Ladrão morto no caso de Leocádio Júnior participou de latrocínio contra PM de SC

Mateus da Silva Régis, de 17 anos, também era acusado do assassinato de um dono de lan house na zona norte.

Da redação, PC,
Reprodução/Facebook
Filho do ex-prefeito de Lajes Benes Leocádio foi obrigado a dirigir para os dois adolescentes enquanto praticavam roubos pela cidade.

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está investigando o sequestro relâmpago que resultou na morte do adolescente Luiz Benes Leocádio de Araújo Júnior, de 16 anos, na tarde desta quarta-feira (15). Logo após a ocorrência, a Divisão Especializada iniciou os procedimentos investigativos e está instaurando um inquérito policial para apurar todos os fatos.

Dois adolescentes, um de 17 e outro de 16 anos, renderam a vítima quando ele estava saindo de um prédio, na avenida Romualdo Galvão e o obrigaram a levá-los até a zona norte, onde houve um confronto com policiais militares.

MateusdaSilvaRegisDurante a ação, o adolescente de 17 anos, identificado como Mateus da Silva Régis, foi alvejado e morto. Investigações preliminares da Polícia Civil apontam que ele participou da ação que resultou na morte da policial militar de Santa Catarina Caroline Pletsch, em 26 de março de 2018. O adolescente também teria praticado um latrocínio contra um dono de uma lan house, na zona norte, em 11 de abril de 2018 e um fato análogo a furto em 2017.

“Nós já descobrimos que Benes Júnior foi rendido, pela dupla que estava armada com dois revólveres calibre 38, e obrigado a dirigir para os dois. Durante o tempo em que esteve em poder dos suspeitos, a dupla aproveitou para realizar diversos roubos contra pessoas e estabelecimentos que ficam na zona norte. Nas proximidades de um posto de gasolina, no bairro Pajuçara, uma viatura da Polícia Militar conseguiu interceptar e veículo e os adolescentes armados dispararam contra os policiais militares. Na troca de tiros, Benes Júnior foi alvejado e veio a óbito”, detalhou o delegado titular da DHPP, Marcos Vinícius.

A DHPP já colheu depoimentos do comandante da guarnição, todas as armas já foram apreendidas para perícia e o outro adolescente, que não tinha passagem pela Polícia, foi apreendido.

Tags: Caso Leocádio Júnior Insegurança Polícia Civil Polícia Militar
A+ A-