Lagoas de captação de água são vistoriadas pela Defesa Civil do município

Serão 54 lagoas vistoriadas com o objetivo de preservar a capacidade de acomodamento das águas pluviais.

Da redação, Agência Brasil,
As lagoas de captação de águas pluviais de Natal estão sendo vistoriadas pela equipe da Defesa Civil Municipal. A determinação da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social (Semdes) é de que os agentes analisem toda a estrutura física das lagoas, como também o nível de água, estado das bombas de sucção, necessidade de limpeza e outros pontos importantes para o pleno funcionamento do equipamento em períodos de chuvas.

Até o momento, 25 lagoas de captação passaram pela vistoria dos agentes da Defesa Civil Municipal. O trabalho já contemplou as lagoas de Gramorezinho, Nova Natal, Pajuçara, Dom Pedro, José Sarney, Nova República, Planalto (1 e 2), São Conrado, Cidade da Esperança (1 e 2), Cidade Nova (1 e 2), Parque das Orquídeas, Capim Macio (1, 2 e 3), Conjunto Pirangi (1 e 2), Lagoa do Makro, Cidade Satélite, Lagoas dos Potiguares, Lagoa dos Preás, Parque da Pedras e Xavantes.

O titular da Semdes, João Paulo Mendes, explicou que após a conclusão das vistorias técnica o Departamento de Defesa Social irá produzir um relatório atualizado apontando cada caso, sendo o documento enviado às secretarias do município que têm a responsabilidade sobre a resolução dos itens em questão. “É um trabalho preventivo importante que a Defesa Civil vem regularmente realizando no intuito de controlar e solicitar as providências para que essas lagoas funcionem bem e possam evitar maiores transtornos nos períodos chuvosos”, comentou.

A diretora de Defesa Civil de Natal, Alana Sales, informou que no total serão 54 lagoas de captação vistoriadas com o objetivo de preservar a capacidade de acomodamento das águas pluviais, evitando possíveis alagamentos decorrentes das águas de chuvas. “Nossa previsão é que até o final desta semana todo o trabalho de vistoria já esteja concluído”, adiantou.

Na averiguação são avaliados os graus de riscos de cada unidade, como também o funcionamento das bombas de sucção, nível de água acumulado, acúmulo de lixo urbano e outros fatores que podem dificultar o escoamento da água causando o transbordamento e a inundação de ruas próximas.
Tags: Lagoas de captação
A+ A-