Bruno Mendes marca dois e Botafogo vence Vasco

No dia em que Garrincha completaria 79 anos, o Botafogo quebrou um jejum de sete partidas sem vencer.

Redação, Site da Fox,
O Botafogo derrotou o Vasco por 3 a 2, em partida disputada na noite desta quinta-feira, 18 de outubro, no Engenhão. No dia em que Garrincha completaria 79 anos, o Botafogo quebrou um jejum de sete partidas sem vencer graças a um inspirado Bruno Mendes, que marcou duas vezes, incluindo o gol da vitória, aos 47 minutos do segundo tempo.

Com o resultado, o Botafogo chegou a 44 pontos e subiu para a sétima posição na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. Foi o primeiro triunfo do holandês Clarence Seedorf em clássicos.

O Vasco continua com 50 pontos, em quinto lugar, mas viu a diferença para o G-4 aumentar.

O Botafogo volta a jogar no dia 24 de março, quarta-feira, contra o Figueirense, no Orlando Scarpelli. No mesmo dia, o Vasco vai a Porto Alegre encarar o Internacional.

O jogo - Diante de um público muito pequeno, Botafogo e Vasco iniciaram a partida de forma cautelosa. E foi o Vasco que chegou primeiro na área adversária com Carlos Alberto. O jogador vascaíno se aproveitou de uma falha do volante Gabriel, para penetrar na área e tentar o arremate, mas o chute foi bloqueado por Antonio Carlos.

Como Alecsandro e Tenório estão lesionados, o técnico Marcelo Oliveira precisou improvisar Carlos Alberto como atacante, ao lado de Eder Luis. Já o Botafogo entrava com uma formação mais ofensiva, com a entrada do atacante Bruno Mendes ao lado de Elkeson.

Aos oito minutos, Nilton enfiou a bola para Carlos Alberto que penetrou nas costas da zaga e tentou encobrir o goleiro Jéfferson, mas a bola subiu demais. O Vasco se mostrava mais objetivo, com Felipe e Juninho Pernambucano se movimentando com liberdade. O Botafogo encontrava muitas dificuldades para trocar passes e não conseguia se aproximar da área cruz-maltina.

Só aos 14 minutos é que o Botafogo criou sua primeira jogada ofensiva. Após boa troca de passes, a bola foi lançada para Bruno Mendes que penetrou pela direita e tentou o cruzamento para Elkeson, mas Douglas aliviou.

O Vasco continuava melhor em campo, enquanto o Botafogo errava muitos passes. Seedorf e Renato, os mais experientes, não conseguiam se encontrar em campo. E aos 21 minutos, Juninho Pernambucano cobrou falta na intermediária e colocou Nilton, livre na pequena área, em condições de finalizar, mas o volante concluiu mal e mandou a bola para fora.

O Vasco abriu o marcador aos 24 minutos. Felipe Bastos lançou Eder Luis pela direita. O atacante penetrou e cruzou para Carlos Alberto, de letra, e mandar a bola para as redes, sem chances de defesa para o goleiro Jéfferson. Carlos Alberto não marcava em jogos do Brasileiro da série A há 52 jogos.

A reação do Botafogo não demorou. Aos 29 minutos, Bruno Mendes se infiltrou pela direita e cruzou, Juninho Pernambucano tentou cortar e colocou a bola nos pés de Elkeson que só teve trabalho de empurrar para o gol. O jogo ficou aberto, com os dois times procurando o gol de desempate. Aos 29 minutos, Carlos Alberto cabeceou e Jéfferson fez ótima defesa. A resposta alvinegra veio com um chute de Elkeson que completou ótima jogada de Fellype Gabriel, mas a bola saiu. Logo depois, Elkeson concluiu, de cabeça. e Fernando Prass defendeu com segurança.

Aos 37 minutos, o Vasco marcou o segundo gol. Felipe ganhou dividida com Dória no lado direito da grande área e passou para Carlos Alberto, livre, tocar para as redes.

Os dois times voltaram sem mudanças para o segundo tempo, mas o Botafogo, em desvantagem no marcador, adotou uma postura mais ofensiva. Aos cinco minutos, Seedorf cobrou falta na entrada da área e Fernando Prass e defendeu parcialmente e a zaga apareceu para aliviar o perigo. O Vasco encontrava dificuldades para trocar passes e não conseguia construir boas jogadas ofensivas. Só aos 14 minutos é que Eder Luis foi lançado pela direita e cruzou para Carlos Alberto na pequena área, mas Antonio Carlos desviou a bola para escanteio.

O Botafogo assustou aos 15 minutos com um chute de Elkeson que Fernando Prass defendeu.

E o Vasco desperdiçou outra chance quando Eder Luis arrancou pela direita, entrou na área, mas errou ao tentar tocar para Carlos Alberto que estava livre na pequena área. O meia Felipe pediu para sair e o técnico Marcelo Oliveira colocou o lateral esquerdo Thiago Feltri, passando para Wendel para o meio-campo.

A torcida do Botafogo começou a ofender o técnico Oswaldo de Oliveira e a vaiar os jogadores alvinegros, principalmente Elkeson.

Aos 23 minutos, Juninho lançou Éder Luis pelo meio. O atacante ganhou de Dória na corrida, mas adiantou a bola e permitiu que Jéfferson abafasse a jogada.

O Botafogo empatou aos 29 minutos. Gabriel recebeu a bola no lado direito e cruzou fechado. Bruno Mendes chegou antes de Dedé e tocou no canto esquerdo de Fernando Prass.

O Botafogo ficava mais tempo com a bola, enquanto o Vasco tentava dar velocidade ao jogo, através dos passes de Juninho Pernambucano para Eder Luis.

A partida ficou muito truncada e com poucas chances de gol. Aos 40 minutos, Juninho cobrou falta e o goleiro Jéfferson quase deixou a bola passar, mas se recuperou, antes que a bola entrasse.

Quando os dois times pareciam conformados com o resultado, Bruno Mendes recebeu na entrada da área e mandou uma bomba rasteira no canto esquerdo, sem chances de defesa para Fernando Prass, e garantiu a virada do Botafogo.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 3 X 2 VASCO

Local: Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 18/10/2012 - 21h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Pereira Joia (Fifa - RJ) e Wagner de Almeida Santos (RJ)
Renda e público: R$ 105.050,00/ 5.015 pagantes
Cartões amarelos: Márcio Azevedo, Seedorf e Elkeson (BOT); Wendel (VAS)
Gols: Carlos Alberto, aos 24'/1ºT (0-1), Elkeson, aos 29'/1ºT (1-1), Carlos Alberto, aos 37'/1ºT (1-2), Bruno Mendes, aos 29'/2ºT (2-2) e Bruno Mendes, aos 48'/2ºT (3-2)

BOTAFOGO: Jefferson; Jadson, Antônio Carlos, Dória e Márcio Azevedo; Gabriel, Renato (Marcelo Mattos 25'/2ºT), Fellype Gabriel (Lodeiro 25'/2ºT), Elkeson (Rafael Marques 40'/2ºT) e Seedorf; Bruno Mendes. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

VASCO: Fernando Prass; Jonas (Jhon Cley 37'/2ºT), Dedé, Douglas e Wendel; Nilton, Fellipe Bastos (Eduardo Costa 28'/2ºT), Felipe (Thiago Feltri 18'/2ºT) e Juninho; Eder Luis e Carlos Alberto. Técnico: Marcelo Oliveira.

A+ A-