Central de Transplantes comemora aumento das doações de órgãos no RN

Segundo a coordenadora da CET, 12 captações já foram feitas desde janeiro.

Fátima Elena Albuquerque,
Fladson Soares/Nominuto.com
Segundo Raissa Marques, no Rio Grande do Norte somente são realizados transplantes de rins, córnea e medula óssea.

O Rio Grande do Norte iniciou o ano de 2019 com um saldo positivo no que diz respeito a doações de órgãos. Somente no mês de janeiro, a Central de Transplantes do Estado (CET) registrou nove captações, enquanto que no mesmo período de 2018 foram apenas três. Neste mês de fevereiro, ocorreram mais três doações.

A coordenadora da Central Estadual de Transplantes do RN, Raissa Marques disse ser a primeira vez que é registrado este número de doadores em um único mês. “Esse aumento no número de doações tem impacto direto na elevação do número de transplante de órgãos e tecido no Estado”, afirmou, em entrevista nesta quarta-feira (13) ao programa RN Acontece.

Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (Sesap), em todo o ano de 2018 foram realizados 265 transplantes no RN, sendo 162 de córneas, 62 de medula e 41 de rins. O número de doações foi de 36 para múltiplos órgãos e 112 para córneas.

RN-H22

No Estado somente são realizados transplantes de rins, córnea e medula óssea. Outros órgãos captados no RN são encaminhados a outros estados do País. De acordo com a coordenadora da CET, a lista ativa de espera para o transplante renal, atualizada em janeiro de 2019, conta com um total de 208 pacientes inscritos. Já a lista de espera por um transplante de córnea é de 186 pacientes.

Raissa Marques comentou que no último final de semana, em Mossoró, foram realizadas duas captações: uma no Hospital Tarcísio Maia e outra no Hospital Wilson Rosado. Neste último caso, a doadora foi uma criança de 1 ano e 10 meses e os pais foram quem primeiramente externaram o desejo de doar os órgãos da filha.

“Foram captados o coração, que foi transplantado em uma criança com meses de vida em Brasília; o fígado e os rins, transplantados em crianças em Pernambuco”, disse Raissa Marques. A coordenadora ressaltou a importância de as pessoas que têm o desejo de doar seus órgãos externarem isso aos seus parentes e amigos.


Confira a entrevista:


AMS

Tags: doação de órgãos Raissa Marques RN Acontece
A+ A-