Brasil perde nos pênaltis e fica com a prata no futebol feminino

Brasileiras perderam para a equipe do Canadá e, com 4 a 3 nas penalidades, desperdiçam a chance de terceiro ouro no Pan.

Maurício Stycer, do portal UOL,
Foto: Daniel Marenco/Folhapress
Brasil perdeu por 4 a 3 nos pênaltis, ficando com a prata.
Em uma final dramática, o Brasil perdeu para o Canadá nos pênaltis por 4 a 3 no futebol feminino em Guadalajara e ficou com a medalha de prata no torneio. A seleção vencia a decisão por 1 a 0 até os 42 minutos do segundo tempo, quando o Canadá empatou a partida. Antes, a equipe já havia desperdiçado inúmeras oportunidades de ampliar o placar, mas cedeu o gol após cobrança de escanteio e viu sua história na competição mudar completamente.

 

Depois de conquistar os últimos dois Jogos Pan-Americanos, a seleção brasileira ficou com a prata. O México venceu a Colômbia na decisão do terceiro lugar e ganhou o bronze.

 

A partida não foi boa no primeiro tempo, mas o Brasil foi eficiente. Aos 3 minutos, no primeiro chute da partida, a seleção fez a 1 a 0. Debinha aproveitou uma falha do Canadá, avançou e chutou forte de fora da área.

 

O Brasil imediatamente recuou e deixou o Canadá pressionar. As chances se sucederam. Aos 20 minutos, as canadenses desperdiçaram grande oportunidade, num chute de dentro da área que foi para fora.

 

Para piorar, o Brasil jogava com muita lentidão e não conseguia explorar os contra-ataques. A volante Formiga, a melhor brasileira em campo, se machucou ao tentar recuperar uma bola aos 40 minutos e deixou o campo mancando.

 

Maiores e mais fortes fisicamente que as brasileiras, as canadenses se impuseram com certa facilidade, mas a falta de habilidade dificultava as ações ofensivas da equipe.

 

O Brasil melhorou um pouco no segundo tempo. Parou de dar chutão para frente e conseguiu alguns contra-ataques, Num deles, aos 22 minutos, numa ótima jogada de Maurine, Thais perdeu grande chance. Na sequencia, a lateral quase marcou em cobrança de escanteio.

 

Nos últimos quinze minutos da partida, a seleção desperdiçou inúmeras chances, por falha de suas atacantes Thais e Debinha. Aos 42 minutos, numa cobrança de escanteio, Sinclair empatou a partida, levando-a para a prorrogação.

 

Na prorrogação, cansada, a seleção brasileira pouco produziu, voltando a insistir nos chutões para a frente. Já as canadenses apostaram em bolas lançadas na área do Brasil, levando perigo em algumas oportunidades.
Foto: Jefferson Bernardes/VIPCOMM
Debora lamenta pênalti perdido para o Brasil. Final dramática.

Nos pênaltis, Grazielle e Debinha desperdiçaram para o Brasil, enquanto que Chapman não converteu pelo Canadá.

 

A seleção veio a Guadalajara sem oito jogadoras que participaram do último Mundial, entre elas Marta e Cristiane. Por outro lado, os Estados Unidos, "carrasco" do Brasil em inúmeras competições, não enviou seleção a Guadalajara.

 

O Canadá havia perdido a medalha de ouro para o Brasil no Pan de Santo Domingo, em 2003. Empatada no tempo normal, a partida foi para a prorrogação e terminou com um gol de Cristiane, na morte súbita. Em Guadalajara foi a hora da vingança.
A+ A-