Kalazans rebate Carlos Eduardo em audiência sobre Parque

Titular da Semurb afirmou que o lugar está em situação de “plena insegurança”.

Isabela Santos,
Elpídio Júnior
Durante a audiência pública sobre o Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte, o secretário municipal de Meio Ambiente e Urbanismo (Semurb), o engenheiro Kalazans Bezerra, afirmou que o lugar está em situação de “plena insegurança” e que os elevadores da torre são inapropriados para uso, contrariando a carta aos natalenses distribuída pelo ex-prefeito Carlos Eduardo sobre o tema.

Segundo o secretário, os três elevadores apresentam graves defeitos. O primeiro deles “funciona precariamente”,. O segundo “sofreu pane em seu sistema” e o outro ainda não terminou de ser montado.

Além do mais, os ascensores não possuem no break, equipamento que permite o funcionamento mesmo com quedas e falta de energia.

“A torre tem 14 m de altura e os elevadores transitam em uma área hermeticamente fechada de concreto. Se faltar energia, é impossível sair”, alertou.

Outra irregularidade, apontada pelo secretário da Semurb, foi o pagamento antecipado desses elevadores. “Esses elevadores foram pagos pela Semurb com antecedência e sem a autorização da Semov, contrariando as cláusulas das obras”, ressaltou enquanto lia um parecer do Tribunal de Contas, que apontou a infração como “descabida e ilegal”.

Bezerra disse ainda que o fechamento do Parque foi para atender a solicitação do Tribunal de Contas, por causa dos elevadores.

O secretário, ao começar sua fala, fez questão de explicitar que o Parque da Cidade é uma das prioridades de sua gestão.

“Nós percebemos que havia muita coisa requer uma atenção especial. Ficou clara a necessidade de conclusão das obras, outras sequer foram iniciadas”.
A+ A-