Tudo pronto para o Circuito Bode Arte de performances

O evento vai durar cinco dias e já nasce regional, com participação de quase todos os estados do Nordeste.

Redação,
Está tudo pronto para o 1º Circuito Regional de Performance Bode Arte - que começa esta noite no Tecesol e segue até a sexta (09), com a participação de artistas de quase todo o Nordeste, mais Rio de Janeiro, São Paulo e até Berlim (Alemanha).

 

A ideia é, além de apresentar e discutir a linguagem artística da performance-arte em terras potiguares, suprir a ausência de eventos desta espécie. Além de performances - ao vivo, via teleconferência ou em vídeo - o Bode Arte conta ainda com uma oficina e um bate-papo.

 

Eis a programação - que começa sempre às 19h no Tecesol (à rua Governador Valadares, Pirangi - é a mesma rua da E E Berilo Wanderley; para quem vem pela avenida Ayrton Senna, antiga Estrada do Jiqui, sentido Cidade Jardim-Cidade Verde, é a primeira rua à direita após a lagoa do conjunto):

 

Dias 4 e 5

Oficina sobre performance "Diálogos Contínuos em Palcos Pós-Estruturados", com Naira Ciotti (UFRN)

 

Dia 6

Bate-Papo com o tema "Processos Criativos em performance", com os participantes.

 

Dia 7

Encenações - "Manifesto" (Chrystine Silva, RN); "O que está aqui está em todo lugar, o que não está aqui está em lugar nenhum" (Yuri Kotke, RN); "Dançando às Avessas" (Sandro Souza e Silva (RN).

 

Dia 8

Performances em telepresença - Proposições para o Recôncavo nº 2 (Mandú Performance-Art, BA). Performances presenciais - Nicho Portal do Imaginarium (Grupo Totem, PE); Como se Chama o Nome Disso? (1) (Marinalva Moura, RN); Como se Chama o Nome Disso? (2) (Lenilton Teixeira, RN); Big Bang - Performance Literocínica (Washington Hemmes (Projeto Cadafalso, CE); De Todos os Laços (Tito de Andrea (Projeto Cadafalso, CE)

 

Dia 9

 

Performances presenciais - SM (Jean Sartief, RN); Proto-Nostradamus (Felipe Fagundes, RN); Híbrida (Sandro Souza e Silva, RN); Fragmentos de um Anônimo (Mary Vaz, AL); Esqueci Meu Coração (Coletivo Independente de Performance, AL); Rótulo - As Impressões do Corpo (Charlene Sadd, RJ/AL); Des Em Cacho (Vitor Salessi (AL); "Isto Não é Body Art!", 2011, da série "Depilação Masculina" (ZMario, BA); Primeiro Estranha-se, Depois Entranha-se (Carol Piñeiro, RN); Os sintomas (Joto Gomo, RJ). Performances em telepresença - O Que Pode a Performance no Nordeste? (Lucio Agra, SP). Vídeos - Desencontros e Procissão (João Vianney, RN); Levandos os Elepês de Gal pra Passear (Arthur Scovino, BA); O educador (Marcelo Gandhi, RN/SP); Subindo, Subindo, Subindo (Vinicius Dantas (RN); Interdito 2.0 (Tábata Costa, SP). Fotografias - Movimento-Momento: Fragmentos no Tempo (André Bezerra e Chrystine Silva, RN); Sob Controle (Beto Leite e Carol Piñeiro, RN). Instalações - Amor Experimental - Volume Bode (Amor Experimental e Aramboiadefogo-SP e Coletivo ES3-RN); Bafo 2.0 (Felipe Gomez e Vinicius Dantas, RN); A Sinceridade Pode Deixar Marcas Maiores (Ramilla Souza, RN).

 

A+ A-