Hospital Ruy Pereira é inaugurado para desafogar o Walfrego Gurgel

Investimento da transação é de R$ 2,4 milhões, divididos em parcelas de R$ 200 mil. Com isso, o estado passou a utilizar toda a estrutura do antigo ITORN.

Débora Ramos,
Foto: Débora Ramos
Objetivo inicial é sanar os problemas de superlotação do Hospital Walfredo Gurgel.
O novo hospital estadual do Rio Grande do Norte, Hospital Dr. Ruy Pereira, instalado no edifício que abrigava o ITORN foi inaugurado na manhã desta sexta-feira (8), com objetivo inicial de sanar os problemas de superlotação do Hospital Walfredo Gurgel.

A implantação da nova unidade faz parte de um conjunto de políticas do governo para regionalizar a saúde no Estado. A solenidade de inauguração contou com a presença do governador Iberê Ferreira de Sousa e do secretário estadual de Saúde, George Antunes.

“Neste primeiro momento, o Ruy Pereira vai servir para desafogar o movimento de pacientes no Walfredo. A unidade, porém, não será capaz de resolver este problema de forma definitiva. Para mudar este quadro a secretaria vai desenvolver um trabalho mais enfático, que compreende melhorias em outros hospitais do estado como o Hospital Regional Deoclécio Marques, João Machado, e em unidades do município de São José do Mipibu”, explica Antunes.

De acordo com ele, a ideia é fortalecer a oferta de serviços no interior para desencorajar a migração de pacientes para os hospitais da capital. A implantação do novo hospital estadual foi resultado de um contrato de locação entre o Governo do Estado e os proprietários do ITORN.

Foto: Débora Ramos
O aposentado João Batista recebe visita do governador Iberê Ferreira.
O investimento da transação será de R$ 2,4 milhões, divididos em parcelas mensais de R$ 200 mil. Com isso, o estado passou a utilizar toda a estrutura da unidade, o que incluiu mobília e os demais utensílios necessários para o funcionamento de um hospital. O Ruy Pereira realizará atendimentos de clínica médica, além de cirurgias ortopédicas e vasculares.

Apesar do evento comemorativo para marcar o início das atividades, a unidade já está em funcionamento desde a última segunda-feira (2). Desde lá, 25 pessoas (entre pacientes advindos do Walfredo e do João Machado) já deram entrada na unidade, que conta com 84 leitos clínicos e 16 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Atualmente 10 pacientes se encontram internados no Ruy Pereira. Um deles, o aposentado João Batista de Santana, que sofre com uma hemorragia no estômago, recebeu a visita do governador Iberê.

“O investimento feito pelo estado será basicamente o valor do aluguel. Afora isso, realizamos apenas pequenas intervenções para garantir o bom funcionamento da unidade. Entre as adaptações podemos citar a instalação de condicionadores de ar nas enfermarias e uma pequena alteração na fachada, que ganhou nova placa”, disse George Antunes.

De acordo com ele, cerca de 350 profissionais, entre o corpo médico e os demais funcionários, atuarão na unidade. Parte desse contingente foi aprovado no último concurso da secretaria e o restante será remanejado de outros locais.
Foto: Débora Ramos
"O investimento feito pelo estado será basicamente o valor do aluguel.", disse George Antunes.

Embora esteja já aberto e oferecendo aos pacientes o atendimento clínico, o novo hospital ainda não está apto a realizar os procedimentos de cirurgia vascular. Isso porque, de acordo com o secretário, a compra de alguns equipamentos necessários à realização do procedimento ainda não adquiridos pela Sesap. Ainda segundo Antunes, estão pendentes as compras de novos arcos cirúrgicos, além de outros instrumentos específicos.

Homenagem

Durante a solenidade de inauguração do novo hospital estadual, as autoridades presentes aproveitaram para homenagear o ex-secretário de Educação Ruy Pereira dos Santos, que dá nome à unidade.

Morto em razão de um acidente automobilístico em fevereiro deste ano, ele foi lembrado nos pronunciamentos do governador Iberê Ferreira de Sousa; do secretário de Saúde, George Antunes e da viúva, Ana Maria Brito.
A+ A-