Projeto "Mercado Cultural" é lançado no espaço do Mercado de Petrópolis

Comerciante aprova a iniciativa da Prefeitura, mas pede reforço na segurança.

Alexis Peixoto,
Alexis Peixoto
Os atores Grimário Farias e Ivonete Albano conduziram a cerimônia de lançamento do Mercado Cultural.
Foi lançado oficialmente nesta terça-feira (1), o projeto Mercado Cultural, iniciativa da Prefeitura de Natal por intermédio da Fundação Capitania das Artes (Funcarte) e da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), que pretende revitalizar culturalmente o Mercado de Petrópolis.

De acordo com o projeto, o Mercado sediará, sempre na última quinta-feira de cada mês, uma apresentação cultural a cargo da Funcarte. O projeto prevê ainda diversas melhoras na estrutura do mercado, como a climatização do mezanino superior, que também servirá como espaço para eventos e apresentações.

Orçada em R$ 116 mil, a obra vem sendo vista com bons olhos pelos comerciantes estabelecidos no local. Gilson Miguel, artesão e primeiro-tesoureiro da Associação dos Micro e Pequeno Empresários do Mercado de Petrópolis, é um dos entusiastas do projeto.

“Acredito que este novo projeto só virá a somar ao valor cultural e histórico do nosso espaço. Estamos sempre procurando firmar parcerias para concretizar nosso objetivo de tornar o Mercado um lugar de referência, tanto para o turista quanto para o público local”, afirma.

De acordo com o comerciante, a Associação tem promovido esforços constantes para tornar o Mercado um espaço mais atraente ao público da cidade. O objetivo tem se tornado mais concreto com a realização dos já tradicionais forrós da sexta-feira, mas os organizadores ainda enfrentam uma dificuldade em relação à segurança do local.

“Tem sido nossa única dificuldade. A Semsur só disponibiliza dois policiais, que nem sempre aparecem. Na maioria das vezes, nós temos que pagar a segurança do nosso próprio bolso para poder realizarmos os eventos”, diz Gilson Miguel.

Durante a cerimônia de lançamento, o Secretário Municipal de Serviços Urbanos, Raniere Barbosa, destacou as constantes revitalizações empreendidas no local, mas não mencionou o problema da segurança.

O presidente da Funcarte, Dácio Galvão, afirmou que o projeto eleva o Mercado de Petrópolis a condição de espaço cultural, citando como exemplo o Teatro Sandoval Wanderley e o Centro Municipal de Artes Integradas (CMAI).

O prefeito Carlos Eduardo ressaltou o potencial turístico e cultural que o Mercado de Petrópolis ganhará com o projeto.

“Com este novo projeto, o Mercado de Petrópolis se transforma em uma vitrine para a cultura potiguar, tanto para os visitantes de nossa cidade, quanto para os natalenses que valorizam o artista local”, apontou.

A cerimônia de lançamento contou também com a presença dos músicos Carlos Zens e João da Banda e dos atores Grimário Farias e Ivonete Albano. Houve ainda apresentação da Cia. de Dança Suíte e Cantorias e do Corpo de Balé Pastoril.
A+ A-