Operação Zebra: Dono de bingo que funciona em Natal é preso em Recife

Carlos Alberto, proprietário da rede de bingos Monte Carlos, fazia parte de grupo que usava loterias eletrônicas como fachada para praticar crimes de contrabando.

Thyago Macedo,
Gabriela Duarte
Quadrilha possuía uma fabrica de máquinas caça-níqueis em Recife e outra em São Paulo
O proprietário da rede de loterias Monte Carlos, Carlos Alberto Ferreira da Silva, de 48 anos, foi preso nesta quarta-feira (29), em Recife/PE. O empresário é investigado pela Polícia Federal por fazer parte de um grupo que usava loterias eletrônicas como fachada para praticar crimes de contrabando, sonegação fiscal, corrupção de agentes públicos e lavagem de dinheiro.

Até agora, 13 pessoas foram presas, segundo a assessoria de imprensa da Polícia Federal pernambucana. Onze delas possuíam mandados de prisão e as outras foram presas por porte ilegal de armas.

De acordo com a PF, essa rede de loterias Monte Carlos era bastante forte em Pernambuco, mas estava por todo o nordeste tendo, inclusive, uma filial em Natal, localizada na Avenida Coronel Estevam, no Alecrim.

A assessoria de comunicação da PF informou ainda que a quadrilha possuía uma fabrica de máquinas caça-níqueis ilegais em Recife e uma em São Paulo. Esse é um dos motivos das prisões, já que a fabricação das máquinas se configura “contrabando”.
A+ A-