Sesap alerta para aumento na incidência de casos de conjuntivite

Doença se dissemina rapidamente e pode ser transmitida pelo contato direto com as mãos.

Da redação,
Reprodução
Doença se dissemina muito rapidamente e pode ser transmitida pelo contato direto com as mãos, com secreção ou com objetos contaminados.

O aumento na incidência de casos de conjuntivite fez a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) elaborar uma nota técnica com dicas e informações sobre os cuidados que a população deve tomar para tratar a doença e evitar o contágio.

É uma inflamação que geralmente ataca os dois olhos e pode durar de uma semana à 15 dias, costuma não deixar sequelas, mas é muito contagiosa. Os sintomas costumam começar com uma sensação de incômodo, como se tivesse areia ou cisco irritando os olhos e vão de coceira, visão borrada, presença de secreção nos olhos e dor ao olhar para a luz até pálpebras inchadas e grudadas quando a pessoa acorda e olhos vermelhos.

A doença se dissemina muito rapidamente e pode ser transmitida pelo contato direto com as mãos, com secreção ou com objetos contaminados. Por isso, é de extrema importância agir corretamente no tratamento médico e evitar lugares com grande aglomeração de pessoas.

Caso haja a suspeita de estar com conjuntivite, a recomendação é de que o cidadão procure imediatamente um médico A automedicação pode provocar sérias complicações e o agravamento do quadro, pois alguns colírios são altamente contra indicados.
Confira o Vídeo Nominuto:




FS.
Tags: conjuntivite Sesap
A+ A-