Em protesto, 455 mil catalães pedem independência

Manifestação liderada pelo governador catalão ocorre após Madri anunciar intervenção no governo regional.

Da redação, Estadão Conteúdo,
Cerca de 450 mil independentistas liderados pelo governador da Catalunha, Carles Puigdemont, foram às ruas de Barcelona neste sábado aos gritos de "liberdade" e "independência", depois que o governo central anunciou a intervenção no governo regional. 


"É hora de declarar a independência", disse Jordi Baltá, empregado de uma papelaria, acrescentando que, na sua opinião, já não há espaço para o diálogo. 

A polícia local de Barcelona, a Guarda Urbana, estimou em 450 mil manifesantes, mais que o dobro no último protesto independentista, na terça-feira. 

O protesto foi organizado com o lema: "Em defesa dos direitos e das liberdades". A manifestação já tinha sido convocada há alguns dias para exigir a liberdade de dois líderes de entidades sociais independentistas que foram detidos.

Os dois foram presos provisoriamente por ordem da Audiência Nacional da Espanha acusados do crime de "insurreição" por promover o assédio à Guarda Civil em Barcelona quando os agentes federais faziam uma operação em uma sede do governo regional em setembro.

O vice-presidente regional da Catalunha, Oriol Junqueras, pediu que a população participe do protesto. Para ele, os cidadãos devem proteger a Catalunha do totalitarismo.
Tags: catalães
A+ A-