminino dá uma boa mostra da desigualdade de gênero que ainda impera no Brasil e tende a piorar, e muito, no governo misógino, racista e discriminador dos Bolsonaros.

Por fim, acho que o obtuso Vadão ainda errou ao tirar Formiga e Marta. Poderia sim manter a melhor do mundo para ter mais controle de bola, cavar faltas, manter a bola em nosso poder. Por fim, nossa seleção ainda foi prejudicada pelo apito. Pênalti não marcado, claro.




As mudanças que Roberto Fernandes deve promover

Edmo Sinedino,

bomfern_09O time ensaiado primeiro foi Edson, ivan, Maurício, Joécio e Hugo; Pedra, Valdemir e Rosa;  Anderson, Jefinho e Luan. Pode ter mudado já hoje. Pediria reforço no meio-campo, jogo fora, uma melhor recomposição.

Quem sabe, o garoto Wenderson, melhor fisicamente, destaque da última partida, na vaga de Pedra, ao lado de Valdemir. E os três atacantes. Só totalmente a favor, mas também entendo que, se os três não voltarem fechando espaços, o ABC se complcia.

E vamos de novo ficar apontando o dedo para os zagueiros, para o goleiro. O sistema defensivo, como um todo, precisa ser reforçado. E como fazer isso sem perder pode de ataque? Roberto tem que resolver.

Esse era o principal problema de Ranielle, quando funcionava o ABC vencia, e bem, tem qualidade. Com Sérgio Soares foi um desastre, ele escalava e mudava errado, além da falta de garra demonstrada.

Esse espaço enorme entre setores que até um menino de dez anos enxergava precisa ser preenchido.

Vamos mudar? Roberto deve provocar. Os jogadores, comprometidos, podem sim. Mas para isso é preciso treinar mais e acabar com picuinhas, se existirem, claro.

Veja abaixo:

Roberto Fernandes convoca 20 jogadores para a partida contra o Sampaio

A comissão técnica alvinegra definiu nesta quinta-feira (13), depois do treino tático realizado no turno da manhã, no Estádio Frasqueirão, a relação com os jogadores convocados para a partida contra o Sampaio Corrêa/MA, válida pela 8ª rodada da Série C. O treinador Roberto Fernandes relacionou 20 atletas para o jogo, confronto marcado para o sábado (15), às 19h15, no Castelão, em São Luis (MA).

O técnico segue sem contar com os zagueiros Adalberto e Vinicius, o volante Felipe Guedes e o atacante Moisés, entregues ao Departamento Médico, não terá o volante Bruno Turco, que segue intensificando os treinos físicos para recuperar o condicionamento, e ainda não terá o zagueiro Douglas e o atacante Wallyson, em processo de regularização.

A novidade na relação é a presença do lateral-esquerdo Evandro, reintegrado ao elenco, além do zagueiro Maurício e do meia Anderson Rosa. Os dois cumpriram suspensão na rodada passada e voltam a ficar à disposição.

Confira a relação completa:

Goleiros: Saulo e Edson;

Zagueiros: Maurício, Joécio, Henrique;

Alas - Ivan, Hugo e Evandro;

Volantes: Anderson Pedra,  Valdemir, Adrian e Wenderson;

Meias: Anderson Rosa e Mossoró;

Atacantes: Anderson, Jefinho, Hélio Paraíba, Luan e Wanderson.

*Foto: Andrei Torres/ABC FC



A tristeza de Audálio

Edmo Sinedino,

Muito triste você constarar a situação de profissionais do, vmaos dizer assim, "mundo pobre da bola". Esse episódio do Audálio, sua declaração triste escancara esse lado do futebol que pouca gente acompanha ou se importa.

Se os jovens que sonham em jogar futebol pudessem ser avisados, e tomar consciência plena do que é a vida de jogador profissional talvez não houvesse tantos casos como, por exemplo, do ex-jogador do Vasco, Valdiran.

Audálio jogou em Natal, sempre foi um profissional de muita correção, um atleta super dedicado e bom jogador, além de ser um cara sempre de astral muito elevado, o que, nesse momento, é impossível manter.

Espero que a direção do Ríver cumpra com seus compromissos e possa honrar os pagamentos de seus atletas. Nesses casos, acho eu, deveria ter uma lei que obrigasse essa milionária CBF ajudar os clubes e os envolvidos.



O Flamengo é, para mim, o melhor time do Brasileiro

Edmo Sinedino,

Vendo os jogos do Brasileiro. A maioria os melhores momentos, um ou outro inteiro e continuo achando que o melhor time do Brasil é o Flamengo e Everton Ribeiro o craque desse campeonato, fazendo a diferença, como fez para o Cruzeiro. Apesar da presença nefasta de Bolsonaro e o ministro Moro, o Fla venceu de 2 a 0 ao CSA, no estádio Mané Garrincha.

O Botafogo encerrou, que pena, sua boa sequência. Perdeu em casa para o Grêmio de 1 a 0, gol do jogadarzão chamado Jean Pierre. Se Renato não estragar o Imortal é capaz de ainda brigar pelo caneco. Sim, nosso Tonhão, Rodriguez, continua firme e bem, jogando e se assanhando, como aqui, ao ataque.

E o Cruzeiro. Nove jogos sem vitória. Mano Menezes está perdido e eu fico imaginando aquele monte de jogador metido a estrela, tudo junto. Problemas internos quase sempre são a causa de seguidos resultados negativos. Perdeu para o Fortaleza, com o Romarinho, titular de Ceni, em campo.

Inter 3 a 1 no Bahia. Injusto o placar pelo que vi. Acho esse time Colorado fraco. Mas faz boa campanha, inegável.

Santos de Sampaolli 1 a 0 no Corinthians. Queria ficar impressionado com a bola que dizer estar jogando o Peixe, mas ainda não fui "comprado". Falta, para mim, mais troca de passes desde o início, mais triangulação e passagens de alas. Jogo muito de miolo. E o Corinthians de Carille é muito fraco.

Hoje, estou escrevendo já na quinta-feira, teremos mais cinco jogos. Vou sim secar o Palmeiras que não gosto, mas é quase impossível que o Avaí de "seu" Eugênio incomode.

O Vasco vai ganhar sua segunda diante do Ceará? Acho que sim. O Galo mineiro tenta voltar ao G4 e precisa vencer o São Paulo, que está mal em oitavo. Queria que o Flu vencesse a Chape para sair da incômoda e não merecida 16ª colocação. E vou torcer, mais que tudo, para que o Goiás bata o Atlético dos bolsonarianos.



Hazard está melhor que Neymar, nunca será melhor...

Edmo Sinedino,

Contratado, finalmente, pelo Real Madrid, Eden Hazard terá pela frente uma temporada na qual as atenções sobre ele serão maiores do que nunca.

 Sua passagem pelo Chelsea foi estupenda, com enorme evolução em sete temporadas 110 gols  e seis taças no currículo.

 Ele é o jogador mais caro já negociado pelo clube de Londres €100 milhões (quase R$ 440 milhões). Hazard chegou do Lille, que o vendera por €35 milhões, e encontrou o Chelsea campeão europeu. 

Não repetiu o feito internacional com seus novos companheiros, mas ganhou duas vezes a Liga Europa (2013 e 2019), um par de vezes a Premier League (2015 e 2017), uma Copa da Inglaterra (2018) e uma Copa da Liga Inglesa (2015). 

Do Blog

O texto acima é do comentarista Mauro César Pereira, ESPN e UOL. Ele encerra dizendo que Hazard é melhor que Neymar. Discordo totalmente. Mesmo se somar mais cem conquistas a estas citadas pelo colunista, tenho certeza,  ainda não farão do belga um jogador melhor, mais talentoso,  que Neymar. No máximo, no máximo, devo aceitar, neste momento, que Hazard está melhor que Neymar. E olha que não tenho nenhuma simpatia pelo brasileiro que nos envergonha.



A elite branca tomou conta do futebol

Edmo Sinedino,

Estamos às vésperas de mais uma Copa América que, a cada edição, diante da concorrência, propaganda (exagerada) das redes de tevê e imprensa de um modo geral das competições europeias, desgringola. O futebol deles é muito melhor mesmo, a organização, e tudo, mas o defeito maior é nosso.

A CBF parece não fazer a mínima questão de ter torcedores em campo. Aliás, essa turma, na verdade, morre de medo do povo. Não esse povo branco, azêdo, de uma elite que tomou conta dos estádios para fazer selfie, e que nada entendem do esporte, nem mesmo torcem.

Vamos ter sim público de 40, 50 mil até, mas já sabemos quem são eles. Elite branca, a mesma que vaiou e xingou Dilma Roussef, que elegeu Bolsonaro e que, na Copa da Rússia, os homens, nos fizeram passar a maior vergonha, além, claro, do resultado em campo.

Duvido que um torcedor comum, humilde, morador de favela, negro, desempregado, afinal temos milhões e milhões nesta situação, esteja lamentando, agora, o fato de não poder pagar para ver o time de Tite. Eles, acreditem, até eles, deixaram de sentir falta, se acostumaram sem. Vão dar uma olhada na tevê e, dependendo se for para a final, vai parar para ver, e torcer.


41-60 de 9303