Eu levo mais um "tapa" da decepção

Edmo Sinedino,

erivelt_09E eu levo mais um tapa da decepção. Escutei com atenção a entrevista do Sérgio Soares na sua chegada, vi o furdunço empolgado de torcedores e dirigentes, a motivação dos jogadores. Agora vai, penso. O homem é do ataque.

Aí chega o dia da partida, o ABC faz um gol e o homem que se dizia adepto do futebol vertical faz exatamente a mesma coisa de quase todos os outros 98% dos atores que passaram pelo clube nos últimos anos: se encolhe.

Coincidência ou não, do outro lado, aconteceu o inverso com a entrada do meiocampista Erivelton, lembram dele? Aquele mesmo que nunca serviu para o ABC, mesmo tendo sido peça-chave num acesso à Série B. Repito: num acesso à Série B. O rapaz entra no jogo e toma conta do meio-campo.

Claro, claro, os que têm raiva gratuita, sem motivos do rapaz de Santa Maria vão dizer que não, mas foi sim. Nem mesmo os papangus da imprensa, os mesmos de sempre, que não perdiam uma chance de malhar com o moço,  vão fingir que não viram, o toque fácil, a movimentação, as infiltrações pela direita, ou a infiltração e passe do gol. Não viram?

Pois é. Eu, de novo, fico por aqui, pasmo. Eu, treinador, se faço 1 a 0 sobre um time que está sem vencer na competição, continuo em cima, procuro o meu segundo gol, o meu terceiro. 

Se tomar assim, atacando, buscando,  paciência, posso, em alto e bom som dizer que apenas fiz o que sempre faço e afirmo. Se tomei gol, se não fiz o segundo, mas não saí e nem saio de meu script. Simples assim.

*Fotos: Paulo Cavalcanti/Nádya Araújo/Botafogo/PB


Tags: abc decpecao encolhe erivelton jogo
A+ A-