Jaime Calado diz que PR foi "coerente" ao decidir apoiar Iberê

Prefeito de São Gonçalo do Amarante diz que participação do PR no governo estadual é "tímida", mas defende aliança com PSB.

Alisson Almeida,
Danilo Dantas
O prefeito de São Gonçalo do Amarante, Jaime Calado, disse que o Partido da República foi “coerente” ao decidir pelo apoio à candidatura do vice-governador Iberê Ferreira de Souza (PSB) para a sucessão do Rio Grande do Norte. Para ele, embora a participação da legenda no governo estadual seja “tímida”, a permanência do PR na base aliada é “natural”.

Jaime afirmou que o deputado federal João Maia, líder do partido, “é sensato” e desistiu de ser candidato a governador porque não iria embarcar numa “aventura”. “Não é a cara dele [João Maia] entrar em aventura. Ele sai [candidato] para vencer, ou apóia outro candidato para vencer”, analisou.

Para o prefeito, a dissidência do correligionário e deputado estadual Vivaldo Costa, que declarou apoio à candidatura oposicionista da senadora Rosalba Ciarlini (DEM), “é ruim para o partido, para Vivaldo e para João Maia”.

Ele também desmentiu os rumores de que a decisão de Vivaldo poderia indicar um jogo duplo do PR na sucessão estadual. “João Maia não é homem de fazer jogo duplo”, enfatizou.

Jaime desconversou sobre a possibilidade de sua esposa, a médica e secretária municipal de Saúde, Zenaide Maia, ser indicada para a vaga de vice na chapa de Iberê. A indicação estaria sendo costurada por João Maia, que é irmão de Zenaide. O prefeito disse que se depender dele, a esposa será mesmo a vice de Iberê. “Mas pelo que sei não houve nenhum convite”, declarou.

Jaime Calado é o entrevistado desta terça-feira do programa Diógenes Dantas Nominuto, que vai ao ar às 13h – com reprises às 18h e às 21h – pela TV Nominuto, canal 27 analógico e 127 digital da Cabo Telecom.
A+ A-