Dasaev tem noite de Rinat Dasayev e leva Globo à vitória nos pênaltis

Edmo Sinedino,

globof_09O Globo fez história e no seu quinto ano de fundação conseguiu, nesta noite especial de sexta-feira (11), vencer o URT de Minas, no tempo normal – 1 a 0 – e pênaltis – 3 a 2 – garantindo seu acesso à Série C em 2018.

O Águia pensa agora em voar mais alto e vai em busca do título da competição. Fica esperando o resultado do restante da rodada para saber quem será seu adversário.

O Globo sentiu sim a falta de seu centroavante artilheiro Gláucio. O time de Ceará-Mirim chegou com perigo, criou, mas faltou a presença do homem-gol.

No começo da partida, um susto, o grande goleiro Rafael, um dos responsáveis diretos pela grande campanha do Globo se machucou. Bravamente, ele tentou continuar, mas não deu.

Destino. O reserva de Rafael tem nome de goleiro que fez história no futebol mundial. Dasaev. O original russo foi o goleiro titular da Seleção Soviética nas Copas de 1982 e 1986, na Olimpíada de 1980 (onde ganhou o bronze) e na Eurocopa 1988 (onde foi vice-campeão e eleito o melhor goleiro do torneio e, naquele ano, do mundo). Figurou ainda na Copa do Mundo de 1990, onde jogou apenas na estreia do time, em derrota de 0 x 2 para a Romênia. Seria seu último jogo pela seleção.

Calma, calma! O menino do Globo está apenas começando. Mas ele teve sim o seu dia de estrelato. Além de defesas durante a partida, o melhor ele reservou para o final, na disputa de pênaltis pegou duas cobranças e garantiu o acesso do Globo.

Como jogou o Globo? Como eu previa. E como deveria. No ataque, encurralando, atuando como mandante. Se não foi tão incisivo no primeiro tempo, o fez no segundo. O tempo todo esteve mandando na partida.

Muitas jogadas de ataque foram criadas, e foi aí que, talvez, tenha sido sentida a falta do artilheiro Gláucio. O único gol do tempo normal foi marcado em bola parada. Renatinho Carioca. Foi o seu sexto gol na temporada, curiosamente, o primeiro na Série D. Em muito boa hora.

O Globo apertou, criou, buscou, até correu riscos, mas não conseguiu marcar o buscado segundo gol. Tudo seria decidido nas penalidades.

Romarinho, Reinaldo e Dênis marcaram. Os dois Renatinhos perderam. Dasaev pegou a cobranças de Marques e Fábio Alves. Felipe Alves chutou para fora. Final: 3 a 2 Globo e festa no Barrettão.

A locução oficial do estádio anunciou pouco mais de 2 mil torcedores no estádio, diria, sem medo de errar, que mais de cinco mil cearamirinenses compareceram para incentivar o clube, orgulho da cidade.

*Foto: twitter oficial do Globo

Tags: barrettao dasaev globo penaltis rafael urt
A+ A-