Prefeito de Parnamirim pode decretar estado de calamidade em alagamentos

Objetivo é buscar recursos federais para obras nas lagoas que enfrentaram transtornos causados pelas chuvas.

Da redação,
Asscom/Prefeitura de Parnamirim
"População de Parnamirim não está sozinha”, disse o prefeito Rosano Taveira durante fiscalização técnica às lagoas.

O prefeito de Parnamirim, Rosano Taveira, estuda a possibilidade de decretar estado de calamidade em alagamentos a fim de buscar recursos federais e, desta forma, realizar obras emergenciais nas lagoas que enfrentaram transtornos causados pelas fortes chuvas que caíram no município. Ao visitar todos os pontos críticos, na manhã do domingo (18), o gestor constatou que os danos causados pelas chuvas requerem obras estruturais a longo prazo para evitar problemas de inundações como os ocorridos neste final de semana.

Acompanhado de secretários e membros da Defesa Civil municipal e estadual, Rosano Taveira percorreu todas as lagoas de Parnamirim e disse que o  momento é de alerta total diante do que viu e das previsões de mais chuvas para os próximos dias, segundo informou a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn).

Com um volume de chuva de 410 mm desde o carnaval e 194mm de sexta-feira até domingo, a situação mais crítica foi observada nas lagoas Aderbal e Antônio Pontes, o que exigiu a colocação de bombas extras para ajudar a baixar o nível das águas. “Estamos com todas as nossas equipes de plantão e trabalhando em um plano emergencial para atender as famílias atingidas. A população de Parnamirim não está sozinha”, disse o prefeito Rosano Taveira durante fiscalização técnica às lagoas.

LagoadeParnamirim

Segundo o secretário de Obras, Franklin Wanderley, na Lagoa Aderbal o prefeito determinou que a capacidade de vazão seja dobrada. Eliseu Dantas, coordenador da Defesa Civil também participou da vistoria às lagoas e disse “Estamos acompanhando todo o trabalho feito pela prefeitura”.

Apesar dos estragos verificados em vários bairros de Parnamirim, verificou-se que as águas no município baixam rápido. E, com o reforço das equipes que instalaram mais bombas nos pontos críticos e a trégua que a chuva deu na manhã deste domingo, integrantes do comitê instaurado esperam resolver de forma emergencial os problemas que afetam principalmente bairros como Centro, Boa Esperança, Santos Reis e Nova Parnamirim.

Com o apoio da Secretaria de Assistência Social (SEMAS) que também está de plantão, quatro famílias desabrigadas com as chuvas foram levadas para a Escola Municipal Luís Maranhão, em Monte Castelo, onde estão recebendo todo o apoio necessário. Vinte casas foram atingidas pelas inundações, mas a maioria buscou abrigo na casa de familiares. “Montamos uma estrutura aqui na escola para atender estas famílias. Providenciamos colchões, alimentação e roupas para estas pessoas que perderam tudo com as chuvas”, disse a secretária Elienai Cartaxo.

Com as equipes de plantão, quem necessitar de apoio do município pode ligar para os números 190; 193 ou 98855-2254.

Tags: chuvas decreto Parnamirim
A+ A-