Infidelidade partidária : cassado mandato de vereador de Galinhos

Em setembro do ano passado, Israel Tarquino deixou o Democratas para se filiar ao PSB. Ele foi condenado à unanimidade a perder o mandato.

TRE,
Foi cassado o vigésimo-terceiro vereador norte-rio-grandense desde 29 de janeiro, sob a fundamentação da prática de infidelidade partidária, prevista e disciplinada na Resolução 22.610/2007 do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

Na sessão ordinária de hoje (14), Israel Tarquino de Brito, que deixou em 20 de setembro de 2007, o DEMOCRATAS do município de Galinhos para ingressar no PSB, teve decretada à unanimidade a perda de mandato eletivo. O relator da Representação 2751/2008 foi o juiz Roberto Guedes.

Israel alegou que foi discriminado pelo partido originário e que não teve apoio de sua agremiação política para disputar a presidência da Câmara de Vereadores de Galinhos.

O procurador regional eleitoral, Fábio Venzon, opinou pela procedência da representação, interposta pela suplente Lucimar da Silva Bandeira. Ela deverá ser empossada no cargo de Israel no prazo máximo de dez a partir da publicação do acórdão. O vereador reclamava que o partido não o convocava para participar das decisões partidárias.
A+ A-