Acusado de assassinar a própria mãe confessa o crime à Polícia

David Pinheiro da Costa, 22 anos, em seu depoimento afirmou ter raiva da mãe porque ela o chamava de “noiado”.

Da redação, Degepol,

O jovem David Pinheiro da Costa, 22 anos, acusado de assassinar sua mãe na última terça-feira (9), na cidade de Lagoa D’anta, foi conduzido pela Polícia Militar na manhã desta quarta feira (10) à 6ª Delegacia Regional de Polícia Civil, em Nova Cruz. David confessou ter cometido o crime e disse que agrediu a vítima com pedradas e pauladas.

O corpo de Maria das Graças Pinheiro Costa, 50 anos, foi encontrado pela Polícia no final da tarde de ontem (9) estendido no chão, coberto com um lençol, a uma distância de aproximadamente 50 metros da residência em que morava com o seu marido e dois filhos, que fica numa comunidade conhecida como Sítio Pau Queimado. A vítima estava seminua, com os olhos arrancados e ferimentos na cabeça.

Em seu depoimento, David afirmou ter raiva da mãe porque ela o chamava de “noiado”. Ele explicou que assassinou Maria das Graças no banheiro de casa e que em seguida saiu arrastando sua mãe até o local onde o corpo foi encontrado. O rapaz ainda disse ter beijado a boca de Maria das Graças, antes dela morrer.

David foi indiciado por homicídio qualificado com os agravantes de não ter possibilitado defesa à vítima e por motivo fútil.

Tags: Degepol Polícia
A+ A-