Eclipse lunar poderá ser visto no Brasil de modo parcial nesta terça

Fenômeno acontecerá no dia 16 de julho de 2019, exatamente 50 anos após o lançamento da missão Apollo 11 rumo à Lua.

Da redação, Estadão Conteúdo,
Amir Cohen/Reuters

Exatamente cinquenta anos depois do lançamento do Apollo 11, que levou o homem à superfície lunar, grande parte da Terra poderá contemplar, nesta terça-feira (16), um eclipse parcial da Lua. O fenômeno será visível no Brasil, dependendo das condições climáticas.

O eclipse também poderá ser visto da África, de parte da Europa e Ásia e da área ocidental da Austrália, segundo informou nesta segunda-feira (15), a Sociedade Real de Astronomia (RAS, na sigla em inglês) de Londres, em um comunicado.

Um eclipse lunar ocorre quando o Sol, a Terra e a Lua estão alinhados e a Lua penetra no cone de sombra produzido pela Terra. O eclipse lunar pode ser total (quando a Lua é inteiramente encoberta) ou parcial, como ocorrerá nesta terça.

A Lua não ficará totalmente às escuras - cerca de 60% da superfície visível da Lua ficará coberta pela sombra, segundo a RAS. O satélite ficará sombreado e deve adquirir um tom alaranjado. Isso porque a atmosfera terrestre desvia os raios vermelhos do Sol em direção ao cone de sombra que cobrirá a Lua. Esse fenômeno é popularmente conhecido como "lua de sangue".

Tags: Eclipse Eclipse da Lua
A+ A-