Disputa por cargos abre crise na campanha de Fátima

Alexandre Cavalcanti,

A disputa por cargos, em um possível governo Fátima Bezerra, abre crise na campanha do PT. A senadora eleita, Zenaide Maia Calado (PHS), já apresentou suas demandas políticas e reivindica duas secretarias de Estado, - a de Infraestrutura, para seu marido, ex-prefeito Jaime Calado (PMB) -, e mais um outra.

A candidata, entretanto, já avisou que não admite conversar sobre formatação do governo antes das eleições em segundo turno. Fátima foi curta e grossa: " as discussões sobre espaços para aliados somente a partir do dia 29".

Na verdade, há uma certa ciumeira. Os aliados de primeira hora, PCdoB e PHS, temem perder espaços para os "cristãos novos", representados pelo PSB dos deputados Ricardo e Rafael Motta, e, ainda, para grupos ligados ao governador Robinson Faria, do PSD.

Em Mossoró, por exemplo, os empresários Tião do Couto, candidato a vice na chapa de Robinson, e Jorge do Rosário, candidato derrotado a deputado estadual, já anunciaram apoio a candidata Fátima Bezerra.

Tags: Campanha Cargos Crise
A+ A-