Brasil perdeu, jogando em um nível bom, analisa Edmo Sinedino

Para jornalista e comentarista esportivo, futebol é subjetivo e pode trazer surpresas negativas.

Fátima Elena Albuquerque,
Daniel Dantas/Nominuto.com
Para Edmo Sinedino, o Brasil de Tite apresentou falhas, mas também criou muita coisa e poderia, sim, ter empatado e até vencido a partida contra a Bélgica

Não foi dessa vez que o Brasil conquistou o tão sonhado hexacampeonato. A seleção de Tite parou nas quartas de final diante do time da Bélgica, que fez um jogo inteligente e mostrou o quanto desta vez está mais preparada para avançar no mundial. A seleção belga, depois de 32 anos, está de volta à semifinal de uma Copa e em grande estilo.

Na opinião do jornalista e comentarista esportivo Edmo Sinedino, o Brasil de Tite apresentou falhas, mas também criou muita coisa e poderia, sim, ter empatado e até vencido a partida. Em entrevista hoje (9), ao programa RN Acontece, ele afirmou que um bom trabalho foi iniciado pelo técnico brasileiro. “Acho que o Brasil perdeu, jogando em um nível bom. Não considero que ele perdeu, jogando em um nível abaixo do que se espera. Claro que a gente esperava mais de alguns jogadores nas partidas decisivas, como Neymar e Philippe Coutinho, mas a subjetividade do futebol traz essas surpresas às vezes negativas”.

EDMO-H2

Questionado sobre se os brasileiros não exigem muito dos jogadores da seleção brasileira, como também se exigem exageradamente como torcedor, Edmo Sinedino acredita que são os ídolos da seleção que não valorizam o povo brasileiro. “A cada derrota como essa, a gente poderia tirar mais lições, mas, infelizmente, nós tiramos poucas. Ainda bem que existe uma corrente muito forte e tudo indica que Tite vai continuar. Só me questiono se ele vai ter autonomia para escolher realmente os jogadores que ele quer”, disse.

Segundo o jornalista, a CBF ainda tem uma influência “nefasta” nessa escolha, bem como os patrocinadores. “Não diria nem na escalação para os jogos, mas, na convocação, tenho certeza que ainda teve. Será que Tite, com toda a sua inteligência e capacidade, teria convocado jogadores que não estavam 100% no quesito físico e clínico?”, questionou.

EDMO-H3

Edmo Sinedino também criticou o fato de os jogadores da seleção brasileira terem tido muito contato com os familiares e amigos durante o período em que deveriam estar concentrados para os jogos. “Em Copa do Mundo, você se concentra e se fecha. Não é um pensamento antigo, é porque se trata de uma competição muito curta – são 30 dias. E é preciso focar apenas na competição”, defendeu.


Confira o vídeo:


AMS

Tags: Copa do Mundo Edmo Sinedino RN Acontece
A+ A-