“Não permitiremos que os presos desmoralizem o Estado”, diz secretário de Justiça

Sejuc retira ventiladores, TVs e rádios do Presídio de Parnamirim após fugas e mau comportamento.

Rafael Araújo,
Sejuc/Divulgação
Materiais foram recolhidos nesta segunda-feira em celas do pavilhão 2 do Presídio Estadual de Parnamirim.
A Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejuc) retirou nesta segunda-feira (25), ventiladores, rádios e televisões do pavilhão 2 do Presídio Estadual de Parnamirim (PEP), na Grande Natal. Segundo o secretário Walber Virgolino, a medida não vai atingir todo o sistema, será destinada apenas aos presos de mau comportamento e aqueles que tiverem tentado fugir das unidades.

Atualmente, os apenados de bom comportamento têm o “direito” de utilizar os equipamentos dentro dos presídios. Apesar de não concordar com as regalias, o titular da Sejuc acredita que é difícil retirar os benefícios que os presos já recebem há algum tempo. “Eu não concordo com isso, mas uma vez concedida à regalia, é muito difícil retirar se o preso não apresentar mau comportamento”, argumenta.

Devido às tentativas de fugas e a indisciplina dos internos, a Sejuc retirou os equipamentos do pavilhão 2 da unidade. “Os objetos foram retirados como punição pelo mau comportamento e sucessivas tentativas de fugas dos presos do pavilhão 2 da unidade. Toda semana encontramos escavações de túneis no local”, afirmou Virgolino.

walber-h

Ainda de acordo com o secretário, os equipamentos que tiverem nota fiscal serão devolvidos para as famílias dos presos. O restante, no entanto, devem ser doados para instituições de caridade, escolas ou creches.

Diante do fim das regalias no pavilhão 2 do PEP, a equipe do portal Nominuto.com questionou Walber Virgolino sobre uma possível retaliação dos presos, mas o titular da Sejuc revelou não acreditar nesta possibilidade. “Eu não acredito que isso vá acontecer, pois nós estamos apenas retirando regalias de quem quer desmoralizar o Estado. Nós não vamos permitir essa desmoralização”, enfatizou.

O fim das regalias poderá acontecer também em outras unidades prisionais do Estado. Mas, isso só irá ocorrer caso os presos voltem a se rebelar e tentar fugir dos presídios. “É uma medida que vai acontecer de forma gradativa. Contudo, as outras unidades só serão atingidas se os presos tiverem apresentando maus comportamentos”, concluiu.

Tags: Polícia Secretaria da Justiça e da Cidadania Secretário da Justiça Segurança Sejuc Walber Virgolino
A+ A-