Ranking dos Políticos: "Zenaide é a mais ineficiente"

Alexandre Cavalcanti,

O baixo desempenho de suas funções e os problemas junto a Justiça Eleitoral deslocam a senadora Zenaide Maia Calado (PRÓS)  da disputa pela sucessão da governadora Fátima Bezerra (PT). O Tribunal Regional Eleitoral deve julgar nos próximos dias o pedido de cassação do mandato da senadora, impetrado pelo PSDB.

A senadora Zenaide, segundo os tucanos, teria mascarado a prestação de contas de sua campanha, em 2018, escondendo quantia superior a 500 mil reais. Há, ainda, denúncias de depósitos em cheque acima dos valores permitidos pela legislação eleitoral.

Na esfera política, o site Ranking dos Políticos coloca a senadora Zenaide Maia Calado como a mais ineficiente da bancada do Rio Grande do Norte - gastos exagerados e pouca produtividade. Zenaide, segundo o site, é a última colocada, com pontuação negativa, entre os 11 representantes do Estado no Congresso Nacional - oito deputados e três senadores. O capitão da Lei Seca, senador Styvenson Valentim, aparece em primeiro lugar.


PSL reúne lideranças em Jornada Política no RN

Alexandre Cavalcanti,

Visando expandir os seus diretórios por todos os municípios do Rio Grande do Norte, o Partido Social Liberal - PSL/RN  promove  neste sábado (18),  a partir das 7h,  no Espaço Cuxá,  a 1a. Jornada Política, com a presença de filiados, aliados e lideranças políticas de todo o Estado . 

O  presidente do PSL/RN, coronel Hélio Oliveira acredita na mobilização  de mais de 200 participantes durante  todo o dia do evento que se estenderá até às 17h. Conta, também, com a presença do deputado federal, General Girão Monteiro acompanhado de líderes políticos de 40 cidades potiguares,  onde estão sendo criados novos diretórios da legenda, que deverão se inscrever como  pré-candidatos ao próximo pleito municipal em 2020.



Mineiro garante recursos para a estrada da produção

Alexandre Cavalcanti,

O secretário Estadual de Articulação e Projetos, ex-deputado Fernando Mineiro (PT), garantiu, ao prefeito Paulo Emídio, em solenidade no Teatro Poti Cavalcanti, em São Gonçalo do Amarante, que já estão disponíveis os recursos para a construção da estrada da produção, ligando a sede do município à comunidade de Bela vista.

Os recursos para tocar a obra - 23 milhões de reais - são do Banco Mundial e já tinham sido garantidos pelo governador Robinson Faria(PSD), no final do governo, oportunidade em que o prefeito Paulo Emídio decidiu apoiar o seu projeto de reeleição.

A estrada da produção corta quase toda zona rural do Município, mas a sua importância é quase nenhuma. Duas outras estradas, a que liga Macaíba a comunidade de Igreja Nova, - construída em dois governos (Fernando Freire e Wilma Faria) e a que faz a ligação de Serrinha a estrada de Ceará Mirim(Rosalba Ciarlini) -, são bem mais importantes para o escoamento da produção.


Bolsonaro confirma acordo com Sérgio Moro

Alexandre Cavalcanti,

Ficou claro agora que o juiz Sérgio Moro só aceitou ser ministro da Justiça e Segurança Pública, no governo Jair Bolsonaro (PSL), diante do compromisso de sua indicação para ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), a mais alta corte de justiça do País.

Numa entrevista a Rádio Bandeirantes, o presidente Jair Bolsonaro confirmou o entendimento e disse que irá indicá-lo para ocupar a próxima vaga no STF. O ministro Celso de Mello se aposenta em novembro do próximo ano, aos 75 anos de idade.


São Gonçalo, a Sucupira do Grande Natal

Alexandre Cavalcanti,

O Município de São Gonçalo do Amarante, Região Metropolitana de Natal, vive os seus dias de Sucupira, comunidade criada para o seriado "O Bem Amado", estrelado pelo saudoso Paulo Gracindo, interpretando o prefeito Odorico Paraguaçu. Odorico construiu um cemitério, à época uma obra eleitoreira, mas a inauguração não podia ser feita por falta de defunto - ninguém morria na cidade.

Me deparo agora com um requerimento, aprovado pelo Plenário da Câmara de São Gonçalo, município que tem o sétimo maior aeroporto do mundo, solicitando a mudança na fachada do cemitério da comunidade de Maçaranduba, área rural do município. Confesso que lembrei logo do seriado de Dias Gomes.

Situado na região do Grande Natal, São Gonçalo é um dos municípios mais violentos do Estado do Rio Grande do Norte, enfrentando, também, sérios problemas nas áreas de saúde e educação.


Abrão trabalha para derrubar MP

Alexandre Cavalcanti,

FTO-ALE-IN-TOSuplente de deputado federal mas com trânsito livre em Brasília, Abrão Lincoln (PRB), tentou, junto a lideranças de todos os partidos, os votos necessários à derrubada da Medida Provisória 871, que atinge diretamente as colônias de pescadores, em todo o Brasil.

Aproveitou, ainda, para participar da solenidade de inauguração da nova sede do PRB na Capital Federal, ao lado do deputado Benes Leocádio, seu sucessor no comando do partido. 

Em seu retorno ao Rio Grande do Norte, Abraão Lincoln deverá visitar todas a colônias com o objetivo de organizar o movimento contrário a aprovação dessa Medida Provisória.



Hermano Morais aceita o TCE

Alexandre Cavalcanti,

O deputado estadual Hermano Morais (MDB) pode recuar do seu projeto de ser candidato a prefeito de Natal, nas eleições de 2020, e até de se transferir para o PDT, diante da oportunidade de ser eleito para conselheiro do Tribunal de Contas do Estado. A vaga seria do conselheiro Renato Dias, irmão do prefeito Álvaro Dias, que já tem tempo suficiente para solicitar aposentadoria.

Hermano não esconde o sonho de ser prefeito de Natal, mas abriria mão de uma candidatura para assumir o TCE. Caso aconteça dessa forma, a vaga de Hermano Morais será preenchida pelo primeiro suplente da coligação, Adjuto Dias(MDB), filho de Álvaro Dias (MDB).

O prefeito Álvaro Dias tem sido aconselhado a deixar o MDB, especialmente, pela disputa interna entre Walter e Henrique Alves. Ligado ao ex-ministro, Álvaro teria o risco de não ter legenda para se candidatar.


Saída de Álvaro beneficia Hermano Morais

Alexandre Cavalcanti,

A possível transferência do prefeito Álvaro Dias, de Natal, do MDB para o PDT, pode colocar o deputado Estadual Hermano Morais na cara do gol para ser o candidato do partido a prefeito da Capital. Hermano conta com a simpatia do ex-senador Garibaldi Alves Filho e do deputado federal Walter Alves, presidente e vice do MDB, respectivamente.

Hermano não nega o seu desejo de ser prefeito de Natal. Já foi, inclusive, candidato. Hoje o único entrave seria a presença de Álvaro no MDB. O deputado já teria até convite de outros partidos para ser o candidato em 2020. Um desses partidos é o PDT, do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves.

A convivência no MDB, hoje, não é das mais tranquilas. Há, claramente, uma disputa pelo comando do partido entre os primos Walter e Henrique Alves. Detentor de mandato, Walter parece já ter ganho a disputa.


Novo hospital já estava na LOA de 2018

Alexandre Cavalcanti,

O novo hospital regional do Grande Natal, projetado para São Gonçalo do Amarante, faz parte do conjunto de exigências para o funcionamento do Aeroporto Internacional Aluízio Alves. Uma emenda não impositiva já tinha sido providenciada pela bancada federal anterior - 2014/2018.

Agora, o ministério resolveu abrir o sistema e a proposta já está em análise. Não é fácil, especialmente, diante da escassez de recursos. A atual bancada federal pode ajudar muito, independente de partidos e projetos políticos pessoais.

O deputado João Maia(PR) que foi deputado, no passado, on com o atual ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, foi o parlamentar que pediu a abertura do sistema para que a proposta possa ser analisada do ponto de vista financeiro: algo em torno de 50 milhões de reais.


PSL conta história diferente sobre novo hospital

Alexandre Cavalcanti,

O PSL do Rio Grande do Norte já comunicou ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que a estrutura política de São Gonçalo do Amarante é comandada pelo PT. Segundo setores do partido do presidente Bolsonaro, no Estado, Jaime Calado, secretário Estadual de Desenvolvimento, a senadora Zenaide Maia Calado, hoje no PRÓS, e o prefeito de São Gonçalo, Paulo Emídio (PR), votaram em Fátima Bezerra, para governadora, e em Fernando Haddad, para presidente, ambos do PT.

Lideranças locais do PSL procuraram, também, o deputado federal do PSL-RN, General Girão, para que essa situação seja esclarecida, em Brasília: divididos em vários partidos, o sistema liderado por Jaime Calado, em São Gonçalo, segue a orientação da governadora Fátima Bezerra. Lembram, também, que toda a família Calado é historicamente petista - Fernando Lucena, irmão de Jaime, é vereador pelo PT de Natal. O Dr. Rui Pereira, já falecido, foi candidato a governador pelo PT.

O PSL quer que o general Girão mostre toda a verdade ao Rio Grande do Norte, a começar pela possível construção de um hospital em São Gonçalo: trata-se de um hospital universitário para formação de novos médicos e não um instrumento político para mostrar força desse ou daquele grupo. 



Álvaro Dias pode deixar o MDB

Alexandre Cavalcanti,

A disputa pelo comando do MDB, entre os primos Walter e Henrique Eduardo Alves, pode apressar o processo de definição do prefeito Álvaro Dias (MDB), de Natal, por um novo partido. Bem colocado para disputar um novo mandato, Álvaro só precisa decidir mesmo no próximo ano, seis meses antes das eleições.

Em princípio, o PDT, do ex-prefeito Carlos Eduardo Alves, seria o caminho natural. A relação entre o ex e o atual não anda lá muito bem. Carlos queria a mulher, Andréa Ramalho, na secretaria de Trabalho, o coração político do governo Municipal. Álvaro fez ouvido de mercador e arranhou o relacionamento. Nada tão grave que não possa ser superado.

O problema maior estaria na posição do partido, em Brasília, contra a reforma da Previdência e outras medidas de ajuste fiscal do governo Jair Bolsonaro. Isso poderia dificultar a conquista de recursos novos para Álvaro deslanchar nesses dois últimos anos. Oi


Ninguém lembrou, ainda, do interesse público

Alexandre Cavalcanti,

O Centrão vai continuar dando as cartas na Câmara Federal. O grupo reúne deputados majoritariamente do PP e do PR, mas tem simpatizantes em vários outros partidos. O fato é que sem esse grupo, ninguém aprova nada que necessite de quórum qualificado. 

É Centrão ou Blocão? Pouco importa. O que ninguém tá se tocando é outra coisa muito mais relevante. Por onde anda, por exemplo, o interesse público? Esse grupo de deputados foi quem criou, no governo José Sarney, o primeiro civil na presidência pós golpe de 1964, o tradicional toma lá dá cá, a versão corrupta da oração de São Francisco "é dando que se recebe".

O Blocão, ou Centrão, não é um bloco fisiológico isolado. No Congresso, a expressiva maioria segue essa cartilha. O Centrão, entretanto, historicamente, é mais fisiológico que os demais. Bem mais.


Fábio diz que reforma de Fátima é um absurdo

Alexandre Cavalcanti,

O ex-vice-governador Fábio Dantas (Solidariedade) disse a coluna Pinga Fogo que a reforma Previdenciária silenciosa da governadora Fátima Bezerra (PT) está sendo um verdadeiro absurdo. "o pessoal relotado e redistribuído do ITEP, ou seja, a maioria, não consegue se aposentar com as nomenclaturas que foram enquadrados na Lei complementar 551/2015, sob a alegação de que existe uma ADIN no TJRN a ser julgada".

"Ora,- disse Fábio -, existe uma Lei em vigência. Como pode uma pessoa ter vedada sua aposentadoria, sob a alegação de que no futuro pode haver provimento da ação. Hoje não existe nenhuma decisão cautelar em contrário. Portanto, abuso x abuso. Servidores prejudicados, com idade e direito de aposentar e não podem. PT saudações!", concluiu o ex-vice-governador Fábio Dantas.



Prefeito ganha primeiro round contra a Câmara

Alexandre Cavalcanti,

O prefeito Paulo Emídio (PR), o Paulinho da Habitação, de São Gonçalo do Amarante, ganhou a primeira batalha contra a Câmara de Vereadores. Suspendeu o pagamento de todo o primeiro escalão, incluindo os secretários adjuntos - atingindo em cheio o bolso dos vereadores - e já conseguiu aprovar mais 101 cargos comissionados. E hoje, finalmente, a Câmara deve aprovar a redução dos salários do primeiro escalão, uma iniciativa do então prefeito Jaime Calado, aprovada em 2016, antes da eleição de Paulo Emídio.

A vitória do prefeito Paulo Emídio expõe claramente a velha máxima: "manda quem pode e obedece quem tem juízo". Apesar da força política do prefeito, a decisão de suspender pagamento, criar novos cargos comissionados e enfrentar a Câmara repercutiu negativamente.  Começam a ser ouvidas críticas dentro do próprio sistema governista. É o famoso fogo amigo.



Governadores vão ter que ajudar na reforma

Alexandre Cavalcanti,

Os governadores vão ser obrigados a ajudar na aprovação da reforma da Previdência sob pena de ficar fora do texto em tramitação na Câmara dos Deputados. Os governadores do Nordeste são politicamente contrários, mas confiam na aprovação. Vai ser bom para os Estados, majoritariamente, enfrentando dificuldades financeiras.

Os parlamentares, entretanto, não querem ficar sozinhos com o desgaste do voto favorável a reforma e já avisaram: ou os governadores ajudam na aprovação, ou vão ficar fora da reforma e terão que fazer, individualmente, a reforma de sua própria previdência. E aí não vai ser moleza.


Prorrogação de mandatos: fim de um sonho

Alexandre Cavalcanti,

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia(Dem) , sepultou o sonho de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores: "inconstitucional e antipático", disse Maia sobre a prorrogação de mandatos municipais.

O argumento principal seria o da coincidência de todos os mandatos. Mas, isso já aconteceu em 1982, ainda no governo militar. Os mandatos dos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores que seriam concluídos em 1980, foram prorrogados para 1982. 

A decisão de Rodrigo Maia acaba com o sonho e coloca os atuais prefeitos e vereadores com o pé na estrada em busca de um novo mandato. Só que nas urnas.


Álvaro e Rosalba driblam a crise

Alexandre Cavalcanti,

Em Natal e Mossoró, os prefeitos Álvaro Dias (MDB) e Rosalba Ciarlini(PP), respectivamente, driblam a crise e conseguem tocar o mandato com chances de renová-lo nas urnas, em 2020. Claro, não existe eleição ganha, mas, em alguns casos, até os adversários ajudam.

Em Natal, Álvaro Dias, político passado na casca do alho, governa diante de uma Oposição silenciosa e desarticulada. Até hoje, ninguém consegue identificar a oposição ao prefeito de Natal. Apenas, aqui e acolá, isoladamente, algum movimento tentar emplacar um nome, mas não consegue sustentá-lo.

Da mesma forma em Mossoró. A prefeita Rosalba, que já foi governadora, mantém o calendário de pagamento em dia, a exemplo de Álvaro, em Natal, e recebeu, ainda, a ajuda de seus opositores: os empresários Tião do Couto  e Jorge do Rosário, ambos do derrotados nas urnas, nas eleições do ano passado.

Diante de tudo isso, é possível afirmar que Álvaro Dias e Rosalba Ciarlini tem chances de ganhar um novo mandato. Hoje, claro que sim, mas, no ano passado, ninguém apostaria uma ficha sequer no projeto político de nenhum deles.


Prefeito enfrenta vereadores e suspende pagamento

Alexandre Cavalcanti,

Guerra é guerra e o prefeito Paulo Emídio (PR), o Paulinho da Habitação, montou trincheira contra o Poder Legislativo. Suspendeu o pagamento dos secretários adjuntos até que a Câmara decida votar a redução dos salários do primeiro e segundo escalões.

A medida atinge diretamente o bolso de cada vereador. Toda a bancada do governo -15 vereadores - tem um adjunto cada, com salários de 12 mil reais.

Alegando dificuldade, o prefeito quer reduzir o salário dos seus secretários e adjuntos. Os vereadores rebatem dizendo que o diário oficial do município publica diariamente portarias com novas nomeações.


Bolsonaro e Maia voltam a dialogar

Alexandre Cavalcanti,

O feriado de primeiro de maio, dia do trabalhador, na quarta-feira, empurra a discussão da reforma da Previdência para a próxima semana, na Câmara dos Deputados. Nada melhor do que um feriado no meio da semana para atrapalhar a vida do brasileiro. Mas a classe política aproveita bem e não passa nem sequer por perto de Brasília.

Por outro lado, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) ganhou tempo para construir a maioria necessária. No sábado e no domingo, esteve com o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia(Dem). O bom senso parece ter prevalecido e  voltaram a dialogar.




Mada Calado quer disputar sucessão de Paulo Emídio

Alexandre Cavalcanti,

A suplente de deputado estadual, Mada Calado (PT), tem confidenciado a correligionários o seu desejo de disputar a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante nas eleições do próximo ano. 

Filha da senadora Zenaide Maia e do ex-prefeito Jaime Calado, secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, Mada não esconde de ninguém as suas desavenças com o prefeito Paulo Emídio (PR).

O projeto de Mada coloca criador (Jaime Calado) e criatura (Paulo Emídio) em lados opostos e pode ser o fato novo na política sãogonçalense. 

O prefeito Paulo Emídio já procurou o ex Jaime Calado para tratar sobre sucessão, mas recebeu o silêncio como resposta.


21-40 de 1329