Em nota, reitora nega cisão entre UFRN e Instituto de Neurociências

Ângela Paiva disse que "não há nenhum conflito" entre a universidade e a instituição fundada pelo neurocientista Miguel Nicolelis.

Alisson Almeida,
Foto: Arquivo Nominuto.com
A reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Ângela Paiva Cruz, afirmou, em nota, que “não há nenhum conflito” entre a instituição e o IINN (Instituto Internacional de Neurociências de Natal Edmond e Lily Safra), fundado pelos neurocientistas Miguel Nicolelis e Sidarta Ribeiro.

 

A Folha de São Paulo noticiou, nesta terça-feira (26), a “cisão” no IINN, levando o professor da UFRN, Sidarta Ribeiro, a romper a parceira de oito anos com Miguel Nicolelis. O jornal chegou a mencionar que os pesquisadores estavam “divorciados”.

 

A cisão teria sido causada por “divergências” sobre a forma como Miguel Nicolelis comanda o instituto. De acordo com o jornal, Sidarta Ribeiro saiu do IINN levando consigo vários equipamentos científicos, que teriam sido requisitados pela reitora Ângela Paiva para suprir o recém-criado Instituto do Cérebro da UFRN.

 

Ângela Paiva reiterou que “continua com a interlocução permanente para dar continuidade a essa parceria, com a conclusão do Campus do Cérebro, nesta área estratégica para o desenvolvimento da ciência brasileira”.

 

Em relação à suposta determinação da reitora para que Miguel Nicolelis devolvesse os equipamentos que estavam no IINN, o superintendente de Comunicação da UFRN, José Zilmar, explicou que, como o material pertence à universidade, a devolução estava “acordada” com o neurocientista e, portanto, não houve “nenhum problema” sobre esse assunto.

 

Pelo Twitter, Miguel Nicolelis assegurou que o fim da parceria com Sidarta Ribeiro não modificará o trabalho que vem sendo desenvolvido no Instituto Internacional de Neurociências de Natal. “Meus melhores votos aos pesquisadores da UFRN que decidiram criar o seu próprio instituto. Espero que eles prosperem muito!”, escreveu o neurocientista.

 

Nicolelis confirmou para a próxima quinta-feira (28) uma entrevista coletiva, com a presença da reitora Ângela Paiva, no local onde está sendo erguida a futura sede do Campus do Cérebro, em Macaíba.

 

O neurocientista disse que a UFRN e a Aasdap (Associação Alberto Santos-Dumond), entidade privada que administra o IINN em convênio com a universidade, mostrarão, na entrevista coletiva, “o que essa parceria está realizando pelo RN e [pelo] Brasil”.

 

“Será também a minha oportunidade de contar a minha versão dessa lamentável demonstração de futilidade e jornalismo de porta de cadeia”, escreveu Miguel Nicolelis, numa crítica à matéria da Folha de São Paulo e à forma como setores da imprensa potiguar repercutiram a notícia.

 

Leia a seguir a íntegra da nota divulgada pela reitora da UFRN:

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO


A UFRN reafirma o seu compromisso de manter a parceria com o INN-ELS/AASDAP iniciada há oito anos e esclarece que não existe nenhum conflito institucional, senão algumas divergências pessoais de pesquisadores, antes colaboradores do INN-ELS/AASDAP. A REITORIA DA UFRN continua com a interlocução permanente para dar continuidade a essa parceria, com a conclusão do CAMPUS DO CÉREBRO, nesta área estratégica para o desenvolvimento da ciência brasileira. A REITORIA confia na superação de eventuais divergências e na construção do entendimento necessário à consolidação desse projeto institucional.


Natal, 26 de julho de 2011.


ÂNGELA PAIVA CRUZ


REITORA DA UFRN

 

A+ A-