"Nós tratamos muito mal os brasileiros"

Victor Hugo,

 Essa afirmação foi feita por um gestor público federal, em audiência pública realizada pelo Ministério Público Federal para discutir a lei 13.240/2015 que trata sobre a gestão das praias pelos municípios. A discussão se deu entre procuradores da República, representantes do Ministério do Meio Ambiente e da Secretaria do Patrimônio da União, advogados e gestores de todas as esferas de governo, sociedade civil organizada e público interessado. O tema central: gerenciamento costeiro do Rio Grande do Norte.

Em um debate plural, destaca-se dois eixos centrais sobre a orla: a proteção da paisagem natural e o desenvolvimento socioeconômico do estado. Aparentemente, os argumentos se confrontam e não parecem, em uma análise superficial, encontrar um ponto de convergência em que possam, ambos, serem privilegiados nas ações empreendidas ao longo de toda faixa costeira, cenário de inúmeras riquezas naturais de fauna e flora, mas também ambiente propício ao desenvolvimento de atividades econômicas que geram emprego, renda e aumento na oportunidade de melhoria da qualidade de vida da comunidade envolvida e seu entorno, principalmente no campo do turismo. Diante disso, questiona-se: como ponderar os pontos antagônicos desses discursos e uni-los em prol de uma sociedade mais harmônica? Quais os instrumentos disponíveis para estabelecer um diálogo aberto e sem dogmas irrefutáveis?

O direito surge como uma possibilidade real de unir os mais distintos interesses e fazer com que a faixa costeira possa ser dimensionada em seu conjunto, congregando valores preservacionistas, sem os quais há uma perda inestimável, junto aos anseios desenvolvimentistas, aspectos pujantes da atualidade que vivenciamos. Assim, através de interpretações do texto legal, seja no fomento das políticas públicas, seja na orientação de casos específicos, o direito se mostra visivelmente alinhado com esta situação, podendo ser um grande promotor de mudanças no paradigma (aparentemente conflituoso) entre preservação x desenvolvimento. As interpretações às leis ambientais, as audiências públicas, acordos entre partes e estudos ambientais e urbanísticos são alguns dos muitos artefatos disponíveis para enredar essa conversa.

Assim, diante de um quadro de agravamento da situação econômica do estado e dada a necessidade de cuidado e proteção com os recursos ambientais, é urgente o estabelecimento de uma relação sadia e pacificadora, que busque, em última instância a vivência em um ambiente em que a preservação e zelo não se dirija somente a um polo da disputa, mas que sejam medidas adotadas e consideradas para o meio ambiente e para a sociedade, para que, no fim, possamos dizer que passou o dia em que ser brasileiro era sinônimo de amargura.


Texto por: Ana Carolina Guilherme Coelho

Ana Carolina Guilherme Coelho é advogada, mestre em politicas públicas e doutoranda em arquitetura e urbanismo UFRN.  Atualmente é professora do Departamento de Direito e tem interesses nas áreas de direito urbanístico e ambiental em zonas costeiras.




Continuam abertas as inscrições para o Encontro Nordeste Criança e Natureza

Victor Hugo,

As inscrições para o Encontro Nordeste Criança e Natureza continuam abertas e podem ser realizadas através do link: https://goo.gl/forms/sJoLK8ZxgpWds0xH3#sthash.QvybRDiq.dpuf. O evento acontecerá no Parque das Dunas nos dias 26 e 27 de novembro, com o objetivo de trazer reflexões sobre os benefícios que o contato com a natureza oferece para o desenvolvimento da criança. Para o evento, foram convidados professores dos Departamentos de Arquitetura, Psicologia e Ecologia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, além de coletivos da cidade do Natal que vêm realizando experiências práticas. Também estarão presentes palestrantes vindos de outros estados do Nordeste, como Ceará e Alagoas. 

O Encontro Nordeste Criança e Natureza é promovido pelo Instituto Casadágua e o Instituto Alana, em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema), e oferece uma ampla programação com oficinas de criação de brinquedos com elementos da natureza, oficinas lúdicas e sensoriais, roda de conversa sobre Educação e Meio Ambiente, além de palestras e diversas atividades interativas. A primeira etapa do Encontro aconteceu nos dias 09 e 10 de novembro, no auditório do Parque das Dunas, onde foi realizada uma capacitação para professores da rede pública de ensino, ministrada pela coordenadora do Projeto Criança e Natureza – Instituto Alana (RJ), Laís Fleury. 

A capacitação proporcionou aos educadores uma reflexão sobre o contato das crianças com a natureza, demonstrando formas de contribuir para um maior contato delas com o meio ambiente. “O tema da reaproximação das crianças com a natureza ainda é um debate desarticulado e pulverizado, por isso reunimos diversos recursos para que os pais, familiares, educadores tenham acesso a um espaço de consulta. Queremos comunicar a sociedade sobre a importância e os impactos positivos que o contato da criança com a natureza contribui para o desenvolvimento integral infantil e para a preservação do planeta”, explicou Laís Fleury. 

Link para as inscrições: https://goo.gl/forms/sJoLK8ZxgpWds0xH3#sthash.QvybRDiq.dpuf

 Para demais informações contato pelo e-mail: [email protected]

Fonte: ASCOM/ IDEMA


Governador assina ordem de serviço para nova Barra de Santana

Victor Hugo,


O governador Robinson Faria assinou a ordem de serviço para a construção da Nova Barra de Sant'Ana, distrito dotado de infraestrutura que abrigará a população residente na área que será desapropriada para a construção da barragem de Oiticica. A assinatura aconteceu na tarde desta sexta-feira (29), no distrito da cidade de Jucurutu, Seridó Potiguar.

"Hoje é um dia de vitória, resultado da persistência do diálogo. Vamos fazer justiça social, a partir da construção da Nova Barra. A população será relocada com dignidade, e toda a Infraestrutura necessária, além da oferta de água que beneficiará mais de 20 cidades da região", declarou o governador Robinson.

O investimento é da ordem de R$ 34,6 milhões, com recursos federais e estaduais, beneficiando 200 famílias. A empresa vencedora da licitação ficará responsável pela infraestrutura completa da nova comunidade, incluindo terraplenagem, drenagem, pavimentação e os prédios públicos, como escola, creche, posto de saúde, Igreja e cemitério.

"Estamos todos de parabéns, somos parceiros nesta conquista. E no próximo ano, estaremos aqui numa festa ainda maior", estimou o secretário do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Mairton França, que ressaltou ainda que 97% das propriedades rurais já foram negociadas.

Um morador da região, senhor Francisco Neto de Oliveira, 58 anos, lembrou e agradeceu o empenho do Governo do Estado e da população para que Barra de Sant'Ana não fosse engolida pelas águas da barragem. "Nós recebemos aqui o governador, que nos ouviu aqui em frente a esta mesma igreja, e nos atendeu. Se não fosse nossa luta, nós seríamos afogados embaixo das águas de Oiticica", comemorou.

Também acompanharam a solenidade da ordem de serviço, o deputado estadual Nélter Queiroz, a chefe de Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, e o diretor presidente da Caern, Marcelo Toscano.

Barragem de Oiticica A barragem de Oiticica será o segundo maior reservatório de água potiguar, com capacidade de aproximadamente 590 milhões de m³. A reserva beneficiará diretamente 350 mil habitantes abastecendo 18 municípios da região Seridó que hoje sofrem com a falta de água.

IMG000000000123563.JPG
Fonte: ASCOM/ SEMARH

Semarh promove oficinas sobre o Plano de Resíduos Sólidos do Agreste

Victor Hugo,

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) está promovendo oficinas sobre a elaboração do Plano Intermunicipal de Resíduos Sólidos da região Agreste. Os eventos acontecerão na próxima quarta-feira (13), nos municípios de Nova Cruz e São José de Mipibu.

As oficinas têm por objetivo apresentar o diagnóstico da Região Agreste para a elaboração do Plano Intermunicipal de Resíduos Sólidos e discuti-lo com todos os atores que compõem a região: o Poder Público, o Setor Patronal e a Sociedade Civil organizada.

Em Nova Cruz, a oficina será realizada na Câmara Municipal, das 8:30h às 12:00h, com representantes dos municípios de Boa Saúde, Brejinho, Espírito Santo, Jundiá, Lagoa d’Anta, Montanha, Monte das Gameleiras, Nova Cruz, Passa e Fica, Passagem, Pedro Velho, Santo Antonio, São Bento do Trairi, Serra de São Bento, Serrinha, Várzea.

Na cidade de São José de Mipibu, o evento também acontecerá na Câmara Municipal, no horário das 14h às 17h, com representantes de Arêz, Baia Formosa, Canguaretama, Goianinha, Lagoa de Pedra, Lagoa Salgada, Monte Alegre, Nísia Floresta, São Jose de Mipibu, Senador Georgino Avelino, Tibau do Sul, Vera Cruz, Vila Flor.

“É fundamental que todos os segmentos participem dessa discussão. A elaboração do plano vai facilitar o acesso dos municípios aos recursos federais destinados às ações na área de resíduos sólidos” Frisa o Secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Mairton França.

A execução do Plano intermunicipal do Agreste está sendo elaborado pela empresa Veritás. Além destes, a Semarh também contratou os planos das regiões do Mato Grande, Vale do Assu, Alto Oeste e Seridó.

Fonte: ASCOM/SEMARH



Som da Mata realiza tributo a Manoca Barreto neste domingo

Victor Hugo,

Confira as atrações do Bosque Encena e Som da Mata deste fim de semana: 

No palco do Bosque Encena do próximo domingo (03), às 10h, os palhaços Bisteca & Bochechinha, com o show “Baú da Alegria!”. Dividindo o palco com o palhaço Peteca, o espetáculo traz em seu enredo a preservação da magia do circo por meio de mágicas, teatro de bonecos e reprises circenses, contando também com a interação da platéia, para tornar o espetáculo ainda mais agradável. 

No período da tarde, às 16h30, o Som da Mata completará 10 anos e aproveita para prestar uma homenagem a Manoca Barreto, primeiro músico a se apresentar no palco do projeto. Desde sua estreia, em 2 de julho de 2006, o Som da Mata se firmou como a única vitrine dedicada exclusivamente à música instrumental, valorizando os inúmeros artistas locais de todos os estilos, além de também dar oportunidades para músicos de outras partes do país (Pernambuco, Paraíba, Ceará, Minas Gerais, Rio Grande do Sul) e até estrangeiros (Áustria, Argentina, Japão). Tudo isso em meio à exuberância da Mata Atlântica do Parque das Dunas, segundo maior parque urbano do Brasil.
 
Sob a direção de Eduardo Taufic, subirão ao palco do anfiteatro Pau-brasil para essa homenagem e comemoração ao aniversário do projeto, nada menos que 17 instrumentistas de peso: os irmãos (Carlinhos e Fernando Suassuna), os amigos (Jubileu Filho, Cacá Velloso, Cleber Campos, Darlan Marley, Sílvio Franco, Paulo de Oliveira, Airton Guimarães, Erick Firmino, Sérgio Groove,Junior Primata, Eduardo Taufic, Antônio de Pádua e Anderson Pessoa) e os ex-alunos (Jow Ferreira e Stallone Terto). 

No repertório, seis músicas de autoria de Manoca, uma de Jubileu Filho e outra de Eduardo Taufic compostas em sua homenagem e o grand finale com todos executando Isn't She Lovely, música de Stevie Wonder que o homenageado adorava.

Convide os seus amigos! Os eventos são gratuitos e a entrada no Parque custa R$1.00. 

IMG000000000121110.JPG

Fonte: ASCOM/IDEMA


Campanha arrecadou 2 toneladas de lixo eletrônico na Semana do Meio Ambiente

Victor Hugo,

GetInline.aspx?messageid=c03070dd-3335-1


Durante a Semana do Meio Ambiente, de 06 a 10 de Junho, Natal e Mossoró ficaram marcadas por uma campanha deconscientização do descarte correto do lixo eletrônico para a população e conseguiu arrecadar cerca de 2 toneladas dentre equipamentos eletrônicos quebrados ou em desuso. A ação foi realizada em conjunto com a Miranda, que agiu como ecoponto na loja localizada na Av. Prudente de Morais, em Natal, e na loja do Partage Shopping Mossoró, a Natal Reciclagem e a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Mossoró (ASCAMAREM), responsáveis por destinar esse material para desmontagem e reciclagem, evitando que esse lixo eletrônico causem danos ao meio ambiente e a saúde da população. Dentre o material descartado pela população potiguar estavam máquinas fotográficas, CD’s, monitores de tubo, celulares, impressoras, mouses e diversos componentes de computador. A campanha buscava conscientizar a população dos perigos do descarte inadequado desse material, que geralmente é despejado junto ao lixo comum ou acumulado em casa, e também chamar atenção do poder público para o problema.

De acordo com o empresário Afrânio Miranda, as lojas da Miranda na Avenida Prudente de Morais e no Partage Shopping Mossoró deverão permanecer como ponto de coleta de lixo eletrônico, para produtos comercializados pela empresa, por tempo indeterminado. "É importante que hajamos no sentido de promover ações que possam tentar diminuir os danos do lixo eletrônico ao meio ambiente, pois o Brasil é atualmente o campeão em produção desse tipo de lixo na América Latina e ainda não possui uma política pública de descarte adequada", afirma.

Para se ter uma ideia, os potiguares são responsáveis pela produção de 5 mil toneladas de lixo eletrônico por ano, desses, apenas 0,5% recebem o destino correto, segundo dados da Natal Reciclagem. No Brasil, conforme relatório da ONU, somente durante o ano de 2014 foram produzidos 1,4 milhão de toneladas de resíduos eletrônicos. Segundo Afrânio, o lixo eletrônico possui alguns materiais como chumbo, mercúrio, cádmio e arsênio que são prejudiciais à saúde humana e não devem ser acumulados em casa e nem descartados junto ao lixo comum. "Somente o celular possui de 500 a 1000 substâncias químicas, algumas altamente poluentes. Esses aparelhos vêm sendo substituídos cada vez mais rápido pelo consumidor e não existe por parte do governo uma preocupação em onde esses antigos vão parar, apesar de o lixo eletrônico crescer 3 vezes mais do que o lixo comum e ser altamente prejudicial", explica.



Campanha recolhe lixo eletrônico em Natal e Mossoró

Victor Hugo,

Equipamentos eletrônicos quebrados ou em desuso guardados em casa servem apenas para juntar poeira e prejudicar a sua saúde. Chegou a hora de se livrar deste entulho! De 06 a 10 de Junho a Miranda adere à Semana do Meio Ambiente e estará atuando como Ecoponto para coletar o seu lixo eletrônico acumulado em casa. Este ano a campanha acontece em Natal, onde o posto de coleta é na Miranda da Avenida Prudente de Morais, e em Mossoró, na Miranda do Partage Shopping Mossoró.

files_2272_20160606005704a06a.png


"No ano passado, a ação aconteceu apenas em Natal, em parceria com a Natal Reciclagem, e arrecadou cerca de 1,5 toneladas de lixo eletrônico. Este ano com a participação dos mossoroenses esperamos que este número seja ainda maior, mas para isso precisamos contar com a participação da população", afirma Afrânio Miranda, diretor administrativo da Miranda. Segundo ele, o lixo eletrônico cresce 3 vezes mais do que o lixo comum e possui alguns materiais como chumbo, mercúrio, cádmio e arsênio que são prejudiciais à saúde humana e não devem ser acumulados em casa e nem descartados junto ao lixo comum. "Para se ter uma noção, só o celular possui de 500 a 1000 substâncias químicas, algumas altamente poluentes, e esses aparelhos vêm se renovando cada vez mais rápido", acrescenta.

Os potiguares são responsáveis pela produção de 5 mil toneladas de lixo eletrônico por ano, desses, apenas 0,5% recebem o destino correto, segundo dados da Natal Reciclagem. No Brasil, conforme relatório da ONU, somente durante o ano de 2014 foram produzidos 1,4 milhão de toneladas de resíduos eletrônicos. "É importante que hajamos no sentido de promover ações que possam tentar diminuir os danos do lixo eletrônico ao meio ambiente, pois o Brasil é atualmente o campeão em produção desse tipo de lixo na América Latina e ainda não possui uma política pública de descarte adequada", ressalta.

Grandes volumes

A ação da Miranda acontece em parceria com a Natal Reciclagem, em Natal, e a Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Mossoró (ASCAMAREM). O descarte para grandes geradores ou empresa com quantidades em Natal deverá ser feito direto a Natal Reciclagem - Rua Adolfo Gordo, 2279, bairro Cidade da Esperança (Funcionamento: Seg à Sex - das 7h30 às 11h30 / 13h30 às 17h30). Em Mossoró, grandes volumes devem ser direcionados à ASCAMAREM - Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Mossoró -Rua Aderaldo Felix Bezerra, 1001, bairro Santa Helena, Mossoró (Funcionamento: Seg à Sex - das 7h às 17h).

files_2271_20160606003921017c.jpg


Material arrecadado

Nesta Campanha, serão recebidos: Celulares, carregadores, notebook, nobreak, estabilizador, tablet, CPU, monitor, TV, impressora, modem, CD-ROM, telefone, DVD, vídeo cassete, radio, caixa de som, relógio, pendrive, fios, cabos elétricos, fone de ouvido, teclado, mouse, controle remoto, câmera fotográfica, retroprojetor, placas de circuitos, conectores, gravador, scanner, swith, ipod, mp3, calculadora, lanterna, auto falante, antena, receptor, webcam, microfone.

Danos à saúde


Confira abaixo os principais efeitos ao organismo causados por elementos e substâncias nocivas presente nesses equipamentos:

Chumbo: Causa danos ao sistema nervoso e sanguíneo

Onde é usado: Computador, celular, televisão

Mercúrio: Causa danos cerebrais e ao fígado
Onde é usado: Computador, monitor e TV de tela plana

Cádmio: Causa envenenamento, danos aos ossos, rins e pulmões
Onde é usado: Computador, monitores de tubo antigos, baterias de laptops

Arsênico: Causa doenças de pele, prejudica o sistema nervoso e pode causar câncer no pulmão
Onde é usado: Celular

PVC: Se queimado e inalado, pode causar problemas respiratórios
Onde é usado: Em fios, para isolar corrente

Belírio: Causa câncer no pulmão
Onde é usado: Computador, celular

Retardantes de chamas (BRT): Causam desordens hormonais, nervosas e reprodutivas
Onde é usado: Diversos componentes eletrônicos, para prevenir incêndios



Porque MEIO ambiente e não ambiente INTEIRO?

Victor Hugo,
A Geodiversidade como novo caminho para uma Educação Ambiental completa


dia-do-meio-ambiente-580x181.jpg


O termo Meio Ambiente pode ser considerado, de forma geral, como sinônimo de natureza, compreendendo um local a ser protegido, respeitado e admirado. Este termo, a depender do ponto de vista, apresenta inúmeras definições podendo ser caracterizado como (i) “o conjunto dos fatores físicos, químicos, bióticos que agem sobre um ser vivo ou uma comunidade ecológica e podem determinar sua sobrevivência” (Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa) ou (ii) “o conjunto de condições, leis, influência e interações de ordem física, química, biológica, social, cultural e urbanística, que permite, abriga e rege a vida em todas as suas formas” (Lei No. 6.938, de 31 de agosto de 1981 – que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências) ou ainda (iii) “circunvizinhança em que uma organização opera, incluindo-se ar, água, solo, recursos naturais, flora, fauna, seres humanos e suas inter-relações” (Lei Ambiental ISO 14001 de 2004). Lendo estas três definições deparamos com palavras como fatores físicos, ordem física e recursos naturais que podem ser considerados sinônimos e representam na realidade o meio abiótico [componente do ecossistema que não inclui seres vivos (biótico)] em que vivemos.

Porém aqui iremos separar a palavra “Meio” da palavra “Ambiente”. O uso do termo Meio considerando-o “metade, parte de algo" serve para mostrarmos que o Meio Ambiente que estudamos, pesquisamos, trabalhamos e obviamente queremos proteger (seja por meio da preservação e/ou conservação, que na realidade são termos bastante distintos) não é apenas formado pelos fatores bióticos, pela ordem biológica ou pela flora e fauna, citados nas definições apresentadas anteriormente e que podemos concentrar em um único termo conhecido como Biodiversidade (conhecido por “diversidade das espécies vivas e suas características genéticas” e que merece proteção), mas também pela Geodiversidade (conhecida como “diversidade do meio físico ou abiótico” e que merece mesma atenção e proteção) anteriormente citada como meio abiótico.

Em um conceito mais amplo podemos dizer que o Meio Ambiente também “envolve todas as coisas vivas e não-vivas que ocorrem na Terra, ou em alguma região dela, que afetam os ecossistemas e a vida dos humanos”. Porém infelizmente sempre esta porção dos não-vivos é deixada de lado ou abordada apenas na mera contemplação da paisagem. Assim, com esse texto que ora os senhores e senhoras estão lendo, não queremos mudar os conceitos de Meio Ambiente, os mesmos podem continuar da forma que estão, porém o que queremos é que mudem a forma de entender (olhar!) estes conceitos, que perfeitamente podem ser encarados de maneira ampla, completa, se realmente trabalharmos em conjunto a Biodiversidade e a Geodiversidade. Da forma que está realmente o Ambiente está sendo tratado como Metade!

Neste contexto, imagina-se que uma compreensão mais ampla do meio físico em que vivemos seja de interesse fundamental para os estudos do Meio Ambiente, o que faz destacarmos a importância da Geodiversidade nestes estudos. De certa forma “tudo o que o ser humano realiza acaba, em maior ou menor escala, direta ou indiretamente, atingindo e modificando aspectos da estrutura, composição material e dinâmica do Planeta Terra”.

Utilizar a Geologia (ciências que tem na geodiversidade sua principal base de estudo) apenas com a finalidade de reconhecimento dos recursos naturais constitui uma forma redutora de aplicar o conhecimento geológico, embora esta ciência tenha sido inicialmente aplicada para este fim. Um bom conhecimento da herança geológica é um importante fator de aproximação para a sustentabilidade.

Assim, neste cenário de preocupação com a qualidade ambiental, a Geologia ganhou novas áreas de atuação, entre as quais uma delas se refere ao reconhecimento de que o passado geológico impresso nos registros fósseis, nos minerais, nas rochas e na paisagem constitui, além de um recurso econômico, um patrimônio que deve ser protegido. Dessa forma, o (re)conhecimento, a promoção e a conservação dessa geodiversidade entram no século XXI como um dos maiores desafios da comunidade de geociências. Isto se faz necessário uma vez que os minerais, as rochas, os fósseis, o relevo e as paisagens atuais são o produto e o registro da evolução do planeta ao longo do tempo e, como tal, são parte integrante do mundo natural tendo um impacto profundo na sociedade atual. A proteção desta geodiversidade, por exemplo, só pode ser alcançada por meio da sensibilização coletiva, especialmente dos jovens, os quais, conhecendo a geodiversidade local, irão apreciar seu valor e, consequentemente, protegê-la.

Na visão de um geólogo que tem na Geodiversidade um dos seus campos de trabalho, realmente o ambiente é tratado como metade. Metade porque infelizmente no ambiente inteiro as atenções estão voltadas (quase que exclusivamente) ao meio biótico (a nossa Biodiversidade). Deixando de lado o meio físico ou meio abiótico (a nossa Geodiversidade).

Apesar de ter aparecido há cerca de 20 anos este termo é pouco conhecido pela sociedade. Porém não deveria ser assim, já que os seres humanos estão inteiramente dependentes da Geodiversidade e de seus processos naturais.

Se olharmos quais são os elementos da Geodiversidade (minerais, rochas, relevo, fósseis, solos entre outros) iremos perceber que não podemos viver sem os minerais e as rochas (matérias-primas para construirmos tudo que necessitamos hoje), sem o relevo (apenas contemplado como mera apreciação estética da paisagem), sem os fósseis (úteis para entendermos melhor o passado, compreender o presente e prever o futuro), sem os solos (de onde retiramos boa parte de nossos alimentos) e sem a água (sem a qual não podemos viver).

Devemos ter consciência que dependemos da Geodiversidade para assim podermos dar o verdadeiro valor e importância a ela. Se hoje os noticiários mostram terremotos, tsunamis, deslizamentos de terras é simplesmente por que a Terra mostra sua dinâmica e, portanto entender que isto ocorre vai nos ajudar a prever e trabalhar esses e outros desastres naturais.

Uma conscientização ambiental só será completada se além de conhecer a Biodiversidade, também conhecermos a Geodiversidade. Aí sim, teremos um ambiente INTEIRO e não só o MEIO ambiente.

Todos possuem responsabilidades também sobre a Geodiversidade, sejam cientistas, professores, políticos, gestores públicos, estudantes, sociedade em geral.

Marcos Antonio Leite do Nascimento ([email protected])

Professor do Departamento de Geologia da UFRN



Circuito de Turismo em Cavernas no RN é tema de reunião no Gabinete Civil

Victor Hugo,

O Potencial Turístico em Cavernas do Rio Grande do Norte foi discutido na manhã de ontem (30), no auditório da Governadoria, em reunião que contou com a presença de secretários de Estado, prefeitos e representantes do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). 

Segundo o Analista Ambiental, Diego de Medeiros Bento, Chefe da Base Avançada do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Cavernas (CECAV), ligado ao ICMBio, o RN conta com uma média de mil cavidades para serem exploradas. “Só no Parque Nacional de Furna Feia, que fica entre os municípios de Mossoró e Baraúna, e é considerado o maior parque nacional de cavernas do Brasil, há cerca de 230”, apontou o analista. 

De acordo com a Secretária-chefe do Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, “pouco se discute e pouco se conhece sobre as potencialidades turísticas em cavernas no Rio Grande do Norte. Este momento é importante para que essa riqueza possa ser conhecida e, dessa forma, sensibilizar todas as entidades envolvidas seja com o Turismo, com a Economia e com o Meio Ambiente para que esse processo avance e contribua para o Desenvolvimento Econômico do Estado”, destacou. 

Leonardo Brasil, chefe do Parque Furna Feia, fez uma apresentação sobre as especificidades da área para que tenha inicio a visitação. “No momento, estão sendo realizados estudos prévios para dar andamento às atividades de Turismo no Parque. A princípio, estão sendo contemplados o Abrigo do Letreiro e a Furna Feia para que, se possível, entre em operação já no primeiro semestre de 2017. Hoje, esses espaços funcionam mais para atividades pedagógicas”, afirmou Leonardo.

Ainda em andamento, o projeto piloto do Parque Nacional prevê, entre outras coisas, a segurança para garantir o bem-estar dos visitantes; assim como, a capacitação dos guias e da rede hoteleira local; criação de trilhas, sinalização e a conclusão do Plano de Manejo, que irá prever os impactos ambientais e a capacidade de visitantes. 

Entre os encaminhamentos da reunião, o Governo do Estado comprometeu-se em analisar a viabilidade de construção das estradas para acesso ao Parque e a realização de novo encontro a fim de discutir a criação da Área de Preservação Ambiental (APA) no município de Felipe Guerra, que conta com mais de 300 cavernas já catalogadas. 

Estiveram presentes na reunião, representantes das secretarias de Turismo, Desenvolvimento Econômico, Infraestrutura, Meio Ambiente, Procuradoria do Estado, Idema, Emprotur, e também dos municípios de Baraúna, Felipe Guerra, e Mossoró.

IMG000000000118204.JPG
Fonte: ASCOM/SEMARH


Bosque Encena recebe o espetáculo Estação dos Contos no próximo domingo

Victor Hugo,

IMG000000000117772.JPG


A atração do Bosque Encena do próximo domingo (29) será com o grupo Estação de Teatro com o espetáculo“Estação dos Contos”. Com direção de Rogério Ferraz, a apresentação é um espetáculo de contação de histórias intercalado com músicas e brincadeiras populares, contadas e cantadas pelas atrizes Nara Kelly e Manu Azevedo e o instrumentista Caio Padilha.

O grupo traz como experiência o espetáculo Fábulas (grupo Clowns de Shakespeare), que tanto na criação do espetáculo quanto na atuação participaram Nara Kelly e Rogério Ferraz (ator premiado pela APCA e FEMSA/Coca-Cola). As histórias de tradição popular Brinquinhos de Ouro, O céu de estrelas e O caso do Bolinho são contadas com músicas originais, especialmente compostas para o espetáculo, além de músicas do cancioneiro infantil. Já as brincadeiras populares como Boca de Forno, Se eu digo sim, você diz não, Bambu e Adivinhas garantem a diversão das crianças de todas as idades. O Bosque Encena acontece na manhã do domingo, às 10h, no anfiteatro do Parque das Dunas.

Final da tarde é sinônimo de Som da Mata, e neste domingo, também no palco do anfiteatro, o baixista Sergio Groove estará conosco! O show acontecerá às 16:30.

Direto da turnê que fez por várias cidades pela América do Norte, o arranjador e compositor apresenta seu show empunhando seu contrabaixo, com um repertório regado por todos os ritmos musicais, e dividindo o palco com Jubileu Filhona guitarra, Eduardo Talficno teclado, Ozi Cavalcanteno trompete e saxofone e Diego Medeiros na bateria.

Convide seus amigos! Os eventos são gratuitos e a entrada no Parque custa R$1.00


Fonte: ASCOM/IDEMA


Os palhaços Caroço & Ferrolho se apresentam no Bosque Encena deste domingo

Victor Hugo,

IMG000000000116287.JPG


O Grock Entretenimento preparou para o Bosque Encena deste domingo (15), às 10h no anfiteatro Pau-brasil, um espetáculo especial, dinâmico, divertido, cheio de poesia, emoção e muita gargalhada. Os palhaços Caroço & Ferrolho, herdeiros de Espaguete & Ferrugem, dão continuidade ao trabalho dos pais com o espetáculo “Viva o Circo!!!” inspirado em obras dirigidas por Nil Moura e criações dos próprios artistas Gilson Filho (Caroço) e Lion Nathan (Ferrolho).


Juntos, eles dão vida a um circo que estava abandonado, trazendo de volta o seu brilho, revivendo a criança que existe em cada adulto, e mostrando para as novas crianças o encanto e a beleza que existe nessa arte milenar. Para reerguer o circo, os palhaços contam com a ajuda da plateia, onde crianças andam em cordas bambas, adultos equilibram pratos chineses, e os palhaços também tentam fazer o possível e o impossível para acender a chama do circo outra vez. Enquanto conseguir provocar o sorriso no rosto de uma criança, o circo continuará vivo!


No período da tarde, às 16h30, sobe ao palco do Som da Mata o guitarrista Roberto Taufic. Hondurenho de nascença e potiguar de coração, o guitarrista em sua breve passagem pela cidade do Natal, volta ao Parque das Dunas para uma apresentação em companhia apenas de seu violão, que há décadas vem escrevendo importantes páginas da música instrumental no Brasil e no mundo.


Segundo as palavras de Ginga: “Violonista raro possuído pela arte; toca a música das notas, se comunica com o invisível; uma manifestação emocionante que depende apenas do violão como tradutor das palavras que são aparentemente impossíveis de serem ditas por um instrumento”.


Venha se divertir no Parque das Dunas! Os eventos são gratuitos e a entrada no Parque custa apenas R$1.00. 


Fonte: ASCOM/IDEMA


Governo do Estado lança edital para construção de Barra de Santana

Victor Hugo,

O Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) publicou, no Diário Oficial do Estado (DOE) e no Diário Oficial da União (DOU), o edital de licitação para a contratação de empresa especializada para execução das obras de implantação urbana e edificações de uso institucional e residencial, para reassentar a comunidade de Barra de Santana.  

A modalidade da licitação é o RDC presencial, pelo critério de julgamento de maior percentual de desconto ofertado sobre o desconto global. A sessão pública para credenciamento dos interessados e recebimento dos envelopes acontecerá no dia 5 de maio, às 10h, no auditório da Semarh, com sede na Rua Dona Maria Câmara 1884, Natal/RN.   Barra de Santana está localizada na zona rural de Jucurutu e será alagada com a construção da Barragem de Oiticica. 

A empresa que vencer a licitação ficará responsável pela infraestrutura completa da nova comunidade, incluindo terraplenagem, drenagem, pavimentação e os prédios públicos, como escola, posto de saúde, Igreja e cemitério.   De acordo com Secretário Mairton França, os projetos arquitetônicos das casas e do cemitério já estão concluídos. “Tanto o local onde será construído o novo povoado, como o modelo das residências, foram os próprios moradores que escolheram” disse.  

O investimento na construção do empreendimento será de R$ 38,3 milhões. O Governo Federal entra com 96% dos recursos. O prazo de execução da obra é de 12 meses, contados a partir da ordem de serviço dada pela Semarh.   

Os interessados, ao retirar o edital, deverão enviar os dados para cadastro (Nome do contato, razão social, CNPJ, endereço, telefone e e-mail) para o e-mail: [email protected]   Outras informações poderão ser esclarecidas pelos telefones: (84)3232-2407, ou fax (84)3232-2412. Todo o processo licitatório é coordenado pela Comissão Permanente de licitação (CPL) da Semarh. 

IMG000000000112674.JPG
Fonte: ASSECOM/RN

Parque das Dunas oferece curso de Educação Ambiental

Victor Hugo,

O Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (IDEMA), através do Parque Estadual Dunas de Natal “Jornalista Luiz Maria Alves” e do Setor de Planejamento em Educação Ambiental – SPEA, realizam nos próximos dias 4,5 e 6 de maio um curso de Educação Ambiental voltado para professores da rede pública de ensino.

Estão sendo ofertadas 20 vagas e as inscrições foram iniciadas ontem, 11/04 e podem ser feitas até o dia 20/04. O curso contribuirá de forma teórica e prática para a compreensão dos princípios da responsabilidade ambiental e visa incentivar os profissionais da educação a aplicar os conhecimentos adquiridos em sala de aula. Durante os três dias de duração serão discutidos os principais problemas ambientais do Brasil e principalmente do Rio Grande do Norte.


O conteúdo pragmático está baseado em quatro pontos principais: educação ambiental, sustentabilidade, oficinas ecológicas e elaboração de projetos.

Os professores interessados devem preencher um formulário disponível no site www.parquedasdunas.rn.gov.br e em seguida encaminhá-lo para o e-mail: [email protected] A relação dos 20 educadores inscritos será divulgada no dia 25 de abril. O curso acontecerá no Parque das Dunas das 8h às 11h30 e das 14h às 16h30

IMG000000000112054.JPG

Fonte: ASCOM/IDEMA


Vila Cidadã chega ao interior do estado neste fim de semana

Victor Hugo,

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas), levará, neste sábado (09) e domingo (10), o projeto Vila Cidadã para o interior do RN. As primeiras cidades contempladas serão Pedro Avelino e Lajes. O projeto vai oferecer um dia de cidadania, lazer, educação e uma série de serviços para a população dos municípios.

Em Pedro Avelino, o evento será realizado, no sábado, na Escola Estadual Abel Furtado, das 10h às 16h, e oferecerá serviços como emissão de carteira de identidade, de CPF e de carteira de trabalho. Serão realizadas também ações educativas, apresentações culturais e palestras. Para as crianças haverá parquinho de diversões, distribuição de pipoca, algodão doce e picolé. Já em Lajes, no domingo, o evento será na Casa de Cultura, das 10h às 16h, e contará com os mesmos serviços e a entrega de 250 cheques do programa Microcrédito do Empreendedor para moradores do município e de Santana do Matos. 

A secretária da Sethas-RN, Julianne Faria, explica que o projeto está sendo bem aceito pela população e ressalta o compromisso do governo em levar esses serviços essenciais do Estado para próximo das pessoas. “O Vila Cidadã foi pensado para atender as pessoas que precisam de serviços básicos como a emissão da identidade, orientação jurídica, entre outros. É um programa que valoriza o cidadão, promovendo um dia de lazer, educação e cidadania. E agora temos a satisfação de expandir e levar esses serviços para o interior”, ressalta.      

O Vila Cidadã é uma ação integrada entre as diversas secretarias do Governo do Estado, numa parceria do projeto Transformando Destinos e do Ronda Cidadã. A ideia é oferecer os serviços públicos para os moradores das comunidades e bairros em situação de vulnerabilidade social na Capital e no interior do estado. Lançado em agosto, em Mãe Luiza, zona leste de Natal, o projeto foi considerado um sucesso com cerca de 2 mil atendimentos.

Serviços oferecidos

CAERN

Orientação e informações

CEHAB

Informações sobre programas habitacionais

CENTRAL DO CIDADÃO

Emissão de CPF e de carteira de trabalho

DETRAN

Habilitação, registro e consulta de veículos

ITEP

Emissão de carteira de identidade

SETHAS

Cadastro de artesãos no Proart

Informações sobre o Bolsa Família, Cadastro Único e Programa do Leite

SINE-RN

Cadastramento para vagas de emprego

AGN

Microcrédito do Empreendedor

SECRETARIA DE MULHER

Orientação e informações

SECRETARIA DE JUVENTUDE

Orientação e informações

PROCON

Orientação, informação ao consumidor, consulta de processos

Fonte: SETHAS/ASSECOM

Conselho Estadual de Recursos Hídricos aprova metas estaduais

Victor Hugo,

Na manhã da última terça-feira (15), o Conselho Estadual de Recursos Hídricos (Conerh) realizou a sua primeira reunião ordinária de 2016, no auditório do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do RN (Idema). O Secretário Adjunto da Semarh, General Araújo Lima, conduziu a reunião, que também contou com a presença do Secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, Flávio Azevedo, do Diretor do Instituto de Gestão de águas do RN (Igarn), Josivan Cardoso e do Deputado Estadual Fernando Mineiro.  

Na programação desta 33ª edição, foi aprovada a Ata da reunião anterior e dada posse aos novos conselheiros do colegiado. Também foi aprovada a autoavaliação das metas do Programa de Consolidação do Pacto Nacional pela Gestão das Águas (Progestão), executadas pelo Estado, através do Igarn. 

De acordo Com Josivan, as principais metas alcançadas foram: A regulamentação, tanto da Semarh como do Igarn, que aconteceu em 2015 e o avanço na emissão das outorgas. “O estado evoluiu muito no que diz respeito à fiscalização e outorgas, só em 2015 emitimos mais de 500, o que significa mais que o dobro da média anual dos últimos dez anos” frisa. Josivan ressaltou ainda que a aprovação das metas do Progestão será encaminhada à Agência Nacional de águas (ANA) para certificação e com isso o Estado poderá receber cerca de R$ 750 mil que deverão ser investidos em Gestão de Recursos Hídricos.  

Outro ponto de pauta discutido foi sobre as regras de uso da água, em alguns mananciais estaduais. Na ocasião, técnicos do Igarn apresentaram a situação atual da Barragem de Santa Cruz e Umari, no que diz respeito à quantidade e qualidade da água. Como encaminhamento ficou acordado que será realizada uma reunião conjunta entre a Semarh, o Igarn e o Comitê de Bacia do Rio Apodi Mossoró, para discutirem em conjunto uma resolução que defina o uso de água, nos dois mananciais em questão.  

Na reunião, também estiveram presentes representantes da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (Uern), Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan), Secretaria de Estado de Educação e Cultura (Seec), Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedec), Secretaria de Estado de Agricultura e Pesca (Sape), Assembleia Legislativa, Associação Brasileira Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes), Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos do RN (Seapac), Associação Potiguar Amigos da Natureza (ASPOAN), UFRN, além de representantes da sociedade civil e dos Comitês das Bacias Hidrográficas. 
Fonte: ASCOM/SEMARH

Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte tem caminhada ecológica solidária neste domingo

Victor Hugo,

Neste domingo (13) tem um ótimo programa para quem gosta de fazer exercícios em contato com a natureza e ainda praticar a solidariedade. No Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte, o professor de educação física, Roberto César da Rocha, está organizando uma caminhada em busca de resgatar a cultura da prática de atividades físicas e acabar com o sedentarismo e vai arrecadar itens de primeiros socorros para doar à Cruz Vermelha do RN.


"É uma oportunidade do participar da prática de atividades físicas em família", disse o professor, que pede a cada caminhante que leve a sua garrafinha de água e não jogar lixo nas trilhas. O Parque da Cidade dispõe de bebedouros e banheiros masculino e feminino nos pontos de descanso, ao longo da trilha. 


A caminhada começa às 6h da manhã e vai do estacionamento da Av. Omar O’Grady até o portal de Cidade Nova, num percurso de 5km indo e voltando. Não é necessário fazer inscrição prévia, basta levar um item de primeiros socorros que será bastante útil para o trabalho dessa instituição internacional de socorro voluntária que tem por finalidade prevenir e atenuar os sofrimentos humanos.

wpid-wp-1442592254270.jpeg
Fonte: Prefeitura Municipal de Natal


RN consegue R$ 44 milhões para construção de adutora de engate rápido em Caicó

Victor Hugo,

IMG000000000106938.JPG


O município de Caicó receberá uma obra de grande importância para o combate à crise hídrica que atinge aquela cidade com a viabilização da adutora de engate rápido. A iniciativa significa uma resposta à população, uma vez que a falta de abastecimento naquela região seria o quadro mais crítico que o Estado poderia enfrentar.

"Optamos pela adutora em Caicó por entendermos que, hoje, essa é a forma que temos de chegar com uma solução emergencial para o maior número de pessoas", explicou o governador, esclarecendo que os trabalhos em função dos outros municípios continuarão de forma a evitar o estado de colapso.

A obra será viabilizada a partir de um repasse, no valor de R$ 44 milhões, garantido pelo governador Robinson Faria após reunir-se com a presidente Dilma Rousseff, na semana passada, e será feito pelo Ministério da Integração ao Governo do Estado do Rio Grande do Norte, como previsto no Plano Emergencial de Segurança Hídrica.

A escolha da obra prioritária ocorreu no final da manhã desta quinta-feira (3), quando o gestor estadual se reuniu com a chefe de Gabinete Civil, Tatiana Mendes Cunha, com o secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Mairton França, com o diretor da Caern, Marcelo Toscano, o coordenador de Defesa Civil Estadual, Cel. Eliseu Dantas e técnicos do Instituto de Gestão de Águas do RN (Igarn) e da Empresa de Pesquisa Agropecuária (Emparn).

Para dar uma maior celeridade, representantes da Defesa Civil, da Caern e da Semarh irão juntos a Brasília, e em audiência com o ministro da Integração Carlos Vieira, nesta sexta-feira (4), discutirão sobre as datas de liberação dos recursos para ser dado inicio ao processo licitatório.

"O pré-projeto já está no Ministério da Integração. Como trata-se de uma obra emergencial, nós a faremos a partir do Plano de Trabalho. Agora é saber quando esse repasse será liberado para começarmos  a construção da adutora o quanto antes, beneficiando milhares de famílias da região Seridó", observou o diretor presidente da Caern, Marcelo Toscano.

Fonte: ASCOM/SEMARH


Semana Municipal da Água

Victor Hugo,

Entre os dias 21 e 23 de março, no Parque da Cidade, será realizada a Semana Municipal da Água com o tema “Água é vida que continua: Qualidade. Universalidade. Responsabilidade”.

A proposta é trazer temáticas que buscam a maior conscientização da população em temas das mais diversas esferas relativas ao consumo consciente da água. Desse modo, viabilizando a realização de mesas redondas, seminários, apresentações culturais, dentre outras atividades educativas.

No evento haverá a entrega do “Selo Azul, água de qualidade” aos estabelecimentos comerciais dos ramos da hotelaria e de alimentos que trabalham usando água de poços em Natal, reconhecendo e valorizando as iniciativas bem-sucedidas.



Hoje, terça-feira (26), a Cidade da Criança estará fechada para manutenção

Victor Hugo,

11796312_810464342404283_627954439661641

Hoje, terça-feira (26), a Cidade da Criança estará fechada para a realização de serviços de manutenção. A intenção é - além de viabilizar mais conforto - priorizar a segurança dos usuários.

O funcionamento voltará ao normal na quarta-feira (27). Lembrando que no período do mês de Janeiro a Cidade da Criança está funcionando com horário diferenciado (das 6h às 19h).

Mais informações no telefone: 98881 8755.


Programação de férias no Parque da Cidade

Victor Hugo,

PARQUE_CIDADE_NLT.jpgO Parque da Cidade traz uma nova programação para as férias. A proposta é, antes de tudo, um incentivo à socialização de jovens e adultos através de oficinas, jogos educativos e mais - sempre buscando temas relativos à conscientização sobre questões ambientais.

Luciano Capistrano - coordenador do projeto Férias no Parque, diz: “Elaboramos atividades para adultos e crianças, que facilitem e promovam a interação entre crianças e adultos, porque é uma forma saudável de convivência, onde um aprende com o outro”. 

As atividades serão realizadas do dia 14 até o dia 31, da quinta ao domingo, no período da tarde.

Programação:

Dia 14- Quinta-feira

16h - Conhecendo o Parque da Cidade – Local: Recepção

Dia 15- Sexta-feira

16h - Sala de Jogos – Local: Sala de aula

Dia 16- Sábado

16h - Oficina de Origami, com Eugênio Rangel – Local: Sala de aula

Dia 17- Domingo

16h - Oficina de História, com Josivan Alves e o personagem João – Local: Biblioteca

16h - Oficina de pintura – Local: Sala de aula

Aula de Zumba, com o professor André Silva – Local: Estacionamento de Cidade Nova

Dia 21 – Quinta-feira 

16h - Aprendendo a jogar xadrez e Dominó – Local: Sala de aula

Dia 22 – Sexta-feira

14h - Conhecendo o Parque da Cidade (Para adultos), enquanto as crianças participam da oficina de confecção de capas de livros, com Francisco Martins.

15h30 h Oficina de Confecção de capas de livros (Para adultos). Enquanto isso, as crianças vão para a sala de jogos - Local: Sala de aula

Dia 23 – Sábado

14H – Continuidade da Oficina de confecção de capas de livros (Para crianças) – Local: Sala de aula

15h30 – Continuidade da Oficina de confecção de capas de livros (Para adultos) – Local: Sala de aula

15h30 – Sala de jogos para as crianças, enquanto os pais participam da oficina – Local: Sala de aula

Dia 24 – Domingo

14h – Final da Oficina de confecção de capas de livros (Para crianças) – Local: Sala de aula

15h30 – Final da Oficina de confecção de capas de livros (Para adultos) – Local: Sala de aula

15h30 – Sala de jogos (Para crianças) – Local: Sala de aula

Dia 28/01 – Quinta-feira

16h – Oficina de Origami, com Eugênio Rangel – Local: sala de aula

Dia 29/01 – Sexta-feira

16h – O Pequeno Príncipe e Oficina de Baobá, com Josivan Alves – Local: Sala de aula

Dia 30/01 – Sábado

16h - Conhecendo o Parque da Cidade- Local: Recepção

Dia 31/01 – Domingo

16h – Lançamento dos livros da Oficina de confecção de capas, com Francisco Martins – Local: Biblioteca

Mais informações em: http://www.natal.rn.gov.br/parquedacidade/ 


1-20 de 25