Mesmos erros e mais uma derrota do ABC

Edmo Sinedino,

abc2-09O ABC voltou a perder. 1 a 0 para o Paraná Clube, jogo deste sábado, realizado no Estádio Durival de Brito, na Vila Capanema.

E como já havia acontecido no primeiro turno, no Frasqueirão, em Natal, a sensação de que o ABC poderia se sair melhor.

De nov o, fiquei sem entender as opções do treinador Márcio Fernandes. Gegê e Erivélton, jogadores que ainda dão um certo ritmo ao time do ABC, fora, no banco.

Em campo, os mesmos repetidos erros de marcação, a repetição de erros de passe, e até a queda de rendimento, com o Márcio Fernandes, pode ser coincidência, do melhor jogador do ABC, o Bocão.

Por mais que justifiquem dizendo que Erivélton vinha oscilando, caindo de produção de um jogo para outro, vou continuar discordando, pois ele tem sido o único que, quando em campo, a gente nota uma diferença clara, positiva, no jeito de jogar do time.

Manter Erivélton no banco e continuar insistindo com  Anderson Pedra e Lucas Coelho, por exemplo, agora com o Levy, me parece incoerência das maiores.

O ABC não pode ser um time de “lances isolados”, e desses lances isolados nascerem manchetes de que perdeu gols, teve chances e coisas do gênero.

Lucas Coelho em três oportunidades, erros da defesa frágil do Paraná, e só. Vítor Júnior está muito fora de condição ideal para merecer começar jogando, assim como todos os outros contratados.

Foi assim, os dois lances do primeiro tempo. Depois? Paraná, Paraná, Paraná.

O segundo tempo veio. De novo, um, dois lances. E novamente erros de marcação, de recomposição, uma equipe sem organização de jogadas e fim.

Eu não estou entendendo, também, o ABC de Márcio Fernandes.

Triste lembrar, mas já são, agora, três partidas sem vitória sob o comando do novo treinador. Sábado, o adversário será o Internacional de Porto Alegre.

Tags: abc erivelton erros marcio fernandes recomposicao
A+ A-