Construção da Arena das Dunas será feita por licitação consorciada

Decisão foi anunciada pela governadora Wilma de Faria na tarde desta terça (9), no Rio de Janeiro, após reunião com a prefeita Micarla de Sousa.

Assecom,
O Governo do Estado e Prefeitura de Natal irão promover uma licitação consorciada para viabilizar a construção da Arena das Dunas. As bases legais desta licitação serão discutidas pelos procuradores do Estado e do Município.

A decisão foi anunciada pela governadora Wilma de Faria na tarde desta terça-feira (09), no Rio de Janeiro, onde se reuniu com a prefeita Micarla de Sousa para tratar do assunto. Wilma e Micarla conversaram depois da reunião com o Comitê Organizador Local da Copa 2014.

O projeto Arena das Dunas, que levou Natal a ser escolhida uma das cidades que irão sediar jogos do maior torneio de futebol do mundo em 2014, voltou a receber elogios dos representantes da Federação Internacional de Futebol (Fifa).

Durante reunião com o Comitê Organizador Local da Copa 2014, a comissão do Governo do Estado e da Prefeitura de Natal ouviu de Carlos de La Corte, engenheiro de estádios da Fifa, que o referido projeto foi aprovado exclusivamente por critérios técnicos.

"Isto mostra o quanto acertamos na contratação de pessoal especializado para a elaboração do projeto", avaliou o secretário estadual de Turismo, Fernando Fernandes, que participou da reunião com o Comitê Organizador da Fifa.

Segundo ele, a escolha da empresa de consultoria Price White HouseCoopers e do escritório de arquitetura de estádios e arenas HOK SVE deu credibilidade ao projeto que garantiu a participação de Natal na Copa.

Segundo Fernandes, as reuniões com o Comitê Organizador da Fifa irão se estreitar daqui para frente. "Teremos diálogos constantes e permanentes, até porque os prazos definidos pela Fifa já estão correndo", acrescentou o secretário.

Nesta primeira rodada de reunião depois que Natal foi escolhida como sede, os representantes da Fifa e CBF pediram explicações técnicas sobre questões como hotelaria, aeroporto, energia e mobilidade urbana. Os três primeiros temas foram abordados por Fernando Fernandes. O último, ficou a cargo do secretário municipal de Meio Ambiente, Kalazans Bezerra.

Os próximos passos, segundo Fernandes, é cumprir os prazos apresentados pela Fifa para que as cidades sedes dos jogos do Mundial cumpram normas e cronograma de obras.

No dia 31 de agosto deste ano, por exemplo, deve ser feito o lançamento dos processos públicos para a construção dos estádios. Também nesta data devem estar aprovadas as licenças de uso de terrenos e as ambientais.

No dia 31 de novembro, encerra-se o prazo para os comitês de cada cidade dirimir dúvidas sobre publicidade e comércio ambulante durante a realização dos jogos. No dia 31 de dezembro, deverão estar confirmados todos os grupos privados que serão parceiros na construção dos estádios.

Em 21 de fevereiro de 2010 os recursos para a execução das obras deverão ser utilizados pelos comitês organizadores de cada Estado e no dia 31 de dezembro de 2012, todos os estádios devem estar prontos para serem usados.
A+ A-