Justiça determina bloqueio de R$ 6,3 milhões do ex-governador Robinson Faria

Valor bloqueado seria referente à quantia desviada dos cofres públicos no período de 2006 a 2015.

Da redação,

O juiz da 6ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Natal, Francisco Seráphico da Nóbrega Coutinho, determinou nesta sexta-feira (25) a indisponibilidade de bens do ex-governador do Rio Grande do Norte, Robinson Faria (PSD), e o bloqueio de R$ 6,3 milhões em contas bancárias.

A decisão ocorreu dentro da ação aberta após a deflagração da Operação Dama de Espadas - que investigou desvio de recursos na Assembleia Legislativa do RN.

Na ação civil, o Ministério Público denunciou Robinson Faria por inserir, de forma fraudulenta, servidores fantasmas na folha de pagamento da Assembleia, na época em que era deputado estadual e que foi presidente da Casa, entre 2006 e 2015. A Operação Dama de Espadas, que apura os desvios, foi deflagrada em 2015 e conta com delação premiada de ex-servidores da Casa.

De acordo com a decisão do magistrado, há "fortes indícios" de que Robinson Faria era destinatário e beneficiário de esquema ilícito de desvio de recursos da Assembleia. O valor bloqueado seria referente ao valor desviado dos cofres públicos no período.

Tags: bloqueio judicial Operação Dama de Espadas Robinson Faria
A+ A-