Morre fundador da Simas Industrial

O empresário Orlando Gadelha faleceu na noite deste domingo (7).

Gabriela Duarte,
Faleceu neste domingo (7), aos 91 anos de idade, o empresário e fundador da Simas Industrial, Orlando Gadelha Simas.

O corpo do empresário foi velado no centro de velórios Morada da Paz da rua São José, no bairro de Lagoa Seca. O sepultamento foi realizado após a missa de corpo presente, realizada às 10h, no cemitério Morada da paz, em Emaús. 

Simas Industrial 
A história da Simas Industrial de Alimentos começou em 1946. Quando os irmãos Orlando Gadelha Simas e José Gadelha Simas compraram a fábrica de balas São João, em Natal, fizeram algumas adaptações e iniciaram a produção artesanal de balas e caramelos. 

Na década de 1950 a indústria passou a ser mecanizada, o que permitiu a produção em larga escala e o crescimento da empresa. Em 1970, a Simas mudou para um novo prédio e a linha de produtos foi diversificada .

No ano de 1977, a empresa participou da primeira feira Brasil Export e conquistou clientes internacionais. Com o passar dos anos, o crescimento e expansão dos negócios gerou uma necessidade de ampliação da estrutura física da empresa. 

Em 2002 a empresa mudou suas instalações para o Parque Industrial, localizado no município de Macaíba, a 20 quilômetros de Natal, numa área de 220 mil metros quadrados com 25 mil metros quadrados de área construída. 

Com a nova estrutura, planejada e executada para atender as mais diversas exigências, a empresa conquistou novas parceiras. Uma delas é a Disney-Simas, que permite o uso, com exclusividade, dos personagens Mickey, Minnie, Pato Donald, Margarida, Pluto e Pateta nos produtos. A Simas também é uma das fornecedoras de balas e chicletes para a tradicional festa de Halloween, realizada no fim de outubro nos Estados Unidos. 

Hoje a empresa emprega aproximadamente 1.200 funcionários, produz mensalmente cerca de quatro mil toneladas de balas, caramelos, pirulitos e chicletes e exporta para mais de 50 países em todo o mundo, entre eles Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Omã e Palestina.
A+ A-