Pelo Twitter, Kalazans ataca jovens que organizaram o "Fora Micarla"

O secretário-chefe do Gabinete Civil não falou com a imprensa, mas usou rede social para acusar jovens de serem “manipulados por interesses políticos".

Alisson Almeida,
Quase uma semana depois da manifestação que reuniu cerca de duas mil pessoas, principalmente jovens, para pedir a saída da prefeita Micarla de Sousa (PV), ninguém no Palácio Felipe Camarão quis dar declarações sobre o protesto que fechou, durante algumas horas, o cruzamento das Avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira.

 

A ordem na administração municipal é não tratar do assunto com a imprensa. Procurados insistentemente para comentar o “Fora Micarla”, movimento que começou no Twitter e no Facebook e ganhou as ruas da cidade, a prefeita e seus auxiliares mais próximos preferiram silenciar.

 

A reportagem do portal Nominuto.com tentou, inúmeras vezes, obter uma declaração do secretário-chefe do Gabinete Civil da Prefeitura, Kalazans Bezerra, mas o homem-forte da gestão Micarla de Sousa não atendeu nenhuma das nossas ligações.

 

Mas enquanto se recusa a falar com a imprensa sobre esse assunto, Kalazans vem usando o Twitter como tribuna para atacar os protestos organizados pela juventude contra a chefe do Executivo.

 

Em mensagens postadas no microblog na noite desta segunda-feira, Kalazans chamou os manifestantes que pediram o impeachment da prefeita Micarla de Sousa de “grupo de radicais que anda depredando a cidade, provocando confusões e agressões”. “Isso é baderna”.

 

Kalazans disse que aqueles que participaram do protesto são “jovens sem causa e com comportamentos deplorável (sic) gritando palavras de ordem nas ruas, sem saber porque (sic) fazem isso”.

 

Em outra mensagem, o chefe da Casa Civil de Natal acusou os jovens de serem “manipulados por interesses políticos inrrustidos (sic)”.

 

Em tom ameaçador, Kalazans disse que a “inteligência da polícia já trabalha na identificação de alguns desse baderneiros”.

 

“As pessoas de bem, maioria da população, não pode (sic) aceitar esse jogo de interesses que está alienando alguns jovens da cidade”, completou o principal auxiliar do primeiro escalão da prefeita Micarla de Sousa.

 

 

A+ A-