Candidatos ao Governo do RN trocam acusações durante debate na Band

Fátima Bezerra chama Carlos Eduardo de ‘menino mimado’ e ex-prefeito diz que adversária é ‘frustrada’.

Flávio Oliveira,
Fladson Soares/Nominuto
Candidato do PDT, Carlos Eduardo, o jornalista Diógenes Dantas e a candidata do PT, Fátima Bezerra, no primeiro debate do 2º turno para o governo.

SELO-ELEIÇÕES-2018-100O primeiro debate para o segundo turno entre os candidatos ao Governo do Rio Grande do Norte foi marcado não apenas pelas apresentações de propostas, mas também por momentos ríspidos entre os postulantes. A candidata do PT, Fátima Bezerra, chegou a dizer que Carlos Eduardo (PDT) era falso e o chamou de “menino mimado”. Já o pedetista disse que a rival era “frustrada” por nunca ter sido prefeita de Natal.

Mediado pelo apresentador do RN Acontece e editor-chefe do Portal Nominuto, o jornalista Diógenes Dantas, as perguntas ocorreram de maneira direta entre os postulantes ao governo, com temas como saúde, educação, segurança pública, entre outros de grande relevância para o Estado.

Ainda no início do programa, o pedetista perguntou a opinião da senadora sobre a redução da maioridade penal. Fátima se mostrou contra e disse que as principais vítimas da violência são os jovens e negros das periferias. “Sou contra a redução da maioridade penal comungada a tese que isso não resolve o problema da violência. É um equívoco pensar que reduzindo a maioridade penal nós vamos resolver o problema da criminalidade que assola o Brasil e o Rio Grande do Norte. Os jovens inclusive são as principais vítimas, principalmente os negros e pobres das periferias”, disse a petista.

Band

Em outra rodada de perguntas e respostas, Fátima perguntou ao ex-prefeito por que a tarifa do transporte coletivo em Natal era elevada. Carlos Eduardo respondeu que a petista desconhecia o funcionamento do sistema na capital e disse que quem estipula o valor não é o prefeito. “Todo mês de maio, com a data-base dos motoristas e cobradores e as demandas do Seturn, há uma discussão para a majoração da tarifa. Um conselho formado por 31 instituições discutem exaustivamente, levantando todos os dados para essa majoração”, explicou.

Carlos Eduardo questionou a adversária sobre a corrupção no PT e uma eventual autocrítica do partido. Fátima então respondeu que foram os governos petistas que mais contribuíram para combater a corrupção no Brasil. “O PT cometeu erros, certamente um dos erros não foi ter priorizado a realização da reforma política e já reconheceu isso. Agora é inegável que foi o governo do PT que mais contribuiu para combater a corrupção no país”, defendeu-se Fátima.

Inconformada com as críticas recebidas de Carlos Eduardo, Fátima disparou: “Deixa de falsidade, Carlos Eduardo Alves. Você já me elogiou tanto, dizendo que eu era a melhor parlamentar do mundo. Você sempre disse que o Governo do PT foi o melhor para Natal”.

FatimaBezerraDebatenaBand

Fátima provocou ainda dizendo que veio de origem humilde no sertão Nordestino, enquanto Carlos Eduardo vinha de uma família com tradição política. “Você não sabe o que é seca. Você é um menino mimado. Foi para o Rio, Copacabana, estudar lá. Eu sei o que é a dificuldade da Seca”. Ao ser criticado, Carlos Eduardo disse ser filho de um jornalista, político e melhor prefeito que Parnamirim já teve, e de uma mulher que é professora concursada da UFRN e hoje aposentada. “Não sou um menino mimado”, respondeu.

A senadora citou por diversas vezes a gestão de Carlos Eduardo na Prefeitura do Natal e questionou ações administrativas do período. O ex-prefeito chegou a provocá-la e disse que ela era “frustrada” por nunca ter conquistado o cargo. “A senadora tem alguma frustração com a Prefeitura de Natal. Ela tentou ser prefeita por quatro vezes e não conseguiu. Eu consegui e fui testado e aprovado pela população”, alfinetou o candidato. Ele disse ainda que foi bem avaliado em todos os mandatos no Executivo Municipal. “Natal conhece Carlos Eduardo e aprova minha atuação como gestor, tanto que tive aqui uma maioria de 70 mil votos sobre a senhora no primeiro turno”, disse Carlos Eduardo.

Ao final, Fátima agradeceu o número de votos que recebeu dos potiguares e disse que sua candidatura representa o fim de um ciclo oligárquico. "Quero agradecer de maneira muito especial ao povo do Rio Grande do Norte pela bonita e expressiva vitória que tivemos no primeiro turno", disse. "Já demos o primeiro passo no primeiro turno em direção à libertação do nosso estado por meio do rompimento de um ciclo oligárquico de mais de cinquenta anos que atormenta o nosso estado", declarou a senadora.

A petista ainda afirmou que sua candidatura representa a mudança para o Estado e pediu votos para o candidato à Presidência da República, Fernando Haddad. "Com o seu voto terei a mais honrosa procuração da minha vida. A nossa candidatura representa a verdadeira mudança para o RN, e para a mudança acontecer no Brasil, vamos de Haddad presidente. Vote 13!"

CarlosEduardoDebateBand

Já Carlos Eduardo, aproveitou o encerramento de sua participação no debate para sugerir uma reaproximação entre Fátima e o atual governador Robinson Faria (PSD), além de dizer que será o candidato mais alinhado com uma eventual Presidência de Jair Bolsonaro (PSL).

“Quero dizer que uma coisa ficou muito clara nesse debate: a candidata, que participou do governo Robinson Faria, agora fugiu todo o tempo de fazer críticas ao atual governo, o que mostra que voltaram a se unir em um governo que esfacelou a saúde, a segurança, as finanças e o nosso progresso e desenvolvimento econômico”, disse. “É preciso que a gente faça uma decisão. O Brasil está decretando o fim do ciclo petista e o RN não pode ir na contramão do Brasil. Vamos votar em um governador que esteja alinhado ao Governo Federal e que faça o RN crescer de novo! Agora é 12”.


Confira na íntegra o debate com os candidatos ao Governo do RN:


Tags: Carlos Eduardo Alves Debate na Band Eleições 2018 Fátima Bezerra
A+ A-