Servidores rejeitam proposta de Fátima e não descartam greve

Sem informar quando irá quitar salários atrasados, governadora disse que pretende pagar as folhas de janeiro e fevereiro parceladas.

Da redação,
Sinpol
Policiais civis e servidores da Segurança se reuniram na tarde dessa segunda-feira, após anúncio de pagamento dos salários pelo governo.

O Fórum dos Servidores Estaduais rejeitou a proposta de pagamento dos salários apresentada pelo governo do Estado em reunião nesta segunda-feira (7). Na conversa com os sindicatos e pelas redes sociais, a governadora Fátima Bezerra (PT) anunciou que pretende pagar no dia 10 de janeiro, 30% a todos os servidores da ativa, aposentados e pensionistas de todas as categorias. No dia 30 de janeiro, seriam pagos os 70% restantes. Em fevereiro a metodologia seria a mesma.

O Fórum reafirma os princípios que norteiam a compreensão que trata de pagamento dos salários atrasados e atual, quais sejam: Isonomia, cronologia e solidariedade. Para os sindicatos, o governo deverá tratar do pagamento dos passivos de imediato.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (Sinte), será encaminhado um ofício solicitando uma nova audiência com a governadora, para debater os passivos e o pagamento dos salários com base nos princípios defendidos pelo Fórum dos Servidores.

Os sindicatos de diversas categorias não descartam a possibilidade de uma paralisação. Ainda na tarde de ontem (7), policiais civis e servidores da Segurança Pública se reuniram para deliberar sobre a proposta apresentada pelo Governo do Estado para o pagamento dos salários. As categorias decidiram que não vão aceitar o que foi posto e voltam a se reunir em Assembleia Geral na próxima sexta-feira (11).

NiltonArrudaSinpol

O presidente do Sindicato de Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública (Sinpol), Nilton Arruda, considerou o anúncio do governo "uma proposta muito dura". "Ficar sem o salário de dezembro, sem o 13º e sem perspectiva de receber esses vencimentos é impossível de aceitar. Todos nós temos contas para pagar, temos família para sustentar. Por isso, os Policiais Civis e Servidores da Segurança decidiram não aceitar esse plano apresentado", afirma.

Nilton Arruda disse que o Sinpol espera que, até a próxima sexta-feira, haja uma definição sobre esses pleitos e que o governo mude seu planejamento de forma que apresente uma proposta mais razoável e aceitável.
 
"O sentimento é de grande revolta em todos os servidores. Não é justo trabalharmos e ficarmos sem receber dois salários e sem previsão para isso. Ou se encontra um caminho ou, infelizmente, não teremos outra alternativa que não seja lutar pelos nossos direitos", finaliza.

SindaspAgentespenitenciarios

Também insatisfeitos, os agentes penitenciários devem se reunir na tarde desta terça-feira (8) para discutir as ações que serão tomadas. Ontem, a presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários (7), Vilma Batista, iniciou uma campanha para arrecadar doações para os servidores da categoria. "Com o anúncio do Governo de pagar apenas 30% de janeiro no dia 10 e sem dar perspectiva do salário de dezembro e do 13º, pedimos a sensibilização da sociedade e a ajuda daqueles que puderem".

"Nem mesmo as diárias operacionais, que é o valor pago quando os Agentes excedem a carga horária, estão sendo pagas. Então, está faltando dinheiro para as necessidades básicas como transporte e alimentação. Vários Agentes têm procurado o Sindicato pedindo auxílio, mas não temos como atender toda demanda", afirmou Batista.

Já o Sindicato dos Servidores da Saúde (Sindsaúde) anunciou que fará uma paralisação de advertência para a próxima quinta-feira (10), com "apagão" de 24 horas no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel. No mesmo dia, também será realizada uma assembleia com indicativo de greve para o dia 15 de janeiro.

Como será o pagamento dos servidores anunciado pelo governo:

Janeiro

Dia 10: adiantamento de 30% sem descontos, para os servidores com salários em atraso.

Dia 31: pagamento dos 70% restantes.

Servidores com salários em dia recebem de uma só vez até o dia 31.

Fevereiro

Dia 11: Adiantamento de 30% sem descontos, para os servidores com salários em atraso.

Dia 28: pagamento dos 70% restantes.

Servidores com salários em dia recebem de uma só vez até o último dia útil do mês.

Tags: Atrasos nos salários Fátima Bezerra Governo Fátima Salários dos servidores
A+ A-