Fátima Bezerra diz que VLT está garantido com a Copa 2014

A primeira etapa do projeto, que envolve a substituição de vagões e recuperação e ampliação dos trilhos, está orçada em R$ 176 milhões.

Luana Ferreira,
Deputada incluiu emenda no Plano Plurianual (PPA) para a instalação do transporte no valor de R$ 89 milhões.
Para a deputada federal Fátima Bezerra (PT), a confirmação de que Natal será uma das 12 cidades sede da Copa 2014, anunciada domingo (31) pela FIFA, encerra de uma vez por todas as dúvidas sobre a execução do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT).

“Eis a chance para a gente consolidar esse projeto. Se sem a Copa o VLT já estava em andamento, agora ele está consolidado”, disse a deputada, que incluiu uma emenda no Plano Plurianual (PPA) do governo federal para a instalação do transporte no valor de R$ 89 milhões.

Caso a emenda seja empenhada, parte da primeira etapa do projeto, que corresponde, entre outras coisas, à substituição dos vagões velhos por outros mais leves e rápidos, e à recuperação e ampliação dos sistema de trilhos, será executada. Essa etapa, orçada em R$ 179 milhões, é a que Fátima Bezerra diz estar “garantida”.

Para que o VLT integre a região metropolitana de Natal, incluindo o futuro aeroporto de São Gonçalo do Amarante, será necessário mais cerca de R$ 320 milhões.

A certeza de Fátima Bezerra se deve a dois fatos: o anúncio pela ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, de que as cidades sede serão contempladas com o PAC da Mobilidade Urbana e a palavra também da ministra de que, com a escolha da cidade, a execução do projeto para Natal seria mais fácil.

Na terça-feira (2), o diretor de planejamento da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), Raul Boris, responsável pelo planejamento e execução do projeto, confirmou a presença dele no seminário que acontece em Natal em julho para discutir o trânsito de Natal. Para Fátima Bezerra, esse é mais um indício de que, agora, o VLT está mais perto de virar realidade.
A+ A-