Greve dos bancos: correntistas irritam-se com a falta de informação e atendimento

Greve dos bancos completa nesta quinta-feira (16), 17 dias.

Ana Paula Oliveira,
Ana Paula Oliveira
No Estado apenas os bancos públicos estão em greve.
Carlos Alberto Oliveira foi na manhã desta quinta-feira (16) na companhia de sua mulher para fazer um procedimento na agência do Banco do Brasil, da avenida Rio Branco, mas chegando lá, ficou irritado com a falta de informação e atendimento. 

“Desde a semana passada eu e minha esposa lutamos para conseguir a reativação de sua conta do cheque especial, que o banco descontou e não repôs o valor novamente”, conta, afirmando que a operação só pode ser feita com um caixa e de forma personalizada. 

Ele disse que “está se sentindo muito prejudicado com essa situação. Acho que os bancários têm que conseguir outro meio de negociar seus direitos. A greve só prejudica a população”. 

Segundo Gilberto Monteiro, diretor de Administração e Patrimônio do Sindicato dos Bancários, algumas agências estão com funcionários atendendo de forma seletiva. 

Ainda segundo ele, dos cerca de 30 funcionários da agência, três estão atuando dessa forma. Ele informa que devido ao Interdito Proibitório, medida judicial que impede o bloqueio no acesso as dependências dos bancos privados, em Natal nenhum banco privado está em greve. “Não temos como desobedecer a uma medida judicial”. 

No Rio Grande do Norte apenas os bancos públicos estão em greve.
A+ A-