Trabalhadores da saúde mantém greve e médicos param na sexta-feira

Reunião esta manhã entre o secretário estadual de Saúde e os representantes do Sinmed e Sindsaúde não avançou.

Redação,
Sem avanços. Esse foi o resultado do encontro, na manhã desta quarta-feira (22), na Secretaria Estadual de Saúde (Sesap), entre representantes do Sindicato dos Médicos (Sinmed) e dos Trabalhadores da Saúde (Sindsaúde) com o secretário estadual de Saúde, George Antunes.

O objetivo da reunião foi tentar chegar a um acordo para pôr fim à greve dos profissionais da área da saúde e evitar que os médicos paralisem atividades na próxima sexta-feira (24).

“Ele (George Antunes) não manteve contato com o chefe do gabinete civil, Gustavo Carvalho, e nem tampouco com a governadora”, disse Sônia Godeiro, diretora do Sindsaúde.

Para o presidente do Sindicato dos Médicos, Geraldo Ferreira, o intuito da reunião foi avançar nas negociações. “Por enquanto, continuamos com a decisão de deflagrar greve na próxima sexta-feira”, afirma.

Segundo o secretário estadual de Saúde, George Antunes, a questão de reajuste salarial tem que ser bem analisada.

“Isso deixa o Estado vulnerável com relação à lei de responsabilidade fiscal”, comentou o secretário, concluindo que deverá manter contato com o chefe do gabinete civil do Estado, Gustavo Carvalho.
A+ A-