Campanha tenta obter informações sobre desaparecidos políticos

Com a publicidade, o governo espera estimular a sociedade a fazer doações de arquivos ou revelar informações que ajudem na localização dos mortos.

Redação,
Divulgação
Uma campanha publicitária lançada pelo governo federal busca obter novas informações sobre desaparecidos políticos na ditadura militar. São três filmetes, fotos e cartazes que estão serão publicados em TV, rádios, jornais, sites e revistas.

Com a publicidade, o governo espera estimular a sociedade a fazer doações de arquivos ou revelar informações que ajudem na localização dos mortos ou permitam o esclarecimento de passagens da ditadura.

O apelo é para que documentos ou testemunhos sejam encaminhados ao Centro de Referência de Lutas Políticas no Brasil (1964-1985) - Memórias Reveladas , com sede no Rio.

A página do centro, que recebia 6 mil visitas por mês, já foi acessada 5 mil vezes desde que os primeiros filmetes da campanha foram lançados.

Os filmetes contam a história de Dinaelza Santana Correia, estudante desaparecida política no Araguaia desde 1974; do estudante Fernando Santa Cruz, também desaparecido desde 1974; e do deputado Rubens Paiva, desaparecido desde 1971.


A+ A-