Fones de ouvido podem levar à surdez

Especialistas alertam para o fator irreversível da degradação auditiva. Atualmente, 9 milhões de brasileiros precisam de assistência médica.

Carla Cruz,
Foto: Photl.com
A degradação auditiva se manifesta progressivamente.
Nos ônibus, na academia, no trabalho, na sala de aula. Apesar de ser grande curtição entre os jovens, ouvir música alta com fones de ouvido pode acarretar sérios danos à saúde. Médicos alertam que o tempo, o volume do som e a suscetibilidade de cada pessoa podem causar diminuição da audição, zumbidos, tonteiras e, em casos mais extremos, a surdez.

“A perda da audição pode surgir de modo agudo devido a estrondos ou por causa de uma exposição contínua ao ruído, que é o caso do fone de ouvido”, destacou o otorrinolaringologista Maciel Gurgel.

Segundo o especialista, ao longo do tempo, esses pacientes começam a ouvir e entender mal o que as pessoas falam ao seu redor, além de, geralmente, ficarem mais sensíveis a ruídos que antes não percebiam direito.

Na maioria dos casos, no entanto, a degradação auditiva se manifesta progressivamente. Essa foi a preocupação da universitária Sarah Wollermann. Há cerca de dois meses, ela começou a perceber zumbidos nos ouvidos e logo ligou a situação ao uso constante de fones de ouvido.

“Como eu trabalho com informática, eu uso muito o computador e, já que divido a sala com muitas pessoas e gosto muito de música, eu uso muito os fones de ouvido. De 8h às 18h, de segunda à sexta. Quando eu saía do trabalho, meus ouvidos começaram a ficar sensíveis às pessoas que falam mais alto, mas que em outras horas do dia, não me incomodavam", relatou.
Foto: Photl.com

Além dos zumbidos, Sarah relata que começou a sentir o desconforto que as pessoas geralmente sentem quando estão subindo ou descendo uma serra, por exemplo.

Sobre esta situação, os especialistas utilizam a seguinte explicação: o ouvido consiste em 3 partes básicas - o ouvido externo, o ouvido médio, e o ouvido interno. Cada parte serve para uma função específica para interpretar o som.

O ouvido externo serve para coletar o som e o levar por um canal ao ouvido médio. O ouvido médio serve para transformar a energia de uma onda sonora em vibrações internas da estrutura óssea do ouvido médio e finalmente transformar estas vibrações em uma onda de compressão ao ouvido interno. O ouvido interno serve para transformar a energia da onda de compressão dentro de um fluido em impulsos nervosos que podem ser transmitidos ao cérebro.
Foto: Photl.com

Ao descer ou subir uma serra, o que acontece é que a pressão no ouvido externo fica maior do que no ouvido interno, e é isso que causa o desconforto. “Parece que estamos com os ouvidos tampados ou até sentimos dor”, relata o Dr. Maciel Gurgel.

Quando a pressão no ouvido externo é maior do que a do ouvido médio, o tímpano fica estirado para dentro, não sendo capaz de exercer suas funções de forma normal.

Apesar de ter consciência da importância de se procurar um especialista, Sarah conta que ainda não procurou um, mas que está tentando se policiar quanto ao uso dos fones de ouvido.

"Estou evitando o máximo que posso os fones de ouvido. E pretendo ir ao médico daqui a uma semana. Não dá mais para adiar", contou.
Foto: Photl.com

De acordo com o especialista, o grande problema das pessoas é achar que está se acostumando com o barulho. “Na verdade, ela está é ficando surda e forçando sua audição. No caso dos fones de ouvido, o ideal seria que os aparelhos tivessem medidores de decibéis e exibisse uma espécie de alerta de abuso de exposição sonora. Mas como não há, as pessoas devem se monitorar”, destacou.

O médico adverte ainda que, em termos de audição, aquilo que se perde é irreparável. “Uma pessoa que entra em processo de perda auditava jamais volta a ter 100% da audição”, ressaltou o otorrinolaringologista.

E completou: “A surdez é uma doença invisível, lenta e progressiva. Enquanto jovem, a pessoa geralmente não sente a extensão do dano auditivo. Mas, quando chega na faixa dos 40 anos, ela vai ter suas atividades sociais prejudicadas”, disse o Dr. Maciel Gurgel.

9 milhões de brasileiros precisam de assistência auditiva
Dados recentes do British MRC Institute of Hearing Research, do Reino Unido, mostram que hoje mais de 560 milhões de pessoas sofrem de problemas auditivos no planeta, número que deve chegar a 700 milhões em 2015 e 900 milhões em 2025. No Brasil, são 9 milhões de pessoas que precisam de assistência auditiva. Dos 3,1 milhões de brasileiros nascidos a cada ano, menos de 10% passam por avaliação de surdez.

                                        Saiba quando é preciso procurar um médico
Ouve, mas não entende;
Fala alto ou baixo e não percebe que o faz;
Escuta um zumbido constante no ouvido;
Tem dificuldade para conversar em lugares barulhentos ou se comunica melhor nesses ambientes;
Pede para repetirem o que lhe é dito, com freqüência;
Tem se isolado das pessoas e evita conversar por causa da dificuldade de ouvir ou compreender o que é dito;
* Tem dificuldade para ouvir toques de telefone ou campainha.


Especialistas sugerem cuidados simples para evitar a perda de audição


1. Mantenha sua carteira de vacinação em dia e lembre-se que todos os adultos devem se vacinar contra a rubéola;

2. Fique atento caso a criança peça para repetir uma pergunta muitas vezes ou se ela demonstrar dificuldade de entender a fala;

3. Faça um teste audiológico pelo menos a cada 5 anos. Idosos e crianças com menos de 3 anos devem fazer um teste auditivo todos os anos;

4. Evite locais muito ruidosos que exijam elevação do seu volume de voz;

5. Evite ouvir música em volume muito alto;

6. Use protetores auditivos sempre que frequentar ambientes com barulhos extremos (shows, festas, casas noturnas, estádios etc.);

7. Não durma com a TV ou rádio ligados;

8. Sempre que possível, descanse sua audição por 10 minutos num local mais silencioso;

9. Não pingue remédios ou fórmulas caseiras dentro do ouvido sem indicação médica;

10. Não utilize objetos pontiagudos como palitos, grampos e lápis para limpar a orelha. Eles podem machucar o tímpano. O cotonete deve ser usado para limpar somente a parte externa da orelha.
A+ A-