Cinco caminhões-tanques são liberados no Rio para abastecer BRT

Liberação para a circulação dos caminhões-tanque só foi possível porque os manifestantes fizeram uma assembleia.

Da redação, Agência Brasil,

Sem confrontos nem embates com os manifestantes, o Batalhão de Choque da Polícia Militar (PM) do Rio de Janeiro conseguiu ultrapassar o bloqueio e fazer a escolta de cinco caminhões-tanques na BR-040, na região da distribuidora Raizen, da Shell, ao lado da Refinaria Duque de Caxias (Reduc), na Baixada Fluminense.

Cada caminhão-tanque tem capacidade de transportar 40 mil litros de óleo diesel. Segundo a PM, o combustível transportado irá para o sistema de ônibus BRT, que atende a 450 mil passageiros diários e ficou paralisado ao longo deste sábado.

Na saída do comboio, os manifestantes fizeram um cordão de isolamento, permitindo a passagem dos veículos. De mãos dadas e em posição oficial, eles cantaram o Hino Nacional. Antes, foi negociado com o comando do Batalhão de Choque a liberação dos caminhões-tanques.

A liberação para a circulação dos caminhões-tanque só foi possível porque os manifestantes fizeram uma assembleia. Na votação, venceu a proposta de autorizar a passagem dos veículos porque o objetivo é atender à população.

O trânsito, na região da refinaria, está parcialmente liberado. Por ordem dos manifestantes, passam ônibus, vans e veículos particulares. Os caminhões, no entanto, ainda estão retidos. Motoristas e motociclistas particulares, em geral, passam pela rodovia e buzinam em apoio ao protesto dos caminhoneiros.

Tags: Greve dos caminhoneiros
A+ A-