Tangará: DNOCS construiu açude, mas não fez reparos

DNIT, DER e Batalhão de Engenharia cederam equipamentos para obras emergenciais no reservatório d’água que, segundo Defesa Civil, pode romper.

Túlio Duarte,
Foto: Elpídio Júnior
Prefeito de Tangará acompanha obras no Açude Guarita.
Com capacidade para quase 5,5 milhões de metros cúbicos, o açude Guarita foi construído no município de Tangará, em 1947, pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), segundo informou o prefeito da cidade, Jorge Bezerra, ao Nominuto.com. O açude fica localizado na propriedade do prefeito.

O mesmo órgão federal que, segundo o gestor de Tangará, foi responsável pela construção do reservatório d’água, não encaminhou, até agora, uma máquina sequer para os reparos emergenciais que estão sendo feitos com o intuito de que o açude não rompa. Segundo a Defesa Civil do município, há o risco de ruptura da parede, que está comprometida devido à forte erosão.

“O DNOCS não forneceu nenhum equipamento, só a parte técnica. Uns técnicos vieram aqui e deram umas orientações”, disse o prefeito que, logo após a chuva que caiu na madrugada de segunda-feira (24), providenciou um trator, alugado pela Prefeitura, para iniciar os reparos. Em seguida, Jorge Bezerra acionou a Defesa Civil estadual e decretou estado de calamidade pública.

Na tarde deste sábado (29), nossa reportagem esteve no açude e verificou que estavam no local em funcionamento um trator do Batalhão de Engenharia de Caicó e uma retroescavadeira hidráulica do Departamento de Estradas de Rodagens (DER).

O DER, por exemplo, não é responsável por açudes, inclusive, nem tem verba para essa destinação, segundo nos informou o diretor de obras e operações do Departamento, Jonas Barbosa.

Apesar de também não ter responsabilidade sobre reservatórios d´água, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) está ajudando. Neste domingo (30), devem chegar ao açude um trator, uma retroescavadeira tipo PC e quatro caçambas. Tudo enviado pelo DNIT, que, assim como o DNOCS, é um órgão federal.

Sobre o DNOCS
O diretor-geral do DNOCS, Elias Fernandes, é uma indicação do líder do PMDB na Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves. Indicação, inclusive, antiga e que agora foi renovada no cargo nesta nova gestão federal.
A+ A-