Populares depredam e saqueiam casa de suspeito do desaparecimento de Yasmin Araújo

Polícia encontrou corpo que pode ser da garota a poucos metros da residência da vítima.

Walfrido Tampa,
Reprodução
Moradores da Redinha saquearam e depredaram a casa de um dos suspeitos do desaparecimento da menina Yasmin Araújo na noite desta terça-feira.

Populares depredaram e saquearam a casa de um homem suspeito de envolvimento no caso do desaparecimento de Yasmin Lorena de Araújo, de 12 anos, desaparecida desde o dia 28 de março. A revolta dos populares teve início na noite dessa terça-feira (24), após um corpo que pode ser da garota ter sido encontrado em uma residência em obras, localizado próximo de onde a vítima morava, no bairro da Redinha.

Móveis e eletrodomésticos foram levados por moradores da região e o imóvel foi depredado, inclusive com pichações nas paredes fazendo alusões aos crimes de estupro e pedofilia. A Polícia Militar esteve no local, mas a propriedade já estava depredada.

A polícia procura pelo proprietário da casa, que seria o segundo suspeito de envolvimento no caso.

Ainda na manhã de ontem (24), uma ação conjunta entre a Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros realizou buscas utilizando um cão farejador do Batalhão de Policiamento de Choque (BPChoque), encontrou um corpo enterrado, coberto por areia e tábuas de madeiras em uma casa em construção.

A confirmação da identidade do corpo encontrado na residência está a cargo do Instituto Técnico-Científico de Polícia, e o resultado deverá ser apresentado nos próximos dias.

Em continuidade ao trabalho de investigação, a Polícia Civil informa que um homem se encontra preso, porém, a sua identidade não será revelada até que seja concluída a investigação.


Confira o vídeo:

Tags: Caso Yasmin Lorena Polícia
A+ A-