Acontece no RN: Museu está fora do roteiro turístico por não pagar comissões

Direção da instituição critica a falta de interesse dos que trabalham o turismo na cidade para incluir os patrimônios culturais e históricos nos roteiros dos visitantes.

Maiara Felipe ,
Maiara Felipe
“O que se fala é que eles só levam aos locais que pagam comissão”. As palavras da diretora do Museu Câmara Cascudo, Sônia Othon, fazem referência ao roteiro montando pelos guias turísticos de Natal.

A falta de “acordo” entre o museu e os guias, com isso, estaria afastando o público de fora da cidade. A procura que há na instituição por parte dos turistas é apenas espontânea, portanto tímida, e não existe incentivo das agências de turismo ou do poder público para incluir o patrimônio de fato nos roteiros dos visitantes.

Dentro do museu, custeado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), foram criadas réplicas de ambientes que retratam o estado desde a pré-história. Tem, inclusive, uma caverna com morcegos. Estrutura que seria novidade para os turistas, mas descartada pelos guias.

“Fizemos uma abordagem dentro do Pólo Costa das Dunas (cadeia produtiva da região litorânea). Mostramos um vídeo com o nome “Museu Câmara Cascudo, uma opção de turismo cultural da cidade”, apontou Sônia Othon. Ela ressaltou que a apresentação foi feita em 2008 e até hoje nenhum agência entrou em contato.

Na opinião da diretora, falta vontade política para que o acesso aos museus aconteça, já que a maioria deles é do Governo do Estado. Segundo Sônia Othon, outras instituições também sofrem com a situação. É o caso do Museu de Cultura Popular, a Casa de Câmara Cascudo e até mesmo o Forte dos Reis Magos. “Chegar em Natal e não visitar o Forte é uma falha. Ele foi o primeiro museu do estado”, destacou a diretora.

Diariamente, o museu conta com a visita das escolas públicas, o que deixa o número de visitantes em cerca de 200 pessoas. Essa quantidade cresce em janeiro em razão das férias, mas o percentual a direção não soube precisar.

As escolas são isentas de qualquer taxa para entrar no Câmara Cascudo. Já para os visitantes comuns, o custo é de R$ 2 inteira e R$ 1 meia entrada. O local está aberto de segunda a sexta, das 9 às 17h, e aos sábados, das 13h às 17h.
A+ A-