Da seca à lama

Devido às fortes chuvas, que têm inundado cidades do interior, decretos de emergência por motivo da seca estão sendo reavaliados.

Artur Dantas,
Divulgação/Semarh
Iberê Ferreira em visita a São José do Campestre, um dos municípios atingidos pelas chuvas.
A situação de falta d’água em alguns municípios do interior do Estado há alguns dias não lembra em nada a atual condição de algumas cidades, onde enchentes têm deixado regiões ilhadas e famílias desabrigadas.

Em face dessa nova realidade, os decretos de emergência de 67 municípios, por motivo da seca, estão sendo reavaliados pela Coordenadoria de Defesa Civil da Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc).

A situação vem se invertendo. Os municípios estão decretando emergência por motivo de excesso d’água. São Bento do Trairi, cuja população ficou ilhada, já teve a situação de emergência decretada, enquanto estão em tramitação os processos de Severiano Melo, Japi, São José de Campestre, Jaçanã e São Tomé.

O município de Campo Redondo, historicamente castigado pela falta d’água, pediu a adequação do decreto ainda vigente de situação de emergência, por
escassez de chuvas, para uma decretação de emergência por inundação.

As fortes chuvas dos últimos dias têm causado muitos danos em todas essas cidades. Em São José de Campestre, o rio Jacu transbordou e deixou ilhadas 4 mil pessoas na comunidade Paraíba.

A travessia da população está sendo feita com a ajuda de equipamentos de resgate do Corpo de Bombeiros. Em Japi, estruturas de uma ponte foram levadas pela correnteza do rio, que teve seu nível bastante elevado em decorrência das chuvas.

Os transtornos causados pelo inverno no interior levaram o vice-governador do Estado, Iberê Ferreira, a visitar os municípios mais atingidos para ver de perto a situação e saber quais medidas tomar para auxiliar a população. O secretário de Infra-estrutura, Adalberto Pessoa, e o comandante do Corpo de Bombeiros, Cláudio Christian, têm acompanhado Iberê.

Alguns problemas já foram solucionados, segundo informou a assessoria do Governo do Estado. A rodovia RN 092 foi liberada pelo Departamento de Estradas de Rodagens (DER), que reconstruiu trechos prejudicados; e quanto a São bento do Trairi, a informação é de que o acesso à cidade será reaberto no início da próxima semana.

De acordo com Iberê Ferreira, o Governo do Estado está trabalhando de forma conjunta nesse período. “Todas as áreas do governo estão mobilizadas para solucionar os problemas da população de forma mais rápida possível”, afirmou.

Por enquanto não há nenhum boletim oficial detalhando o número de desabrigados nem dos danos causados pelas precipitações.
A+ A-