"Gasto com diárias é necessário", diz secretário de Comunicação

Dados do Portal da Transparência revelam que gastos com diárias no primeiro semestre ultrapassou os R$ 3 milhões.

Alisson Almeida,
O secretário estadual de Comunicação, Alexandre Mulatinho, defendeu os gastos com o pagamento de diárias, argumentando que trata-se de uma “despesa necessária para o funcionamento da máquina [pública]”.

 

De acordo com dados do Portal da Transparência, os gastos com diárias no primeiro semestre de 2011 chegaram a R$ 3.370.907,88. A cifra é maior que os investimentos previstos para a expansão e melhoria do ensino médio no Rio Grande do Norte: R$ 815.171,90.

 

Para Mulatinho, a comparação é “desproporcional”. “Não há parâmetros para fazer essa comparação, porque o gasto com diárias envolve todas as 25 secretarias e as 25 fundações da administração direta e indireta. Se você pegar o valor isolado das diárias, vai dar sempre maior que as outras áreas”, explicou.

 

O secretário afirmou ainda que “se não se gastar com diárias, o estado para”. “Não é um gasto mal feito. Precisa ter critério. Para fazer ações na educação, por exemplo, você gasta com diárias. Para pedir um convênio em Brasília, tem isso também”.

 

 

A+ A-